Acesso Rápido

    Cartão de crédito: o que é? Saiba como funciona a fatura e os juros rotativos

    Cartão de crédito: o que é? Saiba como funciona a fatura e os juros rotativos

    Uma modalidade bastante comum de empréstimo atualmente é o cartão de crédito, disponibilizado por bancos e empresas emissoras para seus clientes. O número de pessoas com acesso a esse tipo de recurso financeiro aumentou de forma expressiva nas últimas décadas.

    Com o cartão de crédito, o consumidor pode realizar compras em um dia e pagá-la somente após 30 dias, contribuindo para seu planejamento financeiro. Esse tipo de forma de pagamento tem algumas especificidades que precisam ser bem compreendidas, especialmente com relação aos juros e formas de pagamento.

    O que é o cartão de crédito?

    Cartão de crédito é uma modalidade de empréstimo, disponibilizado por bancos e instituições financeiras. Com ele, uma determinada pessoa consegue, portanto, realizar compras parceladas, ou à vista, ganhando prazo para pagar.

    Com o aumento na oferta, as operadoras de cartão passaram inclusive a oferecer programas de relacionamento para seus clientes como forma de atraí-los. Nesses programas normalmente o consumidor acumula pontos que podem ser trocados por produtos ou até mesmo milhas aéreas.

    O fato de poder realizar compras parceladas é um dos grandes atrativos dessa modalidade de crédito. Além disso, essa é uma modalidade amplamente aceita no mercado, devido ao fato que apesar dos estabelecimentos pagarem taxas bancárias para receber os valores, os pagamentos são garantidos pelas instituições financeiras.

    Portanto, diferente, por exemplo, dos cheques que eram uma modalidade usual em um passado não tão distante, o cartão de crédito oferece um risco muito menor aos vendedores. Nesse sentido, esse tipo de forma de pagamento acaba sendo muito atrativa.

    Apesar das facilidades, o cartão de crédito é uma forma de crédito que deve ser entendida bem pelos usuários para que evitar o endividamentos. Visto que os juros para pagamentos postergados do cartão de crédito costumam ser altos e podem gerar uma dívida maior que a capacidade de pagamentos dos usuários.

    Nesse sentido, um dos principais pontos do cartão de crédito é a compreensão de que o valor disponível para utilização funciona como se fosse um empréstimo. Ou seja, apesar da compra ter sido concretizada com aqueles valores, os usuários do cartão terão que pagar esses valores à instituição financeira emissora do cartão de crédito.

    Os prazos para o pagamento da fatura e as condições para pagamento podem variar de cartão para cartão. Nesse sentido, é ainda mais importante entender bem quais as condições do serviço que está sendo contratado no momento de obter essa forma de crédito.

    Como funciona o cartão de crédito?

    cartão de crédito

    Entender como funciona essa modalidade de cartão é um passo importante antes de passar a utilizar essa forma de pagamento. Entre os principais fatores a serem compreendidos estão o limite do cartão e o valor da anuidade a ser pago.

    Um dos pontos que merece destaque é relacionado às bandeiras de cartão de crédito. Essas são responsáveis por processar as compras realizadas, já os emissores do cartão de crédito são responsáveis pela administração do cartão e definem os limites e tarifas cobradas.

    Limite do cartão

    Por se tratar de um empréstimo, todo cartão de crédito possui um limite disponível para uso. É possível, portanto, fazer compras com esse limite, sejam elas realizadas na modalidade crédito à vista ou então parcelado.

    Se a compra for realizada à vista, o valor deverá ser pago na próxima fatura do cartão. A fatura tem uma data de vencimento que normalmente já é estabelecida. Caso a compra seja realizada parceladamente, o valor das parcelas será cobrado nas faturas de cada mês.

    Cartão virtual

    O cartão virtual ou cartão de crédito virtual é um cartão de crédito utilizado apenas para compras online. Isso ocorre porque como o próprio nome diz ele não existe em sua forma física, portanto, não é possível utilizá-lo em máquinas de cartão de crédito.

    A fatura e o limite do cartão virtual funcionam da mesma forma que um cartão físico. Há inclusive operadoras de cartão de crédito que disponibilizam as duas formas do cartão para seus clientes e as compras realizadas aparecem na mesma fatura.

    Anuidade

    A anuidade ou taxa de anuidade é o valor cobrado pelas instituições financeiras pela utilização do cartão de crédito pelos usuários. Em geral, essas taxas são cobradas de forma mensal dos clientes.

    Há também situações em que os bancos isentam os clientes da anuidade do cartão de crédito. Essas isenções se tornaram mais comuns após a expansão dos bancos digitais, que passaram a oferecer uma série de produtos financeiros a custo zero para seus clientes.

    CVV

    Muitas pessoas se perguntam o que é CVV do cartão de crédito e, porque esse código sempre é solicitado nas compras. Essa sigla significa Card Verification Value, que na tradução para o português seria Valor de Verificação do Cartão.

    Na prática, esse é um código de segurança do cartão de crédito que serve para validar as compras realizadas pelo cartão, especialmente as contas online. Esse código colabora para evitar fraudes e clonagem de cartões de crédito.

    Qual a diferença entre cartão de crédito e cartão de débito?

    A utilização de um cartão de crédito ou um cartão de débito são muito diferentes e é importante compreender bem essa diferença. As compras realizadas a partir de um cartão de débito são debitadas diretamente da conta do titular desse cartão, portanto, para o usuário é como se ele estivesse pagando em dinheiro, visto que os valores utilizados saem diretamente da sua conta.

    No caso do cartão de crédito, as compras são pagas a prazo. Portanto, mesmo que uma pessoa realize a compra à vista no cartão de crédito, ela só irá pagar essa conta quando chegar a fatura mensal do cartão. Nesse caso, há um espaço entre a realização da compra e o pagamento dessa compra, diferente das compras realizadas por cartão de débito.

    Há casos em que uma instituição financeira fornece apenas um cartão para o cliente com a função débito e crédito. Nesses casos, inclusive a senha do cartão de crédito é a mesma senha do cartão de débito.

    Na prática, o cartão de débito é um facilitador para a realização de compras, visto que não é preciso ir até um terminal bancário para sacar dinheiro. Além disso, em geral, as pessoas costumam se sentir mais seguras em circular com um cartão em comparação a circular com dinheiro, visto que em caso de roubo, é possível cancelar o cartão.

    Em geral, a utilização do cartão de débito não incorre em custos adicionais para os clientes de instituições bancárias. Como essa forma de pagamento não incorre em risco de crédito, os bancos facilitam a prestação desse serviço para os seus clientes.

    Além disso, o fato de incorrer em risco baixo faz com que as taxas cobradas dos estabelecimentos que aceitam essa forma de pagamento sejam menores em comparação ao cartão de crédito. Por esse motivo, não é incomum se deparar com estabelecimentos comerciais que aceitam apenas vendas a débito, principalmente pequenos comércios.

    De forma geral, os pagamentos com cartão de débito e crédito são amplamente aceites no mercado. Contudo, dada a diferença de forma de pagamento de ambos, o cartão de crédito costuma ser mais utilizado para compras em valores maiores.

    Como são cobrados os juros do cartão?

    O limite do cartão de crédito pode ser usado em um determinado prazo sem a cobrança de juros. Porém, quando não cumprido o pagamento neste prazo, há a incidência de uma taxa de juros sobre o valor devido. Essa cobrança é chamada de rotativo do cartão de crédito.

    Só para ilustrar, imagine uma pessoa que tenha um limite de R$ 1 mil no cartão de crédito. Em um determinado mês ela usou todo o limite de compras. Porém, no dia do vencimento da fatura, ela não conseguiu pagar o valor total, e pagou o valor de R$ 200.

    Nesse caso, ela deixou de pagar R$ 800 no prazo estabelecido. Portanto, no mês seguinte ela irá pagar juros referente a esse valor. Conforme o cliente passa a postergar esses pagamentos os juros continuarão incidindo sobre os valores em aberto. Portanto, sempre que houver um valor aberto irá incidir juros sobre esse valor.

    Em geral, os cartões de crédito só são cancelados quando o cliente deixa de pagar o valor mínimo de forma recorrente. Todavia, é importante salientar que os valores deixados em aberto em cada fatura são adicionados à fatura seguinte acrescidos de juros e, portanto, o valor mínimo a ser pago será cada vez maior.

    Por esse motivo, é comum usuários de cartão se encontrarem em situação de grande endividamento, pois pagaram recorrentemente o valor mínimo das faturas do cartão de crédito e os juros acabaram se tornando um peso excessivo sobre os valores a serem pagos.

    Um ponto importante a ser ressaltado é que compras parceladas não possuem a incidência de juros do cartão de crédito. Quando uma compra parcelada é feita, cada parcela virá em uma fatura do cartão e caso o pagamento da fatura seja feito em sua totalidade não haverá cobrança de juros por parte da operadora do cartão.

    Quais são as tarifas cobradas no cartão de crédito?

    Em geral, as operadoras de cartões de crédito cobram alguns tipos de tarifas de seus clientes que solicitam essa forma de crédito. A principal tarifa cobrada no cartão de crédito é a taxa de anuidade. Essa taxa funciona como uma taxa de manutenção do cartão de crédito e costuma ser cobrada mensalmente dos clientes.

    Como apontado, essa tarifa de anuidade pode variar de emissor para emissor de cartão de crédito e em alguns casos ela pode ser inclusive isenta. Portanto, não há tarifa única de anuidade para todos os cartões de crédito.

    Além da tarifa de anuidade, que é a mais comum, também é possível que algumas instituições cobrem outras taxas dos usuários, como, por exemplo, a taxa de avaliação emergencial de crédito. Essa taxa pode ser cobrada quando um cliente tenta realizar uma compra com valor maior que seu limite disponível e o banco realiza uma avaliação emergencial para liberar a compra.

    Há também a cobrança de taxas para operações específicas como pagamento de contas e saque com o cartão de crédito. Em geral, essas taxas são pré-estipuladas no contrato de adesão ao cartão de crédito, portanto, é importante estar atento a essas taxas para não ser surpreendido no momento de chegada da fatura mensal do cartão.

    Além disso, uma tarifa bastante comum é a tarifa cobrada pela emissão de uma segunda via de cartão de crédito. Contudo, essa cobrança só costuma ser realizada em casos de perda ou furto do cartão. Nos casos em que uma nova emissão é realizada devido à fraude ou falhas, a operadora do cartão de crédito é responsável pelo problema.

    Além dessas tarifas convencionais, os bancos podem cobrar tarifas específicas de seus clientes relativas à serviços personalizados relacionados ao cartão de crédito. Um desses serviços, por exemplo, é o envio de mensagens confirmando a realização de uma compra.

    Quais são os tipos de cartão de crédito?

    Há diferentes tipos de cartão de crédito, sendo que o mais utilizado é o cartão de crédito tradicional, onde o cliente e realiza as compras e depois realiza o pagamento da fatura. No modelo tradicional existe o cartão de crédito nacional e o cartão de crédito internacional.

    Há algumas compras que demandam um cartão de crédito e alguns clientes possuem restrições ao acesso dessa meio de pagamento. Portanto, foram criados outros tipos de cartão de crédito como é o caso do cartão pré-pago e do cartão consignado.

    Cartão pré-pago

    Além do modelo tradicional, existe também no mercado o cartão de crédito pré-pago. Nesse caso, não há um empréstimo feito pelo banco. Ou seja, não existe um limite de crédito neste cartão.

    Por isso, para usá-lo é necessário reabastecê-lo. Portanto, se um cliente abastecer um cartão pré-pago com R$ 200, ele poderá usar esse valor. Contudo, diferente do cartão de crédito, o pré-pago não permite compras parceladas, somente na modalidade crédito à vista. E o valor gasto é debitado na hora do saldo do cartão.

    Cartão de crédito consignado

    Uma outra modalidade disponível no mercado é o cartão de crédito consignado. Essa é uma modalidade bastante parecida com o cartão de crédito. Afinal, o cliente possui um limite para uso. No entanto, ele só está disponível para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS.

    O valor mínimo desse cartão é debitado direto da folha de pagamento. Afinal, o risco é menor, e por isso o valor dos juros cobrados também são. Geralmente não há consultas ao SPC e ao Serasa para a emissão desse cartão. Por isso, ele também pode ser conhecido como cartão de crédito para negativados.

    Para solicitar esse cartão, o beneficiário não pode ter comprometida a sua margem consignável que é hoje de 35% sobre o seu salário bruto. Ou seja, se o beneficiário já possui outros empréstimos que comprometam esse percentual da renda, o cartão não será aprovado.

    Qual a diferença entre data de vencimento e de fechamento do cartão?

    A data de vencimento e a data de fechamento do cartão de crédito são datas distintas e precisam ser bem compreendidas para organizar os gastos mensais. A data do vencimento do cartão é a data limite para pagamento da fatura, ou seja, na prática, é a data de vencimento do boleto que deve ser pago pelo usuário do cartão.

    Já a data de fechamento do cartão de crédito é a data na qual a fatura é encerrada, ou seja, até essa data as compras realizadas serão cobradas na fatura vigente. A partir do dia seguinte a essa data, as compras realizadas serão cobradas apenas na fatura seguinte, em geral, essa fatura só será paga no mês subsequente.

    Para ficar mais claro, considere um exemplo simples no qual a fatura de um cartão possui vencimento no dia 25 do mês e fechamento da fatura no dia 15. Nesse sentido, as compras realizadas até o dia 15 serão cobradas na fatura que vencerá no próximo dia 25. Já as compras realizadas a partir do dia 16 só serão cobradas na fatura que vencerá no dia 25 do mês seguinte.

    É por essa diferença entre data de vencimento e data de fechamento da fatura que existe uma diferença que pode chegar a 40 dias ou mais entre a compra efetiva e a data de pagamento. Nesse sentido, existe o período eficiente para utilização do cartão de crédito que é justamente o período imediatamente após o fechamento da fatura, visto que só será cobrado no próximo mês.

    Entender essa diferença é importante porque colabora para que as pessoas ajustem melhor os seus gastos mensais. Pode haver situações, por exemplo, em que o orçamento mensal não suporta mais gastos, contudo, após o fechamento da fatura é possível realizar novos gastos visto que só serão cobrados no mês seguinte.

    Como pagar boleto com cartão de crédito?

    Pagar boleto com cartão de crédito possui um sistema um pouco diferente do habitual da utilização do cartão de crédito. Para realizar essa operação é necessário acessar o internet banking ou acessar o sistema do cartão de crédito e realizar o processo para pagamento de boleto e no momento de efetivação escolher a opção pagar com cartão.

    Além da alternativa de realizar pagamento de boleto pelos canais online da instituição financeira, esse tipo de pagamento também pode ser realizado por telefone. As formas de pagamento de boleto por cartão de crédito podem variar de banco para banco, inclusive alguns podem requerer uma liberação prévia do cliente em algum canal físico, como caixa eletrônico.

    Em geral, é mais simples realizar esse tipo de pagamento quando a pessoa possui conta-corrente no mesmo banco emissor do cartão de crédito. Visto que nesse caso é possível realizar esse processo pelo próprio aplicativo ou internet banking no qual o cliente realiza suas operações financeiras do dia-a-dia.

    Há vantagens e desvantagens em utilizar esse recurso para pagamento de boletos. A maior desvantagem de utilizar essa opção é que muitas operadoras de cartão podem cobrar tarifas adicionais para realizar esse tipo de pagamento. Dessa forma, o custo adicional pode não compensar a escolha por essa opção de pagamento.

    Além de uma possível tarifa do banco ou da operadora do cartão de crédito, esse tipo de pagamento costuma ter a incidência de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Dessa forma, dificilmente uma pessoa poderá pagar um boleto pelo cartão de crédito sem ter um custo adicional.

    Todavia, essa pode ser uma opção interessante para quem possui programas de fidelidade atrelado ao cartão de crédito. Nesse sentido, incluir mais despesas nessa forma de pagamento tende a gerar um acúmulo de milhas maior para o usuário desse cartão. Contudo, vale ressaltar que é importante pesar essa vantagem em comparação a uma tarifa adicional.

    Como cancelar compra no cartão de crédito?

    Como cancelar compra no cartão de crédito é uma operação que pode variar de situação para situação. Há os casos em que há a devolução do produto ou desistência do serviço adquirido pelo cliente e há os casos em que o cartão pode ter sido roubado ou clonado, portanto, as compras seriam fraudulentas.

    Nos casos em que o cliente realiza a devolução do produto ou desiste da contratação de um serviço, o caminho mais simples para cancelar compra é solicitar ao estabelecimento ou prestador de serviços o estorno no cartão de crédito. Dessa forma, o valor que antes havia sido debitado será creditado na fatura do cliente.

    Os prazos para efetivação desse estorno podem variar, há empresas que o realizam imediatamente e há outras que levam um tempo maior. Dessa forma, é possível, por exemplo, que o estorno de uma compra realizada só seja efetivado na próxima fatura e nesse caso o cliente teria que pagar a fatura e depois teria o crédito na próxima fatura.

    Os períodos de carência entre a compra e a desistência de uma compra ou os motivos que levaram à desistência da compra devem respeitar os preceitos legais do código de defesa do consumidor. Dessa forma, a efetivação ou não do estorno da compra realizada pode depender das circunstâncias da compra e da devolução ou desistência.

    Já nos casos em que pode ter havido fraude com o cartão de crédito, é necessário contestar a compra realizada no cartão. Além disso, recomenda-se também que seja realizado o cancelamento imediato do cartão de crédito para que em caso de clonagem do cartão não sejam feitas mais compras em nome do titular do cartão.

    Esse tipo de situação pode gerar até mesmo uma disputa judicial, visto que pode haver situações em que a responsabilidade recai sobre o portador do cartão de crédito e outras que recaem sobre a administradora do cartão de crédito. De forma geral, quando há clonagem do cartão de crédito, a responsabilidade costuma ser da instituição financeira.

    Quais as vantagens e desvantagens do cartão de crédito?

    Conheça 5 medidas simples para aumentar seu limite do cartão de crédito

    O cartão de crédito pode gerar euforia e em alguns casos medo de utilizar esse recurso financeiro. Mas assim como qualquer outra forma de pagamento ou de crédito, esse mecanismo possui vantagens e desvantagens que devem ser consideradas pelos usuários de cartões.

    A principal vantagem do cartão de crédito é poder realizar compras a prazo, o que possibilita a compra de bens de valor maior como os bens duráveis, por exemplo. Dessa forma, o usuário do cartão pode parcelar suas compras para encaixar melhor as parcelas dentro do seu orçamento mensal.

    Além disso, o fato de muitos cartões de crédito proverem programas de milhas para seus clientes contribui para incentivar a utilização do mesmo. Em geral, o maior atrativo desses programas é a possibilidade de troca das milhas acumuladas por passagens aéreas, para os usuários que utilizam muito o cartão de crédito, esse ponto é sempre uma vantagem.

    Todavia, existem também algumas desvantagens relacionadas ao cartão de crédito. A principal delas é relacionada à possibilidade de descontrole na realização de compras e consequentemente entrada no rotativo do cartão de crédito, que como apresentado anteriormente tende a gerar uma elevada cobrança de juros.

    Os juros elevados dos pagamentos postergados do cartão tendem a ser a maior desvantagem desse tipo de pagamento. Contudo, é importante não confundir aqui com os juros do cheque especial. No caso do cartão de crédito, os juros só são cobrados quando há postergação do pagamento ao passo que no cheque especial sempre há cobrança de juros.

    Nesse sentido, aprender noções básicas de educação financeira é um passo importante para utilização de um cartão de crédito. Visto que a partir dessa compreensão fica mais simples desfrutar das vantagens desse recurso financeiro e afasta os riscos de ter que pagar valores elevados de juros.

    Como fazer um cartão de crédito?

    Para fazer o cartão de crédito é preciso realizar uma solicitação junto a empresa emissora, seja ela um banco ou qualquer instituição financeira. Essa solicitação pode ser feita online ou presencialmente, dependendo da instituição.

    Portanto, primeiramente é feita a solicitação por parte do cliente que será encaminhada para uma análise. Sendo aprovado, o cliente receberá o cartão com um limite que pode ser usado para comprar. Os critérios para realização dessa análise pode variar de banco para banco.

    Em geral, as instituições financeiras consideram a capacidade de pagamento do cliente, histórico e até rating de agências de crédito. A partir dessa análise, será decido a cessão ou não do cartão e também qual será o limite aprovado para esse cliente. Em geral, esse limite pode ser elevado com o passar do tempo.

    Os critérios para aprovação de um cartão de crédito tendem a ser objetivos, portanto, caso o cliente tenha os pré-requisitos estipulados pelo banco, o cartão será aprovado. Inclusive porque esse é um produto financeiro vantajoso para essas instituições e, dessa forma, é interessante para os bancos concederem o maior número de cartões possíveis.

    Dessa forma, como fazer um cartão de crédito pode ser bem simples, especialmente com o boom dos bancos digitais e fintechs na economia brasileira. Esse tipo de banco costuma ter sistema ainda mais simplificado de análise e emissão de cartões de crédito, o que possibilita a agilizar a emissão de um novo cartão.

    Contudo, mesmo sendo um processo mais simples, também existem critérios para análise de crédito nesses bancos. Além disso, é importante que o cliente esteja atento para as condições do cartão emitido, especialmente relacionadas às tarifas cobradas por esses cartões e também relacionada à taxa de juros cobrada em caso de atraso no pagamento da fatura.

    Foi possível entender o que é um cartão de crédito? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais.

    Perguntas frequentes sobre cartão de crédito
    Qual cartão é mais fácil de ser aprovado?

    Com a expansão das instituições emissoras de cartão de crédito, mais opções foram disponibilizadas no mercado para essa função. Dessa forma, é possível encontrar cartões de crédito com processo de aprovação 100% digital e com aprovação no mesmo dia.

    Qual cartão de crédito aprova na hora?

    As fintechs e os bancos digitais costumam ter um processo ágil de aprovação de cartão de crédito. Dessa forma, é possível que após realizada a solicitação nessas instituições, a resposta acerca da aprovação chegue pouco tempo depois.

    Onde pedir cartão de crédito?

    Para fazer o cartão de crédito é preciso realizar uma solicitação junto a empresa emissora, seja ela um banco ou qualquer instituição financeira. Essa solicitação pode ser feita online ou presencialmente, dependendo da instituição.

    Qual banco libera cartão de crédito com score baixo?

    Uma série de bancos liberam cartão de crédito para quem possui score baixo. Contudo, cada banco pode ter regras diferentes, em geral, a maioria que realiza essas liberações concede limites reduzidos para esse tipo de cliente.

    Qual cartão de crédito mais fácil de conseguir limite alto?

    O limite do cartão de crédito em geral está ligada à renda ou ao fluxo de pagamentos do cliente. Dessa forma, os cartões de crédito com limite alto em geral são aqueles destinados ao público de alta renda, com bandeiras Platinum, por exemplo.


    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *