Acesso Rápido

    VPA: o que é o Valor Patrimonial por Ação de uma empresa?

    VPA: o que é o Valor Patrimonial por Ação de uma empresa?

    Em uma estratégia de análise fundamentalista de empresas, se consideração uma série de fatores antes da escolha de boas companhias para investir. Para isso, diversas informações importantes são utilizadas para se definir se é uma empresa tem ou não potencial de valorização de suas ações. Um deles é justamente o valor patrimonial por ação, ou VPA.

    Nesse sentido, o valor patrimonial da ação, aliado a outros indicadores de uma empresa, pode ser extremamente útil para se analisar um projeto. Assim, é essencial que todo bom investidor saiba utilizar o VPA da forma correta, apresentando então um estudo mais assertivo na hora de montar sua carteira de ações.

    O que é o Valor Patrimonial por Ação?

    O VPA é o patrimônio líquido da empresa dividido pelo número de ações. Utilizando esta métrica e comparando ao preço da ação, podemos saber quanto o mercado está disposto a pagar pelo patrimônio líquido da empresa.

    No entanto, é extremamente importante que o investidor saiba interpretar este indicador. Existem empresas em que o Valor Patrimonial por Ação se torna mais relevante de ser utilizado, enquanto em outras, ele pode levar o investidor a uma conclusão errônea.

    Como calcular o Valor Patrimonial por Ação?

    Uma dúvida muito comum no conceito do Valor Patrimonial por Ação, além de sua própria definição e utilidade, é o cálculo preciso para chegar a esse número. A divisão do patrimônio líquido de uma empresa pela sua quantidade total de ações resulta de forma simples no seu VPA.

    Importante lembrar que tanto o patrimônio líquido, quanto o número de ações da companhia são dados que se pode obter facilmente pela internet, dado que estes são públicos, divulgados e atualizados a todo momento.

    Para entender melhor como calcular VPA, é importante citar um exemplo. Se uma ação custa R$ 10,00 e seu valor patrimonial por ação é de R$ 5,00, para o cálculo do indicador temos que 10/5 = 2. Ou seja, o mercado está disposto a pagar 2 vezes o valor patrimonial da empresa.

    Exemplo de utilização do VPA

    A título de exemplo prático, o conceito de VPA das ações pode ser utilizado da seguinte forma: supondo que a Petrobras possui um patrimônio líquido de R$ 375,68 bilhões. Além disso, o número de ações da empresa é de 13.044.500.000. Qual seria o valor patrimonial por ação da empresa?

    O cálculo do VPA, nesse caso, é o valor patrimonial dividido pelo número de ações. Portanto, R$ 375,68 bilhões / 13.044.500.000 = R$ 28,80 por ação. Este seria, então, o valor patrimonial por ação da Petrobras.

    Comparação do valor patrimonial com o preço

    Com o cálculo do valor patrimonial por ação, pode-se comparar com o seu preço de fato e tirar algumas conclusões. Em uma análise de empresa, o indicador mais comum utilizando o VPA é o preço da ação/VPA.

    Logo, supondo que a ação da Petrobras esteja sendo negociada ao valor de R$ 32,50. Ou seja, estaria mais cara que o seu VPA. Porém, é importante observar quão mais cara que o Valor Patrimonial por Ação ela está sendo negociada.

    Para ter essa resposta, é preciso estabelecer a relação entre preço e valor patrimonial. Sendo assim, dividindo o preço da ação pelo seu VPA, se encontra o número:

    • P/VPA = 32,50 / 28,80 = 1,13

    Então o mercado está pagando pelas ações da Petrobras 1,13 vezes o seu Valor Patrimonial por Ação. Isto pode ser um indicador que as ações estão levemente acima do preço, porém mais próximo de um VPA ideal, que 1,0.

    Agora suponha que as ações da Petrobras estejam sendo negociadas a R$ 10,00. O indicador preço/valor patrimonial por ação então será:

    P/VPA = 10 / 20,23 = 0,347.

    Isto indica que as ações estão sendo negociadas por menos que a metade do valor patrimonial da empresa, e pode ser um indicativo que as ações estão atrativas. Fica claro que os melhores momentos para comprar ações da Petrobras foram quando a relação preço/valor patrimonial estava baixa.

    Qual a importância do valor patrimonial por ação?

    O P/VPA é um importante indicador fundamentalista

    Como o VPA pode descrever de forma simples, mas não absoluta, se a ação de uma empresa está supervalorizada ou subvalorizada, o indicador se torna uma importante ferramenta para investidores de longo prazo, mostrando, a princípio quão “barato” ou “caro” estaria o investimento naquela companhia.

    Além do seu potencial de valorização, o valor patrimonial por ação quantifica os riscos que o investidor terá em seu investimento naquele ativo. Isso ocorre porque se um ativo está supervalorizado, ele pode ter a tendência a médio/longo prazo de não ter grande potencial de retorno aos seus acionistas, reiterando que jamais se deve levar isso como uma regra inquestionável.

    No entanto, o indicador VPA, associado a outros, pode trazer um direcionamento e a probabilidade se a empresa em questão é um bom investimento, ou seja, que vai trazer lucros, conforme a cota da mesma venha se valorizar ao longo do tempo.

    De qualquer modo, o indicador pode ajudar os investidores a tomarem decisões mais assertivas e embasadas na hora de colocar seu dinheiro nesse empreendimento. Isso traz maior segurança para que a operação venha a ter sucesso no futuro, reduzindo-se então os riscos.

    Cuidados ao utilizar o valor patrimonial por ação

    Como foi ressaltado no início do texto, a relação entre preço e VPA pode levar um investidor inexperiente a conclusões precipitadas. Existem algumas empresas que possuem um patrimônio muito pequeno em relação aos seus lucros.

    Isto se dá, por exemplo, por esta empresa ser extremamente rentável, com uma medida de retorno sobre o patrimônio líquido acima de 100%. Portanto, é normal que os investidores estejam dispostos a pagar mais pelo patrimônio líquido da empresa, visto que a empresa consegue maior retorno sobre o mesmo que as demais.

    Justamente por isso, a relação entre preço e valor patrimonial de uma empresa assim pode ser relativamente alta. O investidor desavisado, ao analisar um grande múltiplo, pode ter a falsa impressão que a empresa está cara. No entanto, ao analisar em conjunto com o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE), percebe-se que o VPA está perfeitamente dentro do esperado.

    Há empresas que mesmo com a relação preço / valor patrimonial alta, acabam entregando ótimos retornos aos seus acionistas.

    Conclusão sobre o valor patrimonial por ação

    O valor patrimonial por ação (VPA) é uma métrica muito interessante. No entanto, como todos os demais indicadores, ele não pode ser analisado individualmente, mas sempre em um contexto geral.

    Por isto é importante que além de observar o valor patrimonial por ação se tenha um valuation completo da empresa. Um bom investidor observar uma empresa de diferentes pontos de vista, ou seja, analisando todos os seus indicadores mais relevantes.

    Você tem alguma dúvida sobre o VPA? Deixe nos comentários.

    pERGUNTAS FREQUENTES SOBRE VPA
    O que é VPA?

    O VPA é o patrimônio líquido da empresa dividido pelo número de ações. Utilizando esta métrica e comparando ao preço da ação, podemos saber quanto o mercado está disposto a pagar pelo patrimônio líquido da empresa.

    Como calcular o Valor Patrimonial por Ação?

    simples no seu VPA. Importante lembrar que tanto o patrimônio líquido, quanto o número de ações da companhia são dados que se pode obter facilmente pela internet, dado que estes são públicos, divulgados e atualizados a todo momento.

    Como encontrar o VPA de uma ação?

    constantemente se atualizar sobre as mudanças no Valor Patrimonial por Ação fazendo o cálculo em si, muito simples. Nesse caso, basta consultar o patrimônio líquido da empresa e o número total de suas ações, o que inclui, por exemplo, a soma das preferenciais, ordinárias ou até mesmo as units.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    18 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • djaldir 4 de junho de 2019

      Boa noite.Parabéns pelo site.Existe algum cálculo simples para avaliar o valor de mercado de uma empresa?

      Responder
      • Suno Research 29 de julho de 2019

        Não, o valor de mercado depende de uma série de fatores subjetivos que não podem, com segurança, serem quantificados em uma fórmula. Tanto a oferta quanto a procura por determinado ativo dependem da percepção humana, e até hoje não temos como colocar isso em uma conta.

        Responder
    • Luilson 11 de julho de 2019

      Parabéns pelas explicações! Ainda sou leigo no mercado financeiro, mais seus ensinamentos foram bem simples e de fácil compreenção!

      Responder
    • Carlos 13 de julho de 2019

      Se o lucro liquido for alto, não deveria aumentar o PL?

      Responder
      • Suno Research 15 de agosto de 2019

        Preço dividido por lucro, se o lucro aumenta, o resultado diminui.

        Responder
    • Roberto Knack 9 de setembro de 2019

      uma dúvida quanto ao cálculo do vpa. a quantidade de ações considerada é a em circulação ou quantidade emitida?

      Responder
    • Vinicius 25 de outubro de 2019

      No caso do cálculo da Petrobrás, o Patrimônio Líquido informado é o correspondente ao patrimônio da fatia da empresa disposta no mercado acionário?

      Responder
    • Marco Angioluci 13 de novembro de 2019

      Muito bom o artigo!
      Sabem se há algum site gratuito para acompanhar a evolução do P/VPA nos últimos 10 anos das ações brasileiras?
      Vi que vocês usaram um gráfico do Economatica, mas se conhecerem e puderem compartilhar alguma fonte gratuita será ótimo.

      Responder
    • carlos 4 de fevereiro de 2020

      muito bom.

      Responder
    • Matheus 30 de abril de 2020

      Parabéns, um homem ilustre que ajuda muito os investidores. Seu papel na educação financeira no Brasil é ímpar, singular e inigualável (desculpe o pleonasmo) …

      Cara muito FERA!!!

      sem palavras…

      Responder
      • Suno Research 1 de maio de 2020

        Obrigado pelo feedback, Matheus!
        Abraços

        Responder
    • ricardo de oliveira 2 de junho de 2020

      Poderia alguém “enrricar” a longo prazo sem ter que especular ou se preocupar com o preço da ação? Exemplo: vou comprar um lote de 1000 ações de uma empresa sólida, mês-a-mês, por dez anos; Ao final desse período eu não teria uma boa renda só com os dividendos?

      Responder
      • Suno Research 4 de junho de 2020

        Tudo depende dos valores que você irá investir e da rentabilidade da sua carteira .

        Responder
    • José O. B. Garcia 9 de julho de 2020

      Olá Tiago,
      Poderias me ajudar em minha dúvida? Sou contador de uma empresa de economia mista cujo acionista majoritário aportou recursos em 2019 como crédito para futuro aumento de capital. Agora que vamos fazer assembleia para aprova o balanço e autorizar o aumento de capital deparei com o problema: nosso balanço fechou com PL negativo (antigo passivo a descoberto). Para encontrar o Valor patrimonial das ações (VPA) seria VPA=PL/N. AÇÕES, OK. Ocorre que o PL é negativo, e agora? Isso vai resultar um valor negativo. Enfim, como faremos? Não propomos o agora a capitalização? Por favor, Mestre dê uma luz.

      Responder
    • Tiago 16 de setembro de 2020

      Olá!Puxa vida…eu pensei que o valor de mercado era o preço da ação dividido pela quantidade de ações.Mas é bom saber disso,hein.Vlwwwwww

      Responder
      • Suno Research 17 de setembro de 2020

        Olá, Tiago! Tudo bem?
        Muito obrigado! Ficamos felizes em ajudar. Temos que prestar atenção nas particularidades desses termos.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Guilherme 19 de novembro de 2020

      Este é um indicador fantástico para retirar diversos pontos de vista sobre a empresa.

      Conforme voce mencionou sempre temos que olhar indicadores auxiliares. Um ponto que sempre utilizo é olhar o histórico dos indicadores.

      Tiago obrigado por este artigo.

      Estou usando como base suas informações aqui para um instagram que estou desenvolvendo. Você é meu convidado especial para conhece-lo.

      @gv_investimentos – Instagram focado em criar conteúdo para as pessoas investirem melhor e alcançarem suas independência financeira.

      Responder
    • diogo 3 de janeiro de 2021

      Equipe Suno, será que vocês poderiam explicar melhor a relação que existe entre P/VPA e ROE? Vocês disseram, usando o exemplo da Multiplus, que com base no valor do ROE, o P/VPA da Multiplus estaria adequado. Como se dá essa relação entre eles e como interpretá-la?

      Responder