Acesso Rápido

    Resumo da Semana: Ambipar compra restante de Suatrans, Ford paralisa produção em fábrica nos EUA por falta de peças, Duolingo, app de idiomas, protocola pedido de IPO e JSL faz proposta de fusão com Tegma

    Resumo da Semana: Ambipar compra restante de Suatrans, Ford paralisa produção em fábrica nos EUA por falta de peças, Duolingo, app de idiomas, protocola pedido de IPO e JSL faz proposta de fusão com Tegma

    O índice Ibovespa encerrou a última semana registrando 127.621,65 pontos, o que representou, na última sexta-feira (02), uma variação positiva de +1,56%. Na semana, o principal índice de ações negociadas na bolsa de valores brasileira teve uma valorização de aproximadamente 0,28%. Em 2021, o índice segue está positivo, com uma alta de 7,22% até o momento.

    Já o Ifix – o índice de referência dos Fundos de Investimentos Imobiliários – encerrou a última sexta-feira (02) aos 2.760,17 pontos, o que representou uma alta de +0,22% no dia. Na mesma semana e no acumulado de 2021, o índice performou: +1,28% e -3,83%, respectivamente.

    Ambipar compra restante de Suatrans

    Em mais um passo rumo ao crescimento inorgânico, a Ambipar anunciou a compra dos 50% restantes da chilena Suatrans. Segundo o fato relevante divulgado, a aquisição foi realizada pela controlada Emergência Participações.

    • A compra da primeira metade da Suatrans foi realizada em 2010. A outra fatia pertencia ao fundo de private equity Australis. A Ambipar não informou o valor pago, mas o jornal Valor Econômico reportou que o montante é de R$ 100 milhões.
    • A Suatrans opera há mais de 20 anos segmento de Response, com suas atenções voltadas ao atendimento a emergências ambientais em todos os modais de transporte.
    • A empresa é líder do mercado chileno, onde também presta serviços de assistência completa nas principais rodovias do país, como pré-hospitalar, patrulha e guincho.
    • Atualmente, a agora controlada da Ambipar detém 30 bases localizadas no Chile, Peru, Uruguai e Colômbia. Ainda existem três campos de treinamento.

    Ford paralisa produção em fábrica nos EUA por falta de peças

    A Ford interromperá a produção em sua fábrica do Michigan, nos Estados Unidos, por duas semanas devido à falta de peças.

    • A montadora não especificou quais são as peças que estão faltando. A Ford também informou que está reduzindo a produção em outras oito fábricas, entre julho e agosto, em função da escassez global de semicondutores.
    • De acordo com o comunicado, a companhia está desviando seu escasso estoque de semicondutores para terminar os veículos que estão com seus estoques de veículos quase no fim.
    • “Estamos priorizando a conclusão dos veículos que serão enviados aos nossos clientes e que aguardam os chips para serem finalizados”, informou a Ford.
    • Além disso, segundo a empresa, a fábrica em Wayne, Michigan, que produz as picapes Bronco e Ranger, deve ser fechada entre o período de 5 a 26 julho. O CEO, Jim Farley, informou que a montadora já tinha recebido 125.000 pedidos de seu novo SUV.

    Duolingo, app de idiomas, protocola pedido de IPO

    O aplicativo de ensino de idiomas Duolingo procolou o pedido de registro e o prospecto da sua oferta inicial de ações (IPO) junto a Securities and Exchange Commision (SEC), a CVM americana.

    • De acordo com o Duolingo, o objetivo é abrir capital na Nasdaq, bolsa de Nova York, nos Estados Unidos e o código de negociação será “DUOL”.
    • O aplicativo foca no ensino gratuito de idiomas, possibilitando que o usuário escolha entre 95 cursos em 38 idiomas, desde os mais conhecidos como inglês, espanhol, francês e italiano, mas também outras opções menos faladas, como o esperanto e havaiano.
    • O Duolingo foi fundado em 2011, na cidade americana de Pittsburgh por dois engenheiros, Luis von Ahn e Severin Hacker. Com mais de 500 milhões de downloads, o app ocupa posição de destaque na categoria de educação tanto no Google Play quanto na Apple Store.

    JSL faz proposta de fusão com Tegma

    A Simpar comunicou que a sua controlada JSL, maior companhia de logística rodoviária do país, enviou à Tegma, segunda maior do setor, pedido de combinação de negócios.

    • O comunicado aponta que a fusão das duas empresas criaria uma companhia com receita bruta combinada de R$ 6 bilhões.
    • “Somadas as operações da JSL (incluindo M&As realizadas) e da Tegma, a companhia combinada teria R$ 6,1 bilhões de Receita Bruta nos últimos 12 meses findos em 31 de março de 2021, que representaria um aumento de R$ 2,8 bilhões e um crescimento de 86% da Receita Bruta da JSL no mesmo período (sem incluir M&As)”, informou a JSL.
    • A proposta seria parte em dinheiro e parte ações, avaliando a Tegma em aproximadamente R$ 1,75 bilhão.