Acesso Rápido

    FIXA11: o que é esse ETF de Renda Fixa? Vale a pena investir?

    FIXA11: o que é esse ETF de Renda Fixa? Vale a pena investir?

    Investir na bolsa de valores pode ser uma preocupação para investidores iniciantes, que não estão acostumados com a volatilidade dos ativos. Nesse caso, o FIXA11 pode ser uma boa alternativa, por ser um ativo de renda variável lastreado na renda fixa.

    Por isso, para aqueles que se preocupam ainda mais com essa volatilidade, investir em um ETF de renda fixa, como o FIXA11 pode ser uma boa alternativa.

    O que é o FIXA11?

    O FIXA11 é um ETF de renda fixa (ou seja, acompanha índices de renda fixa) baseado em contratos de DI futuro de três anos. Ou seja, esse ativo reflete a expectativa do mercado frente à taxa de juros brasileira, variando conforme essa expectativa muda.

    O FIXA11 foi o primeiro ETF de renda fixa no mercado. Depois de certo tempo, outros ETFs de renda fixa foram criados, como o IMAB11 (o ETF de renda fixa do Itaú).

    Guia de Investimento em Renda Fixa

    Invista com segurança e rentabilidade: baixe gratuitamente o nosso ebook e conheça as principais opções de investimento em Renda Fixa!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Porém, também é possível acompanhar essa expectativa em relação à taxa de juros através de outros ativos de renda fixa, como CDBs, LCIs, LCAs e outros.

    No entanto, existem alguns atrativos para se investir nesse ETF, como veremos a seguir.

    Vantagens do FIXA11

    Algumas vantagens de investir no FIXA11 são as seguintes:

    1. Baixa Taxa de Administração

    A taxa de administração desse fundo é de apenas 0,3%, valor menor do que fundos de grandes bancos, por exemplo.

    2. Menor Tributação

    Por ser um ETF, a única tributação existente é a de 15% sobre o lucro no momento da venda.

    3. Diversificação

    Comprando esse ETF, é possível ter acesso a uma cesta de produtos mais diversificada do que investindo em um CDB ou titulo do tesouro diretamente.

    4. Preço de Aplicação Baixo

    Com um valor de cotação por volta dos R$13,00, torna-se bastante acessível investir no ETF.

    5. Acompanhamento da Cotação

    No homebroker da corretora, é possível observar a variação desse ativo de renda variável em tempo real.

    Desvantagens do FIXA11

    Apesar das inúmeras vantagens, ainda existem alguns pontos negativos nesse ETF:

    1. Maior volatilidade

    Apesar de ser baseado em ativos de renda fixa, o FIXA11 ainda é um ETF — e, portanto, está sujeito às variações da renda variável.

    2. Baixa liquidez

    ETFs menos negociados, como o FIXA11, possuem um spread maior entre o preço de compra e o de venda, embora isso não seja um problema tão grande para o pequeno investidor.

    3. Existência de taxas

    Atualmente, é possível deixar dinheiro investido em um CDB de banco digital com poucos cliques e ainda menos taxas. Logo, se a intenção é investir na renda fixa, talvez o FIXA11 não seja a melhor alternativa quando se fala de custos.

    4. Risco-Brasil

    Fatalmente, o risco desse ativo está associado com o risco da economia brasileira. Mudanças bruscas nas políticas públicas podem atrapalhar esse investimento.

    FIXA11 ou IMAB11?

    Por se tratar de um ETF de renda fixa, é natural que haja comparação com outro ETF desse mesmo tipo de ativos, o IMAB11.

    Vê-se que o FIXA11 possui uma taxa de administração de 0,3% ao ano, enquanto o IMAB11 possui uma taxa de 0,25% ao ano.

    Apesar de parecer pequena, não há motivos para escolher uma taxa maior quando se pode pagar menos.

    No entanto, o IMAB11 possui uma cotação com um valor mais alto, superior aos R$70,00. Já o FIXA11 tem cotação por volta dos R$13,00.

    Minicurso: Contabilidade para Investidores

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito e aprenda os principais conceitos de contabilidade para quem quer investir em empresas na Bolsa de Valores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, para o pequeno investidor, há essa vantagem de um menor valor inicial ser necessário para fazer um investimento.

    Ambos os ETFs possuem menos liquidez em relação a outros fundos mais consagrados, como o BOVA11 e o IVVB11, mas nada que seja muito preocupante para o pequeno investidor.

    Vale a pena investir no FIXA11?

    O FIXA11 é um ETF de renda fixa, o que significa que ele acompanha a cotação de ativos de renda fixa (no caso, contratos DI futuro de três anos).

    Portanto, esse ativo pode ser uma boa alternativa para quem quer entrar no mercado de renda variável de forma mais conservadora.

    Esse ativo possui taxas atrativas para um fundo, e há muito mais transparência num ETF desse tipo em relação a um fundo de um grande banco, por exemplo.

    No entanto, existem outras opções interessantes para se investir em renda fixa que possuem menos taxas, como os CDBs de bancos digitais ou o próprio Tesouro Selic.

    É recomendável avaliar bem as taxas e a volatilidade desse ETF, ou se prefere opções mais simples que também estão disponíveis ao pequeno investidor.

    Ainda restou alguma dúvida a respeito do FIXA11? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Raimundo José 19 de agosto de 2020

      Fala Tiago, estou com 2000 cotas, representando 15% de meu patrimônio, dessa ETF, a idéia é ter algo atrelado a renda fixa, é um valor razoável ou exagerado?

      Responder
    • Roberto Pontes 30 de setembro de 2020

      Observei o gráfico de 2020 desse Fundo e notei que é muito semelhante ao do Ibovespa ( despencando no mês de março ). A que se deve isso, se é atrelado a Renda Fixa?

      Responder
      • Suno Research 30 de setembro de 2020

        Olá, Roberto! Tudo bem?
        O ETF FIXA11 é baseado em contratos de DI futuro de três anos. Ou seja, esse ativo reflete a expectativa do mercado frente à taxa de juros brasileira, variando conforme essa expectativa muda. No mês de março, com o início da pandemia, as perspectivas da curva de juros brasileira caíram bastante, afetando o desempenho do FIXA11.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Mary Anne Bezerra de Menezes 14 de outubro de 2020

      Parabéns pelos esclarecimentos.Ficarei com o IVVB11…

      Responder
      • Suno Research 15 de outubro de 2020

        Olá, Mary Anne! Tudo certo?
        Muito obrigado! Ficamos felizes em ajudar.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder