Ibovespa salta 2,16% com Wall St. e fecha 2ª semana consecutiva no azul

Ibovespa salta 2,16% com Wall St. e fecha 2ª semana consecutiva no azul
Na última sessão, o Ibovespa caiu quase 1,5%

Ibovespa hoje encerrou o pregão em alta de 2,16%, cotado a 104.723,00 pontos, acompanhando as Bolsas de Wall Street para fechar sua segunda semana no azul.

Em meio à temporada de resultados do terceiro trimestre de 2020, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) recuperou parte do terreno perdido no dia anterior. O bastante para emendar mais uma segunda seguida de ganhos para o Ibovespa, respaldando a retomada em novembro.

Confira como foi o andamento do Ibovespa durante a semana:

  • Segunda-feira (9) — O benchmark fecha em alta de 2,57%, a 103.515,16 pontos, no primeiro dia de negociações após a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas;
  • Terça-feira (10) — Bolsa ampliando os ganhos do dia anterior, subindo 1,50%, a 105.066,96 pontos, impulsionado pelas notícias da vacina da Pfizer e pela retomada dos preços do petróleo;
  • Quarta-feira (11) — Ibovespa interrompe sequência e cai 0,25%, a 104.808,83 pontos;
  • Quinta-feira (12) — O principal índice da B3 fecha em nova queda, de 2,20% a 102.507 pontos, por conta do avanço dos novos casos de covid-19 nos EUA e na Europa.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

O Ibovespa encerrou a semana com uma valorização de 3,7%, enquanto, no mês, a alta é de 11,4%.

Além disso, veja as notícias que mexeram com o mercado hoje:

  • Cogna tem prejuízo de R$ 1,29 bilhão
  • Oi registra prejuízo de R$ 2,638 bilhões
  • Centauro divulga prejuízo de R$ 33 milhões
  • Embraer aprova plano de recompra de até 7 milhões de ações

Cogna tem prejuízo de R$ 1,29 bilhão

A Cogna (COGN3) divulgou os resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano. A companhia reverteu o lucro líquido de R$ 20 milhões registrado um ano antes para apurar um prejuízo de R$ 1,29 bilhão no terceiro trimestre de 2020.

De acordo com a empresa, o resultado é fruto do reconhecimento da perda no valor recuperável de ativos na Saber e na divisão de outros negócios, assim como da baixa de imposto de renda diferido, ambos sem efeito caixa.

A Cogna reportou uma receita líquida de R$ 1,256 bilhão, um recuo de 17,1% na base anualizada. Enquanto isso, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) ficou negativa em R$ 610 milhões, ante resultado positivo de R$ 511 milhões no ano anterior.

Oi registra prejuízo de R$ 2,638 bilhões

A Oi (OIBR3) teve prejuízo de R$ 2,638 bilhões no terceiro trimestre de 2020, recuando em 54% as perdas de R$ 5,74 bilhões vistas um ano antes.

O Ebitda de Rotina foi de R$ 1,46 bilhão, alta anual de 6,4%. Já a margem Ebitda passou de 27,5% para 31,1%. A receita líquida total da companhia atingiu R$ 4,7 bilhões, recuo de 5,9%.

Enquanto isso, a dívida líquida da Oi chegou a R$ 21,243 bilhões ao final do terceiro trimestre, aumento de 44% em comparação com a dívida líquida de R$ 14,713 bilhões apurada um ano antes.

Centauro divulga prejuízo de R$ 33 milhões

A Centauro (CNTO3) também reverteu o lucro líquido, de R$ 38,4 milhões apresentado no terceiro trimestre do ano passado, e registrou prejuízo de R$ 33,2 milhões no mesmo período deste ano.

A receita líquida da Centauro foi de R$ 569 milhões, esse valor é equivalente a queda de 8,4%, em relação ao terceiro trimestre de 2019. Já o Ebitda com o efeito do IFRS atingiu R$ 31 milhões, queda de 73,5%, em relação a julho e setembro do ano passado, quando havia registrado R$ 117 milhões.

Embraer aprova plano de recompra de até 7 milhões de ações

Além disso, a Embraer (EMBR3) aprovou um programa de recompra de ações para permanência em tesouraria, cancelamento ou venda no mercado, no montante de até 7 milhões de ações da empresa. Isso representa 0,95% das 736.143.105 ações ordinárias da empresa que estão em circulação no mercado.

A companhia tem 4.291.938 ações em tesouraria. O prazo de recompra é de 12 meses, a partir desta quinta-feira.

No início desta semana, a fabricante aeroespacial reportou um prejuízo ajustado de R$ 797,5 milhões no terceiro trimestre deste ano.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Altas:

  • YDUQ3: +9,76% / R$ 28,34
  • IRBR3: +7,7% / R$ 6,71
  • GNDI3: +7,46% / R$ 74,50
  • MRVE3: +6,98% / R$ 19,92
  • SUZB3: +6,94% / R$ 51,94

Baixas:

  • MULT3: -2,35% / R$ 22,45
  • MGLU3: -1,49% / R$ 25,10
  • CSNA3: -1,18% / R$ 19,29
  • IGTA3: -1,15% / R$ 35,15
  • BEEF3.: -0,9% / R$ 9,94

Desempenho das bolsas no exterior

  • Nova York (S&P 500): +1,36% – 3.585,15
  • Frankfurt (DAX 30): +0,18% – 13.076,72
  • Reino Unido (FTSE 100): -0,36% – 6.316,39
  • Paris (CAC 40): +0,33% – 5.380,16
  • Itália (FTSE MIB): +0,41% – 20.903,58
  • Xangai (SSEC): -0,86% – 3.310,10
  • Hong Kong (Hang Seng): -0,048% – 26.156,86
  • Japão (Nikkei 225 ): -0,53% – 25.385,87

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quinta-feira (12), o Ibovespa encerrou o pregão em queda de 2,20%, a 105.507 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião