Agências de rating: como funciona a classificação de riscos do mercado

Agências de rating são instituições fundamentais na economia global, pois elas avaliam o grau de investimento de determinado ativo.

Ou seja: avaliando diversos quesitos, como governança corporativa, risco país e tantos outros, essas agências de rating verificam a qualidade de um investimento.

O que são as agências de rating?

As agências de rating, ou agências de avaliação de risco, são empresas independentes e especializadas que monitoram as atividades financeiras de diversas instituições públicas e privadas, avaliando o nível do risco de crédito de cada uma.

Assim, essa avaliação é feita através da divulgação de um relatório financeiro e principalmente pela atribuição de uma nota de risco – o chamado rating.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

De fato: por causa da infinidade de ativos, títulos e empresas disponíveis no mercado, muitas vezes o investidor não consegue analisar financeiramente cada um deles com precisão para orientar melhor o seu investimento.

No entanto, para ajudar nessa situação, existe um tipo de instituição especializada em realizar essa análise, da forma mais profissional e independente possível: as agências de rating.

São as agências de rating que indicam, por exemplo, qual o risco de se investir nos títulos de dívida de um determinado país, fornecendo uma avaliação concisa sobre o grau de investimento desses ativos e dos riscos que calote que eles possuem.

Existem diversas agências de rating espalhadas pelo mundo inteiro. No entanto, as três agências de risco mais importantes e com maior credibilidade em todo o mercado são a Moody’s, a Fitch e a S&P (Standard & Poor’s).

Estima-se que estas três agências detenham cerca de 95% do mercado global de análise de risco.

EBOOK INVESTINDO EM FIIS

O que significam as notas de risco (ratings)?

Resumidamente, quanto maior é uma nota de rating, melhor é a situação financeira e as condições de honrar pagamentos de uma instituição, de acordo com a opinião da agência.

Portanto, o risco de emprestar dinheiro para essa instituição ou comprar seus títulos é menor – atraindo assim mais interessados em investir na mesma.

Ao mesmo tempo, um rating baixo demonstra que a instituição não possui uma boa capacidade de pagamento, sendo mais arriscado fazer esse investimento

Com isso, provavelmente o risco de ocorrer um calote (default) é maior – o que afasta os investidores e faz com que a instituição tenha que pagar juros mais elevados para atrair interessados.

Ou seja: as notas de risco variam em função do maior ou menor grau de risco ao se alocar capital em determinado ativo.

PLANILHA CONTROLE GASTOS

Como as agências de rating avaliam o grau de investimento de uma instituição?

A avaliação feita pelas agências de rating para definir o risco financeiro e o grau de investimento de uma instituição se baseiam em uma série de critérios técnicos.

Primeiramente, eles verificam a estabilidade financeira e capacidade de caixa para operar e realizar pagamentos, a qualidade dos títulos e as garantias oferecidas por eles e até mesmo o nível de endividamento de curto e longo prazo da instituição

Além disso, também são avaliados o histórico de crédito e a existência ou não de calotes e defaults no passado da instituição e o nível técnico dos executivos e gestores que comandam a instituição.

Ainda, é feita uma avaliação sobre as condições econômicas e o próprio risco do país onde a instituição está localizada, no caso de empresas, instituições privadas ou estados e municípios;

Por fim, verifica-se capacidade interna da instituição em gerenciar e mitigar riscos – não só financeiros, mas de qualquer natureza.

Assim, é possível ter uma visão geral do investimento quando se vai alocar o seu capital, não levando em conta apenas um ou outro indicador.

PLANILHA DA VIDA FINANCEIRA

O que significam as notas das principais agências de rating?

As notas utilizadas pelas agências de rating não são padronizadas. Ou seja, cada agência possui uma classificação diferente para determinar os mais variados graus de investimento das instituições analisadas.

A escala de rating das principais agências de rating do mercado são as seguintes:

Moody’s

Notas com grau de investimento (investment grade):

  • Aaa (mais alta qualidade);
  • Aa1, Aa2, Aa3 (qualidade muito alta);
  • A1, A2, A3 (qualidade alta).
  • Baa1, Baa2, Baa3 (boa qualidade).

Notas com grau especulativo:

  • Ba1, Ba2, Ba3 (especulativo);
  • B1, B2, B3 (altamente especulativo).
  • Caa1, Caa2, Caa3 (risco substancial);
  • Ca (risco muito alto/inadimplência iminente);
  • C (inadimplência).

Fitch

Notas com grau de investimento (investment grade):

  • AAA (mais alta qualidade);
  • AA+, AA, AA- (qualidade muito alta)
  • A+, A, A- (qualidade alta).
  • BBB+, BBB, BBB- (boa qualidade)

Notas com grau especulativo:

  • BB+, BB, BB- (especulativo)
  • B+, B, B- (altamente especulativo).
  • CCC (risco substancial);
  • CC (risco muito alto);
  • C (inadimplência iminente);
  • RD (inadimplência restrita);
  • D (inadimplência).

S&P (Standard & Poor’s)

Notas com grau de investimento (investment grade):

  • AAA (mais alta qualidade);
  • AA+, AA, AA- (qualidade muito alta);
  • A+, A, A- (qualidade alta).
  • BBB+, BBB, BBB- (boa qualidade).

Notas com grau especulativo:

  • BB+, BB, BB- (especulativo);
  • B+, B. B- (altamente especulativo).
  • CCC+, CCC, CCC- (risco substancial);
  • CC (risco muito alto);
  • C (inadimplência iminente);
  • D (inadimplência).

EBOOK 10 LIVROS

Como o mercado utiliza as notas das agências de rating?

É por meio das avaliações das agências de rating que o mercado consegue ter uma indicação mais clara e isenta de interesses os riscos financeiros de uma empresa, uma instituição ou até mesmo de uma cidade, estado ou país.

Por isso, o rating fornecido pelas agências é utilizado por investidores do mundo inteiro na hora de realizar a alocação de capital.

Ou seja: por um lado, as instituições buscam as agências para demonstrar aos seus potenciais investidores a qualidade dos seus produtos.

Ao mesmo tempo, os investidores utilizam as notas das agências de rating para mensurar os riscos em determinadas aplicações e decidir se devem ou não investir nos títulos de um determinado emissor.

Assim, fica claro que as agências de rating têm uma importância gigantesca no cenário econômico – possuindo um nível de importância global.

Qual a importância das agências de rating na hora de investir?

De fato: as agências de classificação de risco de crédito são muito importantes no mundo dos investimentos, ainda que muitos investidores pessoas física não notem sua relevância.

Primeiramente, é o grau de investimento de uma instituição que definirá a possibilidade ou não de grandes investidores institucionais alocarem seu capital em um determinado ativo.

De fato: existem fundos de investimentos que não alocam seu capital em ações com baixo grau de investimento.

Dessa forma, se uma empresa ganhar uma alta classificação, a tendência é que o investidor institucional compre suas ações e, com isso, ela tenha uma valorização.

Assim, mesmo o investidor individual notará uma diferença. Afinal, verá suas ações valorizando – ou até mesmo, terá mais dificuldades na hora de investir, uma vez que as ações que ele deseja podem estar mais caras.

O mesmo vale para o caso contrário: caso uma ação perca seu grau de investimento, ela pode perder seu capital institucional e sofrer forte desvalorização.

Por isso, é importante mesmo para o investidor individual a avaliação das empresas feita pela agência de classificação.

Você conseguiu compreender a importância das agências de rating e sua importância para a economia mundial? Comente abaixo caso ainda tenha alguma dúvida!

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Mário 17 de abril de 2020

      Boa matéria!!

      Responder
    • Juarez Temoteo 13 de novembro de 2022

      Tiago, sua meteria foi concisa e precisa, além de esclarecer como as principais agências de classificação de risco atuam. Observo ainda que o mais importante, do meu ponto de vista, é a tabela de classificação que cada uma das agências utiliza para fazer suas divulgações. Dessa forma você reuniu em um só lugar as informações mais relevantes para quem procura esse tipo de informação.
      Grato por facilitar a vida dos curiosos como eu.

      Responder