Acesso Rápido

    Perfil financeiro: o que é e como descobrir o seu

    Perfil financeiro: o que é e como descobrir o seu

    Perfil financeiro é um conceito importante para organizar as finanças pessoais, pois entendendo em que perfil a pessoa se encontra é possível alinha uma estratégia de desenvolvimento financeiro.

    Desse modo, entender que existem diversas categorias de perfil financeiro é uma tarefa que ajuda a melhorar a educação financeira.

    O que é o perfil financeiro?

    O perfil financeiro é o conjunto de características que cada pessoa possui no momento de lidar com o próprio dinheiro. Existem, desse modo, pessoas mais conservadoras, outras mais ousadas, umas mais “gastonas” e outras mais econômicas.

    Cada pessoa possui um perfil diferente da outra. Entretanto, existem características comuns. E, nesse sentido, foi possível criar uma classificação. Basicamente, eles podem ser divididos em:

    • Devedor;
    • Gastador;
    • Desligado;
    • Poupador;
    • Investidor.

    Perfil devedor

    O perfil devedor corresponde às pessoas que estão sempre endividadas. Elas estão, nesse sentido, sempre recorrendo a empréstimos de bancos e familiares.

    Normalmente, o gasto da pessoa que possui esse perfil é sempre superior a sua renda. E, desse modo, o seu grau de alavancagem também é bastante alto. Isso quer dizer, que as suas dívidas são superiores ao seu patrimônio.

    Pessoas com esse perfil acreditam que viver o hoje é melhor que pensar no amanhã. Entretanto, esquecem que imprevistos podem surgir e, nesse caso, estarão totalmente perdidas.

    O devedor normalmente não mede consequências. Ele não consegue planejar o futuro e, por essa razão, está sempre devendo. Apesar de desfrutar os bens supérfluos, a sua vida é sempre atormentada pela falta de dinheiro.

    Perfil gastador

    O perfil gastador se assemelha bastante com o perfil devedor. Entretanto, enquanto o devedor gasta mais do que ganha e precisa de empréstimos constantes, o gastador gasta apenas o que ganha, mas gasta tudo.

    Essa pessoa também não se preocupa com o amanhã. Acredita que não sabe o dia que irá morrer, e usa esse argumento em sua defesa. Contudo, diante de um imprevisto, também acaba recorrendo a dívidas.

    Normalmente, não possui grandes dívidas, mas também não possui nenhum patrimônio pessoal. Gosta de gastar com coisas supérfluas, como roupas de marca, e não se incomoda com o valor das contas em restaurante, por exemplo.

    Perfil desligado

    O perfil desligado condiz com as pessoas que conseguem, de certo modo não se endividar e nem gastar tudo o que ganham. No entanto, essas pessoas não se atentam a investimentos e nem à poupança.

    Acabam deixando muitas vezes o que sobrou do salário na própria conta-corrente. Não criam um planejamento de sobra. Sendo que, às vezes, pode sobrar dinheiro, às vezes, pode faltar dinheiro.

    Normalmente são pessoas que evitam pensar no aspecto financeiro. Trabalham, ganham, gastam moderadamente e acreditam que a vida deve ser vivida dessa forma. Apesar de ser um perfil melhor do que os primeiros, ainda assim são pessoas que terão dificuldade em fazer acumulação de capital.

    Perfil poupador

    O perfil poupador corresponde às pessoas que já pensam mais no futuro. Normalmente, já planejam guardar dinheiro para imprevistos, e buscam aplicações, geralmente seguras, para guardar o seu dinheiro.

    Costumam ter uma mente mais calma e calculista, e inúmeras vezes são incompreendidos pelos amigos e familiares. São tidos muitas vezes como avarentos, mesquinhos e mãos-de-vaca.

    São pessoas, todavia, que não gostam de arriscar. E, por essa razão, não buscam estudar mais profundamente sobre investimentos, preferindo aplicações seguras como conta poupança, CDB ou Tesouro Direto.

    Perfil investidor

    O perfil investidor representa as pessoas que realmente estudam a dinâmica do dinheiro. Sabem a diferença entre ativo e passivo. Sabem planejar e economizar como ninguém. E possuem o dom de fazer o dinheiro multiplicar.

    Estão sempre buscando cada vez mais conhecimento sobre aplicações. Não possuem medo de arriscar, muito pelo contrário, estudam minuciosamente o risco. Sabem onde podem perder e onde podem ganhar.

    Normalmente, são pessoas preocupadas com o futuro, e acabam se aposentando bem antes das outras. Sabem que o dinheiro precisa trabalhar para elas e não o contrário. E para isso procuram sempre seguir uma rígida disciplina.

    Como saber o perfil financeiro?

    Para conseguir melhorar o seu perfil, é preciso primeiramente saber qual é ele, para saber realmente onde você se encontra nessa classificação. O seu perfil representa a sua relação com o dinheiro.

    Por isso é fundamental não se enganar e prestar atenção nas próprias características. Nessas horas, observar registros de gastos como da conta-corrente e cartões é um bom teste para saber seu perfil financeiro.

    Como se pode ver, o perfil investidor deve ser o objetivo de todas as pessoas que querem melhorar as suas finanças pessoais. E é importante entender ser possível deixar um perfil e se encaixar em outro.

    Para isso é preciso investir no planejamento das finanças e na busca por conhecimento sobre educação financeira. Mas, ao alcançar um perfil investidor, certamente a qualidade de vida financeira irá melhorar.

    Qual perfil financeiro é ideal?

    O melhor dos perfis financeiros é, de fato, o perfil investidor. Isso porque ele entende a lógica do dinheiro, aprende a poupar e sabe alocar seu capital em bons ativos.

    Dessa forma, ele conseguirá fazer o seu dinheiro se multiplicar através do poder dos juros compostos, podendo até mesmo chegar à independência financeira algum dia.

    Além disso, como esse perfil costuma buscar cada vez mais conhecimentos sobre investimentos, finanças e até mesmo economia, ele está constantemente melhorando.

    Isso não quer dizer que a pessoa com o perfil de investidor precise arriscar tudo em ativos extremamente voláteis: a diversificação do seu capital em ativos de renda fixa e variável é o que vai beneficiá-lo.

    Esse perfil desperta a preocupação com o futuro e com a família, e pode levar um conforto financeiro para seus dependentes.

    Por isso, toda pessoa deve buscar nível do perfil de investidor para conseguir cuidar bem das suas finanças.

    Como ter um perfil de investidor?

    Para melhorar o perfil financeiro de uma pessoa, é preciso tomar uma série de medidas. Em primeiro lugar, quem deseja alcançar esse perfil deve deixar de gastar o dinheiro desnecessariamente e quitar as suas dívidas.

    É claro que essa tarefa pode ser muito mais difícil do que parece. Nesse caso, é possível trocar uma dívida cara por outra mais barata e começar a pagá-la pouco a pouco. Isso vai depender de um bom diagnóstico financeiro da situação atual.

    Além disso, pode-se também começar a estudar mais sobre investimentos enquanto começa a juntar uma reserva de emergência, que vai servir para lidar com eventualidades.

    Vale notar, ainda, quem deseja ter o perfil de investidor pode buscar melhorar no seu trabalho para ganhar mais dinheiro.

    Assim, ele pode conseguir mudar de trabalho, uma promoção ou até mesmo fazer serviços freelancers para ganhar uma renda extra. Essa renda vai ajudar a pagar as dívidas mais rápido e a investir mais todo mês.

    Por fim, com o devido conhecimento de investimentos, ele pode montar uma carteira para o longo prazo composta de ações, renda fixa, fundos imobiliários e outros ativos bem fundamentados.

    Gostou de saber mais sobre as categorias de perfil financeiro? Deixe seu comentário e sua sugestão abaixo, e ajude a disseminar o conhecimento!

    Perguntas frequentes sobre perfil financeiro
    O que é o perfil financeiro?

    É o conjunto de características que uma pessoa tem na hora de lidar com o seu próprio dinheiro. Existem pessoas que não conseguem gerenciar seu dinheiro, outras que conseguem e outras que até mesmo fazem investimentos e crescem em patrimônio.

    Como saber o perfil financeiro?

    Em primeiro lugar, é preciso entender qual a sua relação com o dinheiro. Depois, entender em qual estado você está: se está devendo, se gasta muito, se não cuida do dinheiro, se consegue poupar ou se está investindo. Assim é possível fazer um bom diagnóstico.

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Maurilio 24 de janeiro de 2020

      Há um teste para descobrir qual o tipo de perfil? Por exemplo, responder algumas perguntas, pontuá-las e classificar os indivíduos nesses perfis?

      Responder
    • Elaine 16 de setembro de 2021

      Maravilhoso, estou passando de poupador para investidor.
      Muito bom

      Responder
    • Evaristo José dos Santos 19 de setembro de 2021

      A matemática financeira é mais que uma unidade curricular, mas sim um computo curricular que está relacionado diretamente na vida de cada cidadão.

      Responder
      • Evaristo José dos Santos 19 de setembro de 2021

        Por meio de conhecimentos adquiridos que o=podemos definir o nosso perfil

        Responder
    • Rosimeire 14 de outubro de 2021

      Perfeita orientação! Despertar os jovens a se conscientizarem sobre o perfil financeiro no qual se encontram ou tem uma probabilidade a seguir. Eu aprendi desde criança a seguir um perfil poupador. Sempre imaginando que os imprevistos podem ocorrer na vida de qualquer ser humano. Então, sempre gastar com moderação e ir guardando uma quantia para suportar alguma crise ou momento crítico nas finanças.

      Responder