Análise de sensibilidade: entenda como funciona esse método de avaliação

Avaliar riscos e cenários é uma atividade fundamental dentro do planejamento de qualquer empresa. Nesse sentido, uma das ferramentas mais utilizadas para tal é a chamada análise de sensibilidade.

Muito útil dentro do processo de decisão empresarial, a análise de sensibilidade aplicada por empresas e investidores do mercado de capitais. principalmente para determinar a viabilidade de um projeto ou investimento.

O que é análise de sensibilidade?

Uma análise de sensibilidade é uma avaliação que procura estimar o resultado gerado por mudanças nos parâmetros ou nas atividades de um procedimento, desse modo, medindo o grau de sensibilidade do processo perante uma alteração.

Ou seja, na análise de sensibilidade, são testadas diversas variáveis diferentes para se entender o efeito que cada uma produz no final do processo.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

Exemplo de análise de sensibilidade

Para exemplificar, suponha a seguinte situação:

Um empresário busca estimar qual o lucro que ele terá com a sua empresa em um determinado ano.

O seu lucro depende obviamente de inúmeras variáveis. Tais como a sua receita total, o seu custo total, o investimento em propaganda, as margens da empresa, o valor do imposto de renda entre outros fatores.

A análise busca então determinar quanto que o seu lucro irá se alterar conforme cada variável mudar.

SUNOFLIX IMPOSTO DE RENDA

Imagine, por exemplo, que este empresário tem como cenário base um lucro de R$ 1 milhão no ano. E ele levou em conta neste cenário que seu custo total seria de R$ 500 mil.

Mas o empresário precisa se preparar para outros cenários, tais como se o seu custo for maior do que o esperado. Ou ainda, ele pode querer saber qual seria o seu lucro se os custos fossem menores que os esperados.

É para isso, então, que serve a análise da sensibilidade das variáveis. Se o seu custo fosse de R$ 400 mil, por exemplo, o seu lucro seria de R$ 1,1 milhão.

Já se os custos fosse de R$ 600 mil o seu lucro seria de R$ 900 mil. Obviamente, isto leva em conta que as demais variáveis são constantes (ceteris paribus).

Obviamente que este é um exemplo simplificado. Na prática nas grandes empresas são elaboradas análises muito mais complexas. No entanto, este exemplo simplificado se faz necessário para a compreensão do conceito.

Análise de sensibilidade no valuation

análise de sensibilidade financeira

O valuation é a prática de estimar o valor de ativos financeiros.

Como em qualquer estimativa, é muito importante levar em conta a análise de sensibilidade financeira.

Afinal, é muito difícil prever o futuro com precisão. A análise de sensibilidade no valuation tem o papel justamente de fazer com que o investidor possa saber da precificação do ativo em diferentes cenários.

Imagine, por exemplo, que você está tentando estimar o valor justo de uma ação através do valuation.

Existem diversos fatores variáveis que afeta bastante o valuation, tais como:

  • Taxa de crescimento no período selecionado;
  • Taxa de crescimento na perpetuidade;
  • Margens de lucro esperadas.

Uma mudança em qualquer um desses fatores pode afetar drasticamente o resultado final.

MASTERCLASS CREDITO PARA AGRO

Exemplo de aplicação da análise de sensibilidade no valuation

Suponha, por exemplo que você estimou uma margem Ebitda para a empresa de 7%.

Mas esta empresa tem o potencial de elevar esta margem a até 14%, ou seja, o dobro da margem inicialmente estimada.

É de se esperar, portanto, que isto tenha um efeito muito grande sobre a precificação do ativo.

Justamente por isto que as ferramentas de valuation utilizadas atualmente apresentam uma análise de sensibilidade financeira.

Veja no vídeo abaixo a sensibilidade do valuation da empresa M. Dias Branco realizado pela Suno Research.

No vídeo, você pode perceber com a sensibilidade do valuation é bastante alta. Principalmente em relação às margens da companhia.

Além disso, o crescimento na perpetuidade também é um fator que afeta consideravelmente a precificação da empresa. Veja que os outros fatores, por serem secundários, não impactam tanto o valuation mesmo com a sua oscilação sendo brusca.

É importante lembrar que, assim como em qualquer outra análise de sensibilidade, esta situação também é considerada ceteris paribus, ou seja, somente uma variável oscila e as demais permanecem constantes.

Assim como a análise de sensibilidade, também existem outras ferramentas que podem compor o cálculo de um valuation. Acesse gratuitamente o nosso minicurso sobre Valuation e Precificação de Ativos e aprenda tudo sobre os principais métodos para avaliar um ativo.

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *