Acesso Rápido

    Índice Futuro: como funciona esse contrato? Vale a pena?

    Índice Futuro: como funciona esse contrato? Vale a pena?

    A maior parte dos investidores da bolsa de valores pelo menos já ouviu falar do índice futuro. Isso principalmente antes do início do pregão da bolsa, quando os canais de notícias começam a divulgá-lo.

    Isso porque, como o próprio nome diz, o índice futuro indica se o indicador no mercado futuro está caindo ou subindo, servindo como uma previsão para o comportamento do índice da bolsa. Além disso, vale destacar que o índice futuro possui outras funções e características próprias, como será exposto a seguir.

    O que é índice futuro?

    O índice futuro é um contrato do mercado financeiro que deriva de um índice. Ele é negociado em um ambiente chamado Mercado Futuro, local onde os investidores podem fazer diversas operações financeiras e aplicar estratégias de acordo com o perfil de cada um.

    Na bolsa de valores brasileira, a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), o principal índice futuro é o Ibovespa Futuro (INDFUT), que representa a expectativa de preços do Ibovespa – ou simplesmente IBOV. Neste caso, para o investidor que acredita na alta do IBOV, é possível comprar o INDFUT como uma forma de especulação.

    Ainda, ressalta-se que todo contrato de índice futuro possui uma data de vencimento e uma expectativa de valor futuro. Assim, os investidores adquirem contratos que são criados com estimativas de pontuação para o índice principal em determinada data futura.          

    Destaca-se que o contrato de índice futuro é um ativo que pode ser utilizado para quem deseja aplicar diversas estratégias como alavancagem, especulação e hedge financeiro. Além disso, ressalta-se ainda que os contratos podem ser de índice cheio (IND) ou de mini índice (WIN), como será demonstrado a seguir.

    Como funciona um índice futuro?

    Apesar de funcionar de maneira semelhante como outro ativo da bolsa, como as ações de empresas, muitos investidores, sobretudo os iniciantes, ficam na dúvida sobre como funciona um índice futuro. No entanto, é preciso que se entenda que os seus contratos são como qualquer outro ativo de renda variável.

    Isso significa que o valor do contrato do índice futuro também possui volatilidade e altera de preços de acordo com a mudança de expectativa dos agentes do mercado. No caso de uma ação, essas oscilações são embasadas nas estimativas de resultados para as empresas no futuro.

    Já no caso de um contrato de índice futuro, as mudanças de preço estão ancoradas nas mudanças de expectativas de pontuação para o índice na data de vencimento. Assim, se a expectativa é de alta, o investidor pode comprar os contratos; e, se for de baixa, então há também a possibilidade de vender índice futuro e ganhar com a queda.

    Outro ponto importante é que, conforme foi falado, a negociação do índice futuro pode ser feita em contratos cheios (IND) ou então em mini contratos (WIN). A diferença entre eles é a acessibilidade de cada um, já que o primeiro requer um montante maior de recursos do que o segundo, sendo que:

    • Índice cheio (IND): R$1,00 para cada ponto do índice;
    • Mini índice (WIN): R$0,20 para cada ponto do índice.

    Qual a relação entre o índice futuro e o Ibovespa?

    índice futuro

    Depois de compreender um pouco melhor como ele funciona, muitos investidores podem se perguntar qual a relação entre o índice futuro e o Ibovespa. Basicamente, a relação é que o segundo deriva-se em um contrato do primeiro.

    Em outras palavras, o índice futuro pode ser de contratos de diversos índices do mercado, inclusive e, principalmente, do índice Bovespa, que é o indicador da bolsa mais acompanhado pelos investidores brasileiros. Isso porque o IBOV representa o conjunto das principais companhias de capital aberto na B3.

    E por ser o índice de mercado mais acompanhado no Brasil, obviamente os contratos futuros do Ibovespa (INDFUT) também acabam sendo um daqueles mais observados. Afinal, eles demonstram as expectativas de variação e de pontuação para o IBOV em determinada data futura.

    Não é à toa que antes do início do pregão da bolsa é possível observar diversos veículos de imprensa do mercado de capitais divulgando qual é a variação de pontos do Ibovespa futuro. Isso porque essa oscilação ajuda a entender como o mercado enxerga a pontuação do próprio índice IBOV.

    Além disso, como a abertura do mercado futuro acontece antes do pregão da bolsa, o índice futuro acaba antecipando aos agentes do mercado um possível movimento na abertura de um pregão. Ou seja, se o contrato futuro estiver subindo ou caindo, é possível que o índice abra na bolsa com um movimento semelhante.

    Vale destacar, por fim, que os futuros de Ibovespa (INDFUT) não são os únicos existentes no mercado, sendo que existem outros bastante acompanhados, como os futuros do S&P 500 (Standard & Poor’s 500).

    Futuros de S&P 500

    Como foi colocado, os futuros do Ibovespa não são os únicos contratos acompanhados de perto pelo mercado. Nesse sentido, destaca-se os futuros de S&P 500, que também são contratos bastante acompanhados pelos agentes e investidores.

    Isso porque esse índice futuro demonstra as expectativas de pontuação para o índice S&P 500, que é o principal indicador das ações do mercado acionário norte-americano. E já que este é o maior mercado do mundo, o acompanhamento de suas expectativas acaba sendo importante para os investidores de todas as demais bolsas de valores.

    E diferente dos futuros de ibovespa, os futuros do S&P 500 possuem características um pouco distintas, apesar do funcionamento ser o mesmo. Por exemplo, o vencimento de seus contratos acontece sempre na terceira sexta-feira dos meses de março, junho, setembro e dezembro.

    Quais são os principais índices futuros?

    Na hora de entender mais sobre o índice futuro, os investidores acabam se deparando com uma pergunta frequente. Isto é, quais são os principais índices futuros disponíveis no mercado e como eles funcionam?

    Para entender melhor isso, é fundamental compreender sobre o índice cheio (IND) e sobre o mini índice (WIN). Abaixo, um pouco mais sobre o funcionamento e sobre as características de cada um deles.

    Índice cheio (IND)

    índice futuro

    O índice cheio, também conhecido simplesmente pela sigla IND, é aquele que, como o próprio nome diz, representa um contrato cheio de seu índice. Neste sentido, destaca-se que cada ponto do índice, neste tipo de contrato, possui uma cotação de R$1,00.

    Sendo assim, a cotação para as seguintes pontuações seriam:

    • 100.000 pontos: 100.000 x R$1,00 = R$100.000,00;
    • 89.500 pontos: 89.500 x R$1,00 = R$89.500,00;
    • 117.250 pontos: 117.250 x R$1,00 = R$117.500,00.

    Além da cotação de 1 real por ponto do índice, outra característica do índice cheio (IND) é o seu número mínimo de lotes de contratos para negociação. No caso do IND, o lote padrão mínimo de negociação é de 5 contratos.

    Mini índice (WIN)

    Além do índice cheio, temos também disponível na bolsa o mini índice, representado pela sigla WIN. Basicamente, o seu funcionamento acontece da mesma forma que o primeiro. A diferença, contudo, é sua maior acessibilidade para os agentes do mercado, já que cada ponto do índice possui uma cotação de R$0,20.

    Por isso, abaixo as possíveis cotações do WIN para alguns dos pontos do índice:

    • 100.000 pontos: 100.000 x R$0,20 = R$20.000,00;
    • 89.500 pontos: 89.500 x R$0,20 = R$17.900,00;
    • 117.250 pontos: 117.250 x R$0,20 = R$23.450,00.

    A acessibilidade do mini índice não está apenas na cotação de R$0,20, cinco vezes inferior ao índice cheio. Isso porque, além da cotação menor, o lote mínimo de negociação do WIN é de apenas 1 contrato.

    Quais são as características do índice futuro?

    Outro ponto fundamental a ser compreendido é sobre quais são as características do índice futuro. Afinal de contas, essas questões serão determinantes para o funcionamento dos contratos no mercado futuro.

    Portanto, abaixo as principais características do índice futuro:

    Código de negociação

    índice futuro

    O código de negociação do índice futuro, ou ticker de negociação, é um dos principais pontos que os investidores devem compreender nesses contratos. Isso porque esse código se traduz em informações sobre o tipo de contrato, sobre o mês e também o ano de vencimento.

    Por exemplo:

    • WINQ21: mini contrato com vencimento em agosto de 2021;
    • WINZ21: mini contrato com vencimento em dezembro de 2021;
    • INDQ21: contrato cheio com vencimento em agosto de 2021;
    • INDZ21: contrato cheio com vencimento em dezembro de 2021.

    Vencimento

    O vencimento do índice futuro é outro ponto determinante para os contratos. Afinal de contas, de acordo com o mês de vencimento, o código de negociação do contrato cheio ou do mini índice irá se alterar.

    É preciso saber, em primeiro lugar, que o vencimento dos contratos de WIN e IND sempre ocorrem nos meses pares: fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro. Além disso, a data de vencimento de cada mês ocorre sempre na quarta-feira mais próxima do dia 15.

    E para identificar o mês de vencimento do índice futuro no seu código de negociação é preciso decorar as letras de representação de cada um desses meses, sendo que:

    • Fevereiro: letra G;
    • Abril: letra J;
    • Junho: letra M;
    • Agosto: letra Q;
    • Outubro: letra V;
    • Dezembro: letra Z.

    Margem de Garantia

    Muitos especuladores da bolsa se preocupam em saber qual a margem de garantia do índice futuro. Isso porque essa margem determina o percentual do valor do contrato futuro, seja ele cheio ou de mini índice, que deve ser mantido pelo indivíduo em sua conta da corretora para ficarem alavancados financeiramente.

    Em outras palavras, os especuladores não precisam ter todo o valor do contrato cheio ou do mini índice para fazer a negociação do índice futuro. Na verdade, apenas um percentual deve ser mantido na conta para permitir as negociações, que é justamente a margem de garantia.

    No caso, a margem de garantia do índice futuro (IND) e do mini índice (WIN) é de 15%. Sendo assim, apenas esse percentual em relação ao valor do contrato deverá ser mantido na conta como garantia da operação.

    Pontos do índice futuro

    Para entender os pontos do índice futuro, é preciso que o indivíduo entenda que sua pontuação varia de acordo com as expectativas com relação à pontuação do índice de referência em sua data de vencimento.

    Dessa forma, se as expectativas para a pontuação do índice sobem, então os pontos do índice futuro também se elevam. Da mesma maneira, caso as expectativas de pontuação caiam, os pontos do índice futuro variam negativamente.

    Vantagens e desvantagens de investir no índice futuro

    Depois de conhecer quais são suas características, o próximo passo é conhecer quais são as vantagens e desvantagens de investir no índice futuro. Afinal, todo ativo do mercado de capitais possui seus pontos positivos e negativos.

    Portanto, abaixo as vantagens e também as desvantagens de operar os contatos de índice futuro no mercado futuro:

    Vantagens de investir no índice futuro

    índice futuro

    Em primeiro lugar, sobre as vantagens de investir no índice futuro, é preciso ponderar um ponto importante, que é a sua inerente característica especulativa. Portanto, é possível afirmar que o índice futuro não é um investimento, mas uma especulação.

    Isso porque os investimentos devem possuir fundamentos e expectativas de crescimento e de geração de caixa, podendo os investidores fazer, por exemplo, estimativas de preço e valor, por meio de técnicas de valuation. Sendo que este não é o caso dos contratos de índice futuro.

    No caso desse tipo de ativo, a vantagem é a possibilidade de o especulador lucrar ao longo do tempo com a queda e com a alta da pontuação dos contratos, de acordo com as suas variações. Além disso, existem outras vantagens desse tipo de operação, como:

    Alta liquidez

    A alta liquidez do índice futuro e de seus contratos são, sem dúvida, uma grande vantagem desse ativo. Isso porque, como eles são negociados em alta frequência pelos agentes do mercado, os especuladores não terão problemas de liquidez financeira em suas negociações.

    Possibilidade de alavancagem

    Além da liquidez alta, outra vantagem é a possibilidade de alavancagem no índice futuro. Afinal, como foi colocado, a margem de garantia faz com que os indivíduos não precisem ter todo o valor do contrato para realizar as negociações, mas apenas um percentual dele.

    Dessa forma, o especulador consegue ter ganhos (e também perdas) como se estivesse operando com o valor cheio, mas tendo apenas uma fração do valor do contrato. No caso, 15% do valor do contrato é exigido como margem de garantia para fazer a alavancagem financeira.

    Desvantagens de investir no índice futuro

    Apesar das vantagens apresentadas acima, é preciso dizer que existem desvantagens de investir no índice futuro. Sendo que, na realidade, as operações com esses contratos não podem ser consideradas investimentos, mas sim movimentos especulativos.

    E como qualquer especulação, o risco do índice futuro é da perda permanente de capital pelo especulador. Afinal de contas, caso suas projeções não se confirmem, há uma alta possibilidade de perder dinheiro.

    Isso é ainda mais relevante quando o especulador utiliza a margem de garantia em suas negociações. Afinal, ele acaba se expondo à variação total do valor do contrato, mas tendo apenas uma fração desse valor. Com isso, quedas mais acentuadas podem fazer com que a perda do especulador seja bastante relevante.

    Como investir em índice futuro?

    índice futuro

    Depois de entender o que são os contratos futuros, como eles funcionam e quais as suas vantagens e desvantagens, muitos investidores podem chegar neste ponto com uma última pergunta. Isto é, mas afinal, como investir em índice futuro?

    Para isso, é preciso que o investidor siga alguns passos para estar apto para iniciar as negociações na bolsa de valores. Esses passos são demonstrados a seguir:

    Abrir conta em uma corretora

    O primeiro passo para conseguir começar a operar com contratos de índice futuro é abrir conta em uma corretora de valores do mercado. Será com a conta aberta que o investidor poderá transferir seus recursos e acessar as plataformas de negociação oferecidas pela instituição, os home brokers.

    Na hora decidir em qual corretora abrir a conta, é preciso que o indivíduo fique atento às taxas cobradas por cada uma delas e também à robustez ofertada pela plataforma de negociação. Em outras palavras, é necessário avaliar o custo benefício de cada corretora.

    Preencher o formulário de suitability

    Depois de abrir a conta na corretora, o próximo passo para conseguir operar o índice futuro é preencher o formulário de suitability. Nele, o investidor responde uma série de perguntas que tentam determinar a sua experiência, conhecimento e o perfil e aversão ao risco.

    Apenas com o formulário preenchido da maneira correta, comprovando o perfil de risco mais arriscado e a maior experiência, que a corretora de valores poderá disponibilizar o acesso à negociação dos contratos de índice futuro.

    Iniciar as operações

    Depois de abrir a conta, de transferir os recursos e de preencher o formulário de suitability, o indivíduo terá passado por todas as etapas. Assim, já estará apto para conseguir iniciar as operações no mercado futuro.

    E então, conseguiu entender tudo sobre o funcionamento do índice futuro? Deixe suas dúvidas ou comentários sobre o assunto abaixo.

    perguntas frequentes sobre índice futuro
    O que é índice futuro?

    O índice futuro é uma representação da cotação dos contratos de futuros de determinado índice, como o índice Bovespa. Basicamente, ele demonstra a expectativa dos agentes do mercado pela pontuação do índice de referência em uma data futura.

    Qual o código do índice futuro?

    O código do índice futuro irá depender de ele ser um contrato cheio (IND) ou mini contrato (WIN). Além disso, após a sigla do tipo de contrato no código vem a letra do mês e o ano de vencimento do contrato que está sendo negociado.

    Onde ver o índice futuro?

    O índice futuro pode ser acompanhado por meio da bolsa de valores, através do mercado futuro. Além disso, a pontuação do índice futuro também é divulgada por diversos sites em tempo real na internet, para aqueles que não desejam negociar, mas apenas acompanhar a variação do indicador.

    Quanto vale um ponto no índice futuro?

    O quanto vale um ponto no índice futuro irá depender de ele ser um contrato cheio (IND) ou um mini contrato (WIN). No caso do primeiro, cada ponto possui cotação de R$1,00, enquanto no segundo esse preço cai para R$0,20 centavos.

    O que o índice futuro significa?

    O índice futuro significa e representa uma expectativa do mercado com relação à pontuação do seu índice de referência em determinada data futuro. Sendo assim, se a cotação do futuro sobe, por exemplo, isto significa que o mercado acredita que os pontos do índice estarão mais altos na data de vencimento.

    Bibliografia

    https://www.investidor.gov.br/portaldoinvestidor/export/sites/portaldoinvestidor/publicacao/Cadernos/CVM-Caderno-9.pdf

    https://www.monografias.ufop.br/bitstream/35400000/1198/1/MONOGRAFIA_ImpactoMicroestruturaIbovespa.pdf

    https://www.investidor.gov.br/portaldoinvestidor/export/sites/portaldoinvestidor/SemanaENEF/2016/2016_05_17-Sao_Paulo-MercadosFuturosedeOpcoes-PUCSP.pdf

    http://gmw.investidor.gov.br/wp-content/uploads/2021/03/Livro-TOPDerivativos.pdf

    https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1213923/mod_resource/content/1/Fundamentos%20de%20futuros%20e%20op%C3%A7%C3%B5es.pdf

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Gilberto Tavares 18 de novembro de 2020

      Tiago, tenho 56 anos, 68.000,00 e estou fazendo aportes mensais entre 4.000,00/5.000,00, depende de algumas despesas extras que sempre surgem. Sou muito controlado com nosso dinheiro, sem ser muquirana, murrinha, essas coisas (sou casado, minha esposa tem seu salário, mas unimos os dois salários em um só). Já tenho casa própria e uma vida tranquila em relação a dinheiro. Estou lendo muito sobre investimentos, mas ainda não sei onde seria melhor aplicar esse dinheiro e os aportes mensais que é uma boa quantia. Breve terei 100.000,00 e até 2024 pretendo ter 350.000 e tenho a ideia de comprar kitnets para aluguéis. Vejo sempre falar da Bolsa de valores, mas nunca apliquei nada lá, pois desconheço esse universo financeiro! Minha esposa não aceita nem falar em Bolsa, pois acha que perderemos tudo o que conquistamos. Sei que não é assim, mas isso acontece, pois sei de histórias ruins na Bolsa, que são as que mais se sobressaem. Como iniciar nesse mundo da Bolsa de valores? Como convencer a esposa de que é uma boa alternativa? Na Bolsa tem como fazer aportes mensais? Muitas dúvidas, mas querendo evoluir, sempre!

      Responder
      • Suno Research 18 de novembro de 2020

        Olá, Gilberto! Tudo bem?
        Primeiramente, meus parabéns pela iniciativa! A Bolsa não é o cassino que todos dizem. Com consistência e pensamento de longo prazo, os resultados podem ser bem positivos. Sugerimos que procure por livros sobre finanças e consuma bastante conteúdo. Isso fará com que você construa bons alicerces na sua jornada como investidor. Inclua sua esposa nesse processo, faça com que ela perca o preconceito estudando em conjunto com você.
        E sim, é possível fazer aportes mensais na Bolsa de Valores (inclusive, é o recomendado). Conte conosco em sua jornada como investidor! Desejamos sucesso!!
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Paulo Israel 24 de janeiro de 2021

      Quando estiver comprado no mini indice, e ñ vendi até o vencimento o que acontece com os meus contratos ?

      Responder
      • Paulo Israel 24 de janeiro de 2021

        Quando estiver comprado no mini indice, e ñ vendi até o vencimento o que acontece com os meus contratos ?

        Responder
      • Suno Research 26 de janeiro de 2021

        Olá, Paulo! Tudo bem?
        Na data do vencimento, a própria B3 liquida todos os minicontratos em aberto, e o investidor recebe seu dinheiro de volta. Caso você não liquide os minicontratos antes do vencimento, eles serão liquidados de forma automática no vencimento.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder