Acesso Rápido

    Tributação para BDR: há isenção fiscal nesta aplicação?

    Tributação para BDR: há isenção fiscal nesta aplicação?

    Um dos segredos de uma boa aplicação é o planejamento e análise de cada ponto importante. Esta regra vale tanto para a renda fixa quanto para o mercado de ações, por exemplo. E não seria diferente com a tributação para BDR.

    Assim como ocorre em outras aplicações, a tributação para BDR pode deixar o investimento menos atrativo para alguns investimentos ou ser menos preocupante para outros. Isto dependerá do perfil de cada um.

    Qual é a tributação para BDR?         

    A tributação para BDR (Brazilian Depositary Receipt) é de 15% sobre os ganhos de capital.

    Os BDRs são os chamados “Brazilian Depositary Receipts”, que são recibos de depósitos de ações no exterior na bolsa brasileira. Na prática, estes papéis permitem que o investidor compre ações estrangeiras na B3.

    Entretanto, a cobrança de impostos será parecida à praticada sobre as ações, mas não exatamente igual. E é importante ficar atento às diferenças.

    Vale lembrar que desde setembro de 2020, a possibilidade de negociar BDRs foi aberta também para os investidores não qualificados. A mudança foi criada pela Resolução CVM 3 de 2020.

    Porém, assim como ocorre com os demais investimentos, é preciso entender com funciona o investimento no BDR, incluindo a tributação, para saber se ela vale a pena mesmo ou não.

    Como funciona a tributação de BDR?

    Por serem recibos de depósitos, os BDRs são considerados renda variável. Teoricamente, a sua tributação seria a mesma aplicada às ações no Brasil. Mas este tipo de aplicação também está atrelada à variação cambial, uma vez que a ação adquirida é cotada em dólares.

    Isso quer dizer que, além da variação do preço do ativo em si, o investidor deve considerar a da moeda. Caso o investimento seja nos Estados Unidos, por exemplo, se o valor do dólar sobe há ganho. Mas se cai, há perda.

    Os custos das BDRs também variam de acordo com o tipo de BDR escolhida. No mercado existem:

    • BDR patrocinada, quando a própria empresa emissora do ativo no exterior patrocina o lançamento dos seus papéis na B3;
    • BDR não patrocinada, trazida por uma instituição intermediadora, como bancos e instituições financeiras.

    Esta segunda opção é a mais frequente na bolsa brasileira.

    Assim como ocorre em demais investimentos, o imposto de renda cobrado sobre as BDRs incide apenas sobre o valor do lucro. Ou seja, a diferença entre o preço pago na compra e o obtido na venda.

    Mas é possível compensar perdas anteriores com os ganhos destas aplicações, como ocorre com as ações.

    Isenção fiscal para BDRs

    Uma dúvida frequente neste mercado é: “BDR tem isenção de imposto de renda?”. E infelizmente a resposta é negativa.

    Os rendimentos de BDRs são tributados como rendimentos ganhos no exterior. Como este não é um imposto retido na fonte. Por isso, o pagamento deve ser feito pelo próprio investidor, por meio de carnê-leão.

    Este ponto afeta ainda como declarar BDR no imposto de renda. Segundo a Receita Federal, os rendimentos pagos pela companhia relativos aos BDRs devem ser informados na aba de Rendimentos Tributáveis Recebidos de PF/Exterior.

    Alíquota de imposto de dividendos de BDR

    No Brasil, o governo federal cobra um imposto progressivo que vai de 15% a 27,5% sobre o dividendo obtido com as BDRs. Ou seja, quanto maior for o lucro, mais se pagará de impostos.

    É bom ficar atento à possibilidade de compensação do IR retido no exterior. Como o valor praticado lá fora é maior do que o cobrado no Brasil, é comum que este imposto seja zerado. O que causa a ilusão de isenção tributária.

    Além disso, é cobrada uma taxa da instituição depositária no Brasil de 4% em média, incidentes sobre o pagamento de dividendos e/ou outras distribuições em dinheiro anunciados pela empresa. Além do IOF.

    A tributação sobre investimentos é complexa. Mas, para ajudar, a Suno Research oferece um curso de imposto de renda na bolsa de valores. Assim é possível sanar dúvidas e conhecer melhor este aspecto do mercado.

    Se você tem alguma dúvida sobre a tributação para BDR deixe nos comentários. Conte-nos também se já investiu neste tipo de aplicação e o que achou do resultado.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    15 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Jose Armando Rosa 27 de dezembro de 2020

      Fiz aplicações em BDR e tive prejuízo. Gostaria saber se posso compensar as perdas em qualquer ganho de Acoes/ETF/Opções ou somente com ganhos com BDR?

      Responder
      • Suno Research 6 de janeiro de 2021

        Olá, Jose! Tudo bem?
        Os prejuízos em BDR podem ser compensados com operações em BDRs, ações, ETF, opções e ouro (IN RFB 1585, artigo 56).
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
        • Luis 15 de janeiro de 2021

          Favor rever a resposta, Suno. Pois prejuízos em BDRs podem sim ser compensados com ganhos em Ações, ETFs/Opções, desde que seja Swing com Swing e Day Trade com Day trade.

          Responder
          • Suno Research 19 de janeiro de 2021

            Olá, Luis! Tudo certo?
            Obrigado pela correção. Acabamos de alterar.
            Atenciosamente, Equipe Suno.

            Responder
    • José Adilson 30 de dezembro de 2020

      Gostaria de saber se tem que lançar no programa de IRPF mensalmente os lucros e prejuízos, ou só anualmente? Vendi e comprei BDR no mesmo mês e tive prejuízo, tenho que declarar? Como faz? Tem que emitir DARF mensal ou anual, se o somatório gerar lucro?

      Responder
      • Suno Research 6 de janeiro de 2021

        Olá, José! Tudo bem?
        As DARFs devem ser emitidas em caso de lucro. No entanto, tudo deve constar na declaração anual de imposto de renda.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • WILSON JOSE DA SILVA 11 de janeiro de 2021

      quantos por cento pago dos lucros que obtenho com empresas bdr?

      Responder
      • Suno Research 12 de janeiro de 2021

        Olá, Wilson! Tudo certo?
        A tributação para BDR é de 15% sobre os lucros.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Wagner 13 de janeiro de 2021

      Existe algum código específico na DARF para recolhimento do IR sobre o lucro na venda de BDR?

      Responder
      • Suno Research 15 de janeiro de 2021

        Olá, Wagner! Tudo certo?
        Permanece o mesmo das ações, com o código de arrecadação nº 6015.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Gustavo 17 de janeiro de 2021

      Qual a taxa cambial utilizada no momento do envio dos dividendos recebidos para a conta da corretora no brasil? Para investir em stocks, pagamos IOF x 2 + Spread Cambial 2x. Caso bdr utilize o cambio oficial, sairia economicamente uma melhor alternativa

      Responder
      • Suno Research 19 de janeiro de 2021

        Olá, Gustavo! Tudo bem?
        Não temos os dados a respeito da taxa cambial utilizada, mas os dividendos distribuídos pelas BDRs são desidratados constantemente até chegarem ao Brasil. As custodiantes retém entre 3% a 5% dos dividendos distribuídos nos BDRs.
        E como a tributação dos dividendos nos Estados Unidos é de 30%, você acaba recebendo, 65% dos proventos originalmente distribuídos.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Marcelo M. Quaiotti 20 de janeiro de 2021

      Olá, Quais as faixas de valores do IR progressivo que vai de 15% a 27,5% sobre o dividendo obtido com as BDRs?

      Responder
    • Glauber Siqueira 22 de janeiro de 2021

      Boa noite, se tenho lucro com BDR e prejuízo com ações que ao final do mês somado tudo ainda mantenho negativo, e nenhuma operação foi day-trade. Tenho que pagar imposto DARF no próximo mês só do lucro da BDR, mesmo que o mês tenha tido prejuízo no geral?

      Responder
    • Lucas 23 de janeiro de 2021

      Comprei BDR por mil reais, obtive 30 % de lucro, preciso gerar DARF ?

      Responder