Acesso Rápido

    Organizações exponenciais: saiba o que é esse novo fenômeno

    Organizações exponenciais: saiba o que é esse novo fenômeno

    As organizações exponenciais são bastante debatidas quando o tema é mudanças no mercado mundial e o surgimento dos chamados unicórnios.

    Isso porque organizações exponenciais são um novo fenômeno, nascido devido aos avanços da tecnologia. Assim, são empresas que estão no radar tanto de investidores experientes quanto daqueles que buscam saber como começar a investir.

    O que são organizações exponenciais?

    Organizações exponenciais são as empresas com potencial para rápido crescimento e expansão. Em geral, são empreendimentos que apresentam resultados pelo menos dez vezes maiores do que os seus concorrentes.

    E esse crescimento está aliado ao uso de novas tecnologias e técnicas organizacionais. Isso de forma que o pensamento linear seja superado pelo pensamento exponencial. O termo ficou conhecido após a publicação do livro, de mesmo nome, de autoria de Salim Ismail, Michael S. Malone e Yuri van Geest.

    As empresas baseadas em informação têm um potencial de crescimento muito maior do que as empresas tradicionais, podendo chegar a se tornar até mesmo unicórnios. Isso porque, no modelo tradicional de negócios, o empreendimento é baseado em bens físicos.

    No caso da informação, ela tem uma grande capacidade de se tornar exponencial. Ainda que, em geral, as organizações exponenciais sejam pequenas, mantendo poucos funcionários e pouco dinheiro, se comparadas às demais.

    Porém, com uma ideia boa e bem executada, a pouca capitalização e o tamanho são superados de forma que a empresa ganha relevância em um curto período de tempo.

    Aliás, ser pequeno acaba sendo uma vantagem competitiva. Isso porque as empresas pequenas tendem a ser mais rápidas e menos dependentes de dinheiro para desempenharem seu core business.

    Justamente pelo fato de a tecnologia ter evoluído e se tornado menos onerosa. O que também reduz o risco e facilita a abertura destas empresas, gerando maior democratização no mercado. Assim, tais negócios só são possíveis graças à digitalização e à disrupção no ambiente de negócios.

    Quer saber o que pesa na hora de avaliar as ações de uma empresa? Baixe o e-book que fala sobre a análise desses papéis.

    Características de organizações exponenciais

    Para que uma empresa se encaixe no padrão de organizações exponenciais, ele precisa atender a alguns requisitos. O primeiro deles é o Propósito Transformacional Massivo (PTM). Ele indica o que a empresa pretende fazer, não o que ela já fez. Ou seja, seus objetivos futuros.

    Estes devem focar em uma transformação, não apenas uma leve melhoria em algo que já existe. E esta transformação deve atingir um grande número de pessoas, para ser de fato massivo. Um bom exemplo de organização exponencial  é o Google, que hoje é uma empresa gigante. O seu PTM é “organizar a informação do mundo”.

    Se o objetivo for bom e bem elaborado, ele terá o poder de atrair pessoas para a organização, inclusive talentos dispostos a ajudar a alcançá-lo. Assim, a empresa criará comunidades, que se apaixonarão pela marca e as defenderão.

    Outro ponto importante é que as empresas exponenciais buscam trabalhar com pessoas de fora, que receberão apenas pelo seu trabalho, sem vínculo trabalhista. Esta característica é nomeada no livro como “staff on demand”, o que traduzido livremente significa pessoal sob demanda.

    Trata-se de uma questão é polêmica e afeta empresas como Uber, Rappi e iFood. De um lado, as empresas defendem que esta é a estratégia do negócio e que de outra forma os benefícios e possibilidades criados por elas não existiriam.

    Do outro, juristas e trabalhadores discutem a precarização do trabalho e o impacto disso na economia em curto e médio prazo. Assim, mesmo com grande potencial e arrecadação, estas empresas podem enfrentar desafios para se estabelecerem.

    Foi possível saber mais sobre organizações exponenciais com este artigo? Deixe seus comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Pedro Ivo 12 de junho de 2020

      Muito bom.

      Responder
      • Matheus Ziermann 16 de junho de 2020

        Como mencionado, é um fenômeno que está se expandindo e esse artigo ajuda muito no entendimento desse tipo de organização. Escrevi minha monografia sobre Organizações exponenciais do sistema financeito (fintechs) baseado no livro de Ismail

        Responder