Acesso Rápido

    Escola de Chicago: conheça suas contribuições e seus pensadores

    Escola de Chicago: conheça suas contribuições e seus pensadores

    A Escola de Chicago surgiu como grande defensora do liberalismo econômico, seja para buscar o desenvolvimento econômico mais acelerado ou para atenuar períodos de crises econômicas.

    Por isso, para uma melhor compreensão sobre economia e o desenvolvimento do pensamento econômico, é fundamental conhecer a Escola de Chicago.

    O que é Escola de Chicago?

    A Escola de Chicago é uma escola que surgiu na Universidade de Chicago que defendia algumas correntes econômicas como o livre mercado. Dentre os principais pensadores se destacam Milton Friedman e George Stigler.

    Sobre a luz do liberalismo econômico e da economia da escola austríaca, professores e pesquisadores do departamento de economia da Universidade de Chicago ficaram conhecidos na década de 50.

    Quais são os princípios da Escola de Chicago?

    O neoliberalismo era uma das principais “bandeiras” levantadas por essa escola de pensamento econômico.

    Adam Smith é conhecido como o grande pai do Liberalismo Econômico, que por muito tempo se configurou como pensamento mainstreamentre diversos economistas.

    No entanto, após grandes crises financeiras como a de 1929, muitas das ideias defendidas pelos liberais começaram a ser questionadas.

    Passados alguns anos, as ideias do liberalismo econômico começaram a ressurgir e se reconfigurar de forma mais apropriada para o contexto do mundo contemporâneo.

    Assim, entre as principais ideias da escola de Chicago e do seu neoliberalismo, estão:

    • Privatização de estatais;
    • Livre mercado;
    • Contra protecionismo econômico.

    Os economistas de Chicago defendem que quase todas estatais são ineficientes e trazem distorções para o sistema econômico. Além disso, a ideia era que o estado tivesse a mínima interação econômica possível, seja através de protecionismo econômico ou com a estatização de setores econômicos.

    Por fim, essa escola era contra o protecionismo, prática muito aplicada, até mesmo pelos antigos liberais, mas que na visão dos neoliberais também distorce o sistema econômico e, consequentemente, gera ineficiência.

    Quais são os economistas de Chicago?

    Os principais economistas de Chicago, conhecido também como Chicago Boys, são os dois ganhadores de prêmio Nobel de Economia:

    • George Stigler;
    • Milton Friedman.

    George Stigler

    Stigler foi um dos fundadores da escola econômica de Chicago e teve grandes contribuições metodológicas para o estudo e desenvolvimento de modelos e teorias neoliberais.

    Seus principais trabalhos foram a “Teoria Econômica da Regulação” e a revolucionária “The Economics of Information”.

    Milton Friedman

    Milton Friedman é, sem dúvidas, o nome mais emblemático da escola e, talvez, do próprio liberalismo econômico.

    As teorias e contribuições de Milton Friedman surgiram em um contexto de crítica às teorias de política econômica de Keynes, que eram plenamente aceitas anteriormente.

    Entre as principais ideias e contribuições econômicas de Friedman, é possível listar:

    Quais as diferenças entre a escola austríaca e a de Chicago?

    Na década de 50, uma das principais escolas de pensamento econômico era o Keyenesianismo, encabeçado, principalmente, pelo economista inglês, John M. Keynes. Assim, a escola de Chicago surge para se contrapor a teoria keynesiana e estimular a valorização de ideias neoclássicas e neoliberais na economia.

    Entretanto, apesar de ter surgido com grande influência da escola austríaca, ela apresentou algumas diferenças ao longo do seu argumento.

    Os austríacos, mesmo discordando das ideias marxistas, derivavam muito da teorização e modelos econômicos de Marx. Enquanto na escola de Chicago tais conceitos não eram enquadrados na modelação e estudos.

    Além disso, a escola de Chicago surge em um conceito de ascensão especificamente do neoliberalismo, enquanto a escola austríaca era mais influenciada pelas ideias primordiais do liberalismo econômico.

    Esse artigo te ajudou a conhecer a Escola de Chicago? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • kaio 7 de março de 2021

      “derivavam muito da teorização e modelos econômicos de Marx”, e como raios eles fazem isso, as teses de Marx é pura empulhação empurrada a rodo, com exceção de alguns detalhes como alienação. O resto é um exemplo de primor de desonestidade intelectual , começando pelo cerne de sua filosofia.

      Responder