Acesso Rápido

    Regra 50-15-35: saiba como organizar as finanças com esse método

    Regra 50-15-35: saiba como organizar as finanças com esse método

    A organização financeira é essencial para trazer tranquilidade e segurança na vida das pessoas. E um dos métodos bastante eficazes para isso é a regra 50-15-35.

    Sendo assim, a regra 50-15-35 ajuda no planejamento financeiro, estabelecendo prioridades e colaborando para o pagamento de dívidas atrasadas.

    O que é a regra 50-15-35?

    A regra 50-15-35 consiste em um método de divisão da renda mensal em três categorias diferentes, sendo elas: gastos essenciais, prioridades financeiras e estilo de vida.

    Esse é um método usado por pessoas que precisam organizar o orçamento doméstico, mas não sabem por onde começar e o que fazer.

    Uma das principais vantagens do método 50-35-15 é que ele é bastante simples e qualquer pessoa pode colocá-lo em prática imediatamente.

    O que é cada uma das categorias?

    Para aplicar essa regra, o primeiro passo é começar a organizar todas as despesas e classificá-las entre algumas dessas três categorias.

    Por gastos essenciais entende-se aqueles que não há como fugir como aluguel, água, luz, internet, transporte, mensalidade da escola etc.

    Já as prioridades financeiras consistem em dívidas que você possa ter acumulado ou então um valor para a composição da sua reserva de emergência ou aplicações.

    Por fim, estilo de vida é o gasto que você pode ter com restaurantes, baladas, academia, compras ou qualquer outro hobbie que você tenha.

    Como aplicar o método 50-15-35?

    Após organizar e classificar as contas do seu orçamento em alguma dessas três categorias, é preciso somar os gastos de cada categoria e encontrar o total dela.

    Feito isso, é só dividir o valor do gasto da categoria pelo valor dos recebimentos e multiplicar por 100. Assim, ficará fácil saber qual o percentual que a categoria está corroendo do seu orçamento.

    Então é preciso realizar cortes para que os gastos fiquem dentro do padrão proposto. Para facilitar o entendimento vamos dar um exemplo.

    Se o orçamento doméstico for de R$ 4 mil, é preciso deixar R$ 2 mil para as contas essenciais como aluguel, água, transporte etc.

    Do valor total, R$ 600 poderá ser destinado para o pagamento de dívidas caso tenha, ou então para a construção da sua reserva de emergência ou para aplicações financeiras.

    Por fim, R$ 1.400,00 pode ser usado para despesas relacionadas ao estilo de vida como restaurantes, bares, cinemas, compras etc.

    Por que esse método é tão eficaz?

    A eficácia desse método consiste em garantir que parte da sua renda seja usada para a negociação das dívidas e posteriormente para a construção de uma reserva.

    Além disso, ela permite que a pessoa veja com mais clareza para onde está indo o dinheiro e então priorize as despesas, cortando gastos desnecessários.

    Dessa maneira fica mais fácil saber se o seu padrão de gastos essenciais está alto, ou se o seu estilo de vida não está condizente com sua realidade financeira.

    Ao fazer os ajustes, é possível sair de dívidas que até então poderiam parecer impagáveis e posteriormente fazer uma reserva financeira.

    Foi possível entender o que é a regra 50-15-35? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta matéria com seus amigos nas suas redes sociais.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • GM 22 de fevereiro de 2022

      Boa!
      Parabéns, Tiago Reis pelo conteúdo de forma simples e de fácil entendimento rápido.

      Responder
    • JR 27 de março de 2022

      Muito sugestivo e simples o método 50-35-15. Parabéns Tiago.

      Responder