Acesso Rápido

    Ramp-up: entenda essa etapa do processo produtivo de uma empresa

    Ramp-up: entenda essa etapa do processo produtivo de uma empresa
    ramp-up

    O sistema operacional de uma empresa envolve diferentes fases ou processos. Um deles, pertencente à etapa inicial da cadeia de produção, é o chamado “ramp-up”.

    O ramp-up interfere diretamente a capacidade produtiva e de vendas de uma empresa — e, consequentemente, na sua margem de lucro. Tal conceito em geral se refere a indústrias de manufaturas, entretanto pode ser empregado em empresas cuja produção não é manufatureira.

    O que é ramp-up?

    Ramp-up é uma etapa que define a fase de início da produção de uma indústria, com o objetivo de comercializar um produto novo. É também conhecida como “rampa de produção”.

    Este estágio ocorre quando a etapa de projeto e testes termina, ou seja, após a fabricação dos protótipos e do lote-piloto.

    Por isso, ramp-up é considerado uma etapa da linha de montagem de uma indústria, em geral de manufatura. É caracterizada por um aumento de produção gradual, até a estabilização do produto no mercado.

    Sua estratégia deve ser baseada em uma pesquisa de mercado eficiente, que identifique os nichos com maior potencial para consumo do bem produzido.

    Qual é a função do ramp-up?

    Para a empresa que o implementa, a fase ramp-up:

    • Gera aumento de produção de forma gradativa, em direção à estabilização e à capacidade plena de produção;
    • Geralmente é aplicada à atividade da manufatura. Porém, é largamente utilizada, por exemplo, nas indústrias de minérios;
    • Exige que a produção seja adaptada no começo do fabrico. Em relação a manufaturas, a indústria tem a possibilidade de utilizar uma estrutura pré-existente, ao substituir o fabrico de outro bem, ou dar início a uma linha nova produtiva;
    • Determina os ajustes finais. Assim, nesta fase de ramp-up de produção, a fabricação de produtos novos em geral inicia-se em um ritmo mais lento. Ela aumenta aos poucos, até que a produção desejada seja alcançada com a melhor qualidade possível.

    Para analisar esses e outros aspectos de uma empresa sob a ótica dos investimentos, baixe agora mesmo o nosso minicurso gratuito sobre Valuation e Precificação de Ativos e entenda quais aspectos podem determinar a qualidade de uma empresa.

    Como funciona o ramp-up?

    ramp up

    Em geral, as indústrias levam entre 1 e 6 meses para atingir capacidade plena de produção. Por sua vez, o tempo ideal para chegar à produtividade e qualidade idealizadas é entre 1 mês e 1 ano.

    Para otimizar o ramp-up de produção, aumentando a capacidade produtiva, algumas dicas são:

    • Planejar de forma eficiente os estudos no estágio do projeto, a fim de diminuir o tempo do ramp-up;
    • Procurar fazer com que o produto entre na fase ramp-up com o menor número possível de ajustes necessários. Isso porque, nessa fase, as mudanças são mais dispendiosas;
    • Acelerar ao máximo, sem perder qualidade, essa etapa inicial de produção, permitindo rápido aumento de produção.

    O ramp-up e velocidade e qualidade da produção

    Os produtos têm tido um ciclo de vida progressivamente mais curto. Ao mesmo tempo, o mercado exige novidades constantemente, de forma que produtos se tornam ultrapassados cada vez mais rápido.

    Tal contexto mostra que é imprescindível que uma empresa invista na aceleração do ramp-up, otimizando a capacidade produtiva para não ficar atrás da concorrência.

    Porém, a velocidade desta etapa de ramp-up da produção não deve interferir na qualidade dos primeiros produtos a serem inseridos no mercado. Caso contrário, haverá perda de valor e credibilidade do produto e da empresa.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *