Acesso Rápido

    IMA-B: o índice dos títulos públicos indexados à inflação

    IMA-B: o índice dos títulos públicos indexados à inflação

    O IMA-B é um dos indicadores financeiros mais importantes no mercado de títulos públicos, mais especificamente entre os títulos do Tesouro IPCA.

    Por isso, para investidores que gostam de contar com a renda fixa em sua carteira de investimento, conhecer o IMA-B é fundamental para fundamentar ainda mais a análise.

    O que é o IMA-B?

    O IMA-B é o índice de mercado ANBIMA, focado nos títulos públicos indexados à inflação.

    Como a inflação, no universo dos títulos públicos, é mensurada através do índice IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo), os títulos que fazem parte da composição do IMA-B são conhecidos como Tesouro IPCA.

    Portanto, o índice IMA-B reflete a performance média dos títulos existentes no mercado que são indexados ao IPCA.

    O índice funciona de forma similar ao IBOV. Só que, ao invés de ações, a carteira teórica do índice é composta pelos títulos supracitados.

    Assim, quanto maior a quantidade e volume de negociação de um determinado título no mercado, maior será o peso desse ativo sobre a performance do índice.

    Conhecer o IMA-B e outros índices é muito relevante para fundamentar a decisão de investimento, mesmo que na renda fixa. Quer saber tudo que precisa para investir bem na renda fixa? Então baixe o Minicurso do Tesouro Direto, elaborado pela Suno Research.

    Quais são os tipos de IMA-B?

    Um ponto interessante, para auxiliar na análise do investidor, é destacar os diferentes tipos de índice ANBIMA IMA-B.

    Além do IMA-B geral, que leva em consideração todos os títulos públicos indexados à inflação, é possível encontrar outros índices integrantes da família deste índice, como:

    • IMA-B 5: é composto por todos os títulos do tesouro indexados a inflação (IPCA) com prazo de vencimento de até 5 anos.
    • IMA-B 5+: composto por todos os títulos tesouro IPCA com prazo de vencimento de 5 ano ou mais.

    Como funcionam os fundos IMA-B?

    Os fundos IMA-B utilizam o índice como benchmark de rentabilidade para os resultados do fundo.

    Portanto, para atingir o resultado esperado, os fundos tentam replicar a carteira teórica que compõem o índice em questão.

    Assim, os fundos IMA-B acabam sendo compostos, majoritariamente, por títulos do tesouro nacional.

    Os fundos ainda podem ser balizados por diferentes benchmarks, como é o caso dos fundos que seguem mais o IMA-B 5 ou o IMA-B 5+.

    É importante alertar que os fundos desse tipo podem oferecer uma volatilidade acentuada se comparados alguns investimentos de renda fixa mais conservadores.

    Afinal, o preço dos títulos que compõem o fundo está ligado à inflação, que pode oscilar periodicamente com facilidade.

    Em 2019, alguns fundos IMA-B sofreram quedas bruscas do valor dos títulos públicos indexados à inflação. No entanto, apesar de, em um momento específico, ter havido uma queda expressiva, o investidor que se manteve nos fundos e títulos desse tipo, puderam aproveitar a rentabilidade IMA-B, que foi bem positiva se considerar o período do início ao fim do ano.

    Esse artigo te ajudou a entender mais a fundo o que é o índice IMA-B? Deixe comentários e possíveis dúvidas no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *