Ibovespa inicia dezembro em alta de 2,30% seguindo otimismo no exterior

Ibovespa inicia dezembro em alta de 2,30% seguindo otimismo no exterior
O Ibovespa hoje recuperou as perdas da sessão passada e fechou em forte alta

O Ibovespa hoje reverteu as perdas do pregão passado e iniciou o mês de dezembro em forte alta, de 2,30%, a 111.399,91 pontos, impulsionado por exterior favorável.

O Ibovespa hoje acompanhou o otimismo global com o noticiário envolvendo as vacinas contra a covid-19 e os dados econômicos da segunda maior economia do mundo.

A Moderna (NASDAQ: MRNA) informou que entrou com pedido para uso emergencial do imunizante contra a covid-19 nos Estados Unidos e na Europa. Da mesma forma, a Pfizer (NYSE: PFE) e a BioNTech (NASDAQ: BNTX) comunicaram que submeteram o seu potencial imunizante à União Europeia (UE) para a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) aprovar o seu uso emergencial.

Além disso, os investidores estiveram atentos ao avanço do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China, que subiu de 53,6 em outubro para 54,9 em novembro, atingindo o maior patamar desde novembro de 2010, segundo pesquisa divulgada pela IHS Markit em parceria com a Caixin Media.

Com isso, confira as notícias que movimentaram o Ibovespa hoje:

  • Embraer registra ataque cibernético em suas operações
  • Centauro conclui compra da Nike no Brasil
  • Gerdau fecha recompra de bonds e sobe valor para US$300 mi

Ataque cibernético na Embraer

A Embraer (EMBR3) sofreu um ataque cibernético aos seus sistemas de tecnologia da informação, que resultou na divulgação de dados supostamente atribuídos à companhia na madrugada de 30 de novembro de 2020. O ataque foi identificado em 25 de novembro.

O problema deixou indisponível o acesso a apenas um ambiente de arquivos da companhia, informou a Embraer. Com isso, a empresa começou procedimentos de investigação e isolou alguns dos seus sistemas para se proteger, o que impactou algumas operações temporariamente.

Centauro conclui compra da Nike

O Grupo SBF, dono da Centauro (CNTO3), informou que passou a deter totalmente a distribuição da marca esportiva Nike no Brasil. O anúncio é feito um mês após o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) aprovar a aquisição, que custou R$ 1,032 bilhão.

O grupo pretende expandir sua atuação, utilizando a Centauro para focar nas vendas no varejo e a Nike para aprimorar capacidade de logística e de distribuição. Através das duas frentes, o esperado pelos donos da Centauro e da Nike é utilizar tecnologia e dados, oriundos de ambos negócios, para entender o público e produzir soluções para o consumo do universo esportivo.

Gerdau fecha recompra de bonds

A Gerdau (GGBR4) informou que concluiu a recompra de títulos de dívida no mercado internacional e elevou o valor máximo da oferta  de US$ 230 milhões para US$ 300 milhões.

Segundo a empresa, a recompra incluiu bonds com juros de 5,750% e vencimento em 2021 emitidos pela Gerdau Trade Inc (GTI) e bonds com juros de 5,893% e vencimento em 2024 emitidos em conjunto pela Gerdau Holdings Inc. e GTL Trade Finance Inc.

Para os bonds que vencem em 2021, a empresa conseguiu US$ 29 milhões em ofertas e recomprou a totalidade dos papéis. Já para os que vencem em 2024, a empresa recebeu ofertas de US$ 349,4 milhões e recomprou US$ 270,9 milhões.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Altas:

Baixas:

Bolsas mundiais

  • Nova York (S&P 500): +1,13% – 3.662,45
  • Londres (FTSE 100): +1,89% – 6.384,73
  • Frankfurt (DAX 30): +0,69% – 13.382,30
  • Paris (CAC 40): +1,14% – 5.581,64
  • Hong Kong (Hang Seng): +0,67% – 26.517,73
  • Xangai (SSE Composite): +1,77% – 3.451,94
  • Tóquio (Nikkei 225): +1,34% – 26.787,54

Última cotação do Ibovespa

O Ibovespa encerrou o último pregão, segunda-feira (30), em queda de 1,52%, cotado a 108.893,32 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião