Acesso Rápido

    Bear Market: entenda o que é e o que fazer em períodos de baixa

    Bear Market: entenda o que é e o que fazer em períodos de baixa

    Entender o significado de Bear Market é fundamental para qualquer investidor que deseja pensar nas suas finanças para o longo prazo.

    No entanto, muitos investidores desconhecem o termo Bear Market, enquanto outros se protegem dele com operações e investimentos (como o hedge, por exemplo).

    O que é Bear Market?

    O Bear Market pode ser compreendido como uma condição de mercado em que os preços dos papéis negociados apresentem uma tendência de queda. Por consequência, essa tendência gera uma onda de pessimismo generalizado no mercado, que faz com que um efeito dominó seja desencadeado no sentido descendente dos preços dos ativos presentes no mercado de ações.

    Sendo assim, é comum que a maioria dos investidores antecipem as suas perdas à medida que o pessimismo e a venda dos papéis aumentam no mercado. Isso promove uma queda da bolsa de valores.

    Planilha de Controle de Investimentos

    Faça o controle completo das suas ações, FIIs e todos os seus investimentos com a nossa planilha gratuita de Controle de Investimentos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, esses períodos de mercado em baixa podem gerar a diminuição considerável do patrimônio do investidor, caso ele venha a realizar seu prejuízo.

    O nome dessa época de vacas magras na bolsa de valores é dado por conta do urso, animal que ataca com suas garras de cima para baixo.

    Entretanto, o Bear Market não deve ser confundido com uma correção de preços, que normalmente é uma tendência de curto prazo.

    Como funciona o Bear Market?

    De fato, o Bear Market pode ser entendido como um movimento de queda bastante acentuado nos preços de ativos durante um bom período.

    Considera-se um Bear Market um período extenso no qual o mercado opera em baixa (mercado bearish).

    Isso ocorre por conta de uma diminuição na expectativa de lucro das empresas de capital aberto, fato que faz muitos investidores venderem suas posições.

    Portanto, ainda que algumas companhias continuem expandindo seus negócios, a cotação pode acabar não acompanhando essa melhoria nos resultados.

    Dessa forma, esse período pode representar, para investidores de valor, um cenário de boas oportunidades de entrada em bons negócios a preços abaixo do seu valor intrínseco.

    Portanto, compreender o significado de Bear Market é bastante significativo para o investidor de longo prazo, que pode adquirir companhias com uma margem de segurança.

    Qual a diferença entre Bear Market e Bull Market?

    Primeiramente, vale relembrar que o Bear Market é aquele período no qual o mercado de ações está em baixa.

    No entanto, é preciso dizer que também existe o fenômeno contrário: o mercado pode operar em alta, fazendo com que ocorra um evento chamado de bull market.

    Sendo assim, o bull market consiste no aumento das cotações dos ativos de renda variável, causado por expectativas positivas do mercado.

    Portanto, os investidores ficam otimistas com os resultados das empresas e com o andamento da economia. Isso faz com que o mercado olhe com bons olhos os ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários, por exemplo.

    Esse mercado em mercado em alta, da mesma forma que o fenômeno oposto, pode durar meses ou anos até que ocorra alguma correção no preço das cotações.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais os casos recentes mais famosos de Bear Market?

    No século 21, ocorreram alguns períodos de bear market relevantes, fazendo com que a cotação de empresas caísse por um longo tempo.

    Primeiramente, houve o caso da bolha da internet. Nesse caso, havia uma enorme expectativa com as empresas de tecnologia, que acabou não se materializando e fazendo a cotação dessas empresas caírem.

    Em segundo lugar, houve, entre 2008 e 2009, a Crise do subprime, período no qual uma crise no sistema imobiliário americano gerou consequências negativas na economia de todo o mundo.

    No entanto, no Brasil, destaca-se a recessão econômica ocorrida no país até meados de 2017. A desconfiança da população por conta da corrupção nas estatais também foi relevante.

    Por fim, destaca-se a Pandemia do COVID-19, doença que foi diagnosticada primeiramente na China e acabou se espalhando por todo o mundo.

    Como alguns investidores lucram com o Bear Market?

    É interessante destacar, conforme mencionado anteriormente, que investidores podem obter ganhos em um mercado nessa conjuntura através da venda a descoberto.

    Isto pode ser explicado pelo fato de que esse tipo de transação financeira envolve a venda de ações alugadas no intuito de recomprá-las de volta, posteriormente, a preços mais baixos.

    Contudo, é necessário frisar que esses tipos de especuladores devem tomar emprestadas as ações de outro investidor antes de que uma ordem de venda desse ativo seja feita.

    Sendo assim, o montante de lucro e/ou prejuízo desses especuladores é a diferença entre o preço ao qual as ações foram vendidas no mercado e o preço no qual elas foram compradas de volta.

    Também conhecido como short, esse tipo de operação, conforme destacado, é motivado pela expectativa de que o preço daquele papel caia, por qualquer que seja o motivo.

    Minicurso: Valuation e Precificação de Ativos

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito de Valuation e aprenda os principais conceitos sobre como avaliar ativos e empresas do jeito certo!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como investir no Bear Market?

    Portanto, embora essas correções ofereçam um bom momento para que os investidores que praticam o Value Investing encontrem boas oportunidades de comprar ativos a preços descontados, muitas pessoas temem investir nesses períodos.

    De fato, isso pode ser explicado pelo fato de ser quase impossível determinar até que ponto as quedas desse tipo de mercado podem chegar, o que gera medo nos investidores.

    Dessa forma, existem muitas pessoas que operam vendidos ou usam outras estratégias para se obter ganhos com a queda dos mercados, comportamento que é considerado extremamente perigoso por muitos.

    No entanto, uma estratégia interessante para utilizar durante essas épocas é conferir os indicadores fundamentalistas das empresas.

    Sendo assim, se a empresa continua expandindo e melhorando suas operações mesmo com a tendência de queda do mercado, é um sinal de uma empresa resiliente.

    Dessa forma, o investidor de valor pode se beneficiar dessa época onde as ações estão com preços descontados, oferecendo boas oportunidades.

    Ainda possui dúvidas sobre o fenômeno do Bear Market? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Rafael Oliveira 18 de outubro de 2020

      Como eu gosto das explicação da Suno. Excelente trabalho.

      Uma observação: o nome bear (Urso) vem extamente por conta do ataque deste animal, que vem de cima para baixo, (tendência de queda).
      No sentido contrário o touro representa a agressão do mercado de baixo para cima. Nesse caso seria bull Market? Rs

      Responder
      • Suno Research 19 de outubro de 2020

        Olá, Rafael! Tudo certo?
        Muito obrigado! Ficamos felizes em ajudar.
        É isso mesmo! Bear Market é utilizado para períodos de baixa, enquanto Bull Market é utilizado para mercados em alta.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder