Acesso Rápido

    Nasdaq Composite: um dos principais índices de mercado dos EUA

    Nasdaq Composite: um dos principais índices de mercado dos EUA

    Assim, no mercado financeiro norte-americano, o Nasdaq Composite é um dos índices mais procurados por todos os investidores e analistas financeiros presentes nesse país e em várias partes do mundo.

    Por isso, entender o Nasdaq Composite é fundamental para compreender a importância da bolsa de valores Nasdaq.

    O que é Nasdaq Composite?

    O Nasdaq Composite é o índice ponderado pela capitalização de mercado de mais de 3.300 ações ordinárias listadas na bolsa de valores Nasdaq. Ou seja: esse índice representa a rentabilidade das empresas contidas na bolsa de valores Nasdaq. Além disso, quanto maior o valor de mercado da empresa, maior é o seu percentual no índice.

    De fato, com o Dow Jones Average e o S&P 500, esse é um dos três índices mais seguidos do planeta.

    A composição desse índice é destacadamente ponderada em favor de empresas de tecnologia da informação, como é o caso das FAANG, que estão entre as maiores da área.

    Em sua composição é possível observarmos a existência de REITs (fundos de investimento imobiliários), ADRs e diversos tipos de ações ordinárias, além de interesses em parcerias limitadas.

    História do índice Nasdaq Composite

    O lançamento desse índice aconteceu no ano de 1971, inicialmente operando com 50 empresas que totalizaram um valor inicial de 100.

    No início dos anos 2000, data na qual o índice havia alcançado seu topo histórico até então, o mercado americano estava vivenciando a chamada bolha da internet.

    Assim, o seu “estouro” fez com que o índice caísse de 5.132 pontos até 1.108 pontos em 10 de outubro de 2002.

    Além disso, outra grande crise vivenciada pelo índice ocorreu no ano de 2008, em especial quando o extinto banco de investimentos Lehman Brothers veio a falência, levando consigo todos os mercados financeiros mundiais.

    Essa ultima recessão fez com que o índice saísse de 2.300 pontos vistos em 6 de fevereiro de 2008 para um mínimo de 1.265 pontos em 9 de março de 2009.

    Após isso, o mercado americano como um todo se recuperou sob a influencia do Federal Reserve e a sua política de flexibilização quantitativa.

    Por fim, nos últimos anos o Nasdaq vem alcançando máximas históricas devido ao elevado potencial de crescimento das ações de tecnologia, mesmo diante de cenários de inflação e pandemias.

    Metodologia para a formação do Nasdaq Composite

    Esse índice utiliza uma metodologia de ponderação de capitalização de mercado. Ou seja, o valor do índice é igual ao valor total dos pesos das ações de cada um dos títulos que o compõe, multiplicado pelo último preço de cada título.

    Assim, o índice Nasdaq é calculado continuamente ao longo do dia de negociação, já que a sua atualização é feita uma vez por segundo, sendo o valor final reportado sempre às 16h16 de cada dia de negociação.

    Para ser elegível para integrar o Nasdaq Index, os títulos devem ser de tipos específicos.

    Assim, são eles: Estoques de rastreamento, Ações de Juros Benéficos (SIBs), Fundos de investimento imobiliário (REIT), Ações ordinárias, Interesses em parcerias limitadas, American Depositary Receipts (ADRs).

    Por outro lado, debêntures, fundos fechados, fundos negociados em bolsa, ações preferenciais e títulos derivativos dos mais variados tipos não podem ser incluídos no índice.

    Além disso, é importante salientar que à medida que um título não atenda aos requisitos de elegibilidade do Nasdaq, ele pode ser removido a qualquer momento do índice.

    Quando ocorrem alterações no preço das ações corporativas oriundas de eventos como desdobramentos de ações ou pagamento de dividendos, a correção sempre será feita na data de expiração do fato.

    Por fim, pode-se  concluir que o índice Nasdaq Composite é bastante amplo e reconhecido dentro dos mercados financeiros internacionais.

    Além disso, a sua utilidade serve muito de parâmetro para entendermos a performance das companhias ligadas à tecnologia de maneira geral.

    Como investir no Nasdaq Composite?

    De fato: como esse índice costuma apresentar altas valorizações por causa de suas ações de tecnologia, muitos se perguntam se é possível investir nele.

    Em primeiro lugar, é preciso entender que, se um investidor quisesse investir nas ações desse índice, ele poderia verificar as empresas contidas no mesmo e selecionar as que preferisse, fazendo o processo de stock picking.

    Entretanto, para muitas pessoas, a forma mais fácil de investir nesse índice é através dos ETFs, fundos de gestão passiva que acompanham um benchmark. De fato: essa é a forma mais prática de investir no Nasdaq Composite hoje.

    Assim, é possível investir no Nasdaq Composite através do ETF NASD11 disponível na bolsa de valores brasileira.

    Por outro lado, caso o investidor decida alocar seu capital diretamente no exterior, é possível adquirir o ETF americano QQQ.

    Dessa forma, o investidor pode contar com opções de investimentos dentro e fora do território nacional.

    Você ainda possui dúvidas sobre o Nasdaq Composite e o seu funcionamento? Comente abaixo para que possamos te ajudar.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *