Acesso Rápido

    O que é PSR e como funciona esse indicador fundamentalista?

    O que é PSR e como funciona esse indicador fundamentalista?

    O PSR é um indicador utilizado na análise fundamentalista para avaliação do preço de ativos financeiros.

    Por meio do PSR é possível encontrar, por exemplo, empresas que estão na fase de crescimento ou que não estejam sobrevalorizadas. Investidores de valor buscam empreendimentos que estejam em situações como estas.

    O que é PSR?

    O significado de PSR corresponde à expressão Price to Sales Ratio, que em português significa índice de preço em relação a vendas. Ou seja, essa métrica é dada pelo valor da empresa dividido por sua receita operacional líquida.

    O Price to Sales Ratio é uma das ferramentas da análise fundamentalista para apontar o desempenho das vendas. Assim, isso possibilita que a empresa avalie suas vendas e também faça um comparativo frente aos concorrentes.

    Para que uma empresa gere receita, ela precisa vender algo. Por isso, este item é caracterizado como o conjunto de recursos que ingressou decorrente da comercialização dos produtos ou serviços. 

    Como funciona a relação preço/venda (P/S)?

    A relação preço/venda mede o quanto custaria a compra de uma empresa em termos de vendas. Um nível mais baixo de preço/venda indica que a empresa é um investimento mais atrativo, visto que pode estar relativamente desvalorizada.

    Em sua essência, esta relação se utiliza do valor da empresa e não da capitalização de mercado. A relação preço/venda soma dívidas e ações preferidas ao valor de mercado e subtrai o caixa. Assim, esse é um fator importante a se considerar para avaliar o PSR.

    Visto que é responsável pela carga de dívida de uma empresa, a relação preço/venda é considerada superior.

    O valor do PSR varia segundo o setor de atividade. Isso por o indicador ser relacionado diretamente à receita, e o volume de vendas em um ramo pode ser mais elevado na comparação com setores distintos.

    Embora receita e lucro sejam cálculos distintos, um bom número de vendas tende, por princípio, a resultar em uma boa lucratividade.

    O lucro é também uma métrica considerada na avaliação de negócios. Mas, no caso de companhias que estão com prejuízo ou com lucro deprimido, estas serão avaliadas pelas suas vendas. Quanto menor o valor do indicador, mais atrativa a ação se torna para o investidor.

    Qual a fórmula do PSR?

    Em busca de realizar o cálculo do Price to Sales Ratio, existe uma fórmula que facilita na hora de fazer as contas.

    Assim, a fórmula do Price To Sales Ratio é bem simples: basta apenas dividir o valor de mercado da empresa pela sua receita líquida total dos últimos 12 meses.

    • PSR = Preço da Ação / Receita Líquida por Ação

    O cálculo acima é empregado nos seguintes cenários de investimentos:

    • Procurar empresa com valor de 1, valor considerado justo;
    • Comparar empresas do mesmo setor (para avaliar chance de lucro retornando);
    • Combinar P/S com P/L para aprofundamento da análise fundamentalista;

    Portanto, quanto maior o valor de mercado, maior é o PSR. Por outro lado, quanto maior a receita líquida total, menor é o price to sales ratio.

    Dessa forma, fica mais fácil avaliar a viabilidade de investimento de uma empresa, bem como analisar as suas operações.

    Como utilizar o PSR?

    O analista de investimentos Kenneth Fisher ficou famoso por calcular o PSR nas suas avaliações de ações, o que o levava a tomar suas decisões de investimentos.

    Dessa forma, ele sempre procurava empresas com índice menor que 1,0. Com o indicador abaixo desse patamar, encontramos ativos com valores inferiores ao preço justo. Esse exemplo de Fisher reflete uma das aplicações de PSR possíveis.

    Portanto, quanto mais próximo o PSR ficar de 1, melhor o sinal da avaliação do mercado sobre o ativo. Indicando que o preço estabelecido está correto.

    Seguindo essa lógica apresentada, empresas com índice abaixo de 1 estariam subvalorizadas e poderiam representar uma boa oportunidade de investimentos.

    Outra forma de usar esse indicador fundamentalista é na comparação do lucro por ação da empresa. Nesse cenário, o PSR precisa ser combinado com Preço/Lucro (P/L) para confirmação do valor. Por exemplo: uma empresa com P/L considerado baixo (bom), porém com PSR alto (ruim), sinaliza para o investidor que algo está errado com o lucro.

    Ou seja, é possível que houve um lucro não-recorrente registrado para aquela empresa, pois os dois indicadores se divergem. Por princípio, os indicadores para análises fundamentalistas tendem a funcionar melhor se combinados.

    Qual a limitação do Price to Sales Ratio?

    O PSR não considera se a empresa tem lucros ou apresentará qualquer categoria de lucro. Por exemplo, o índice P/S difere em todos os tipos de empresas e indústrias. 

    Ainda, o PSR não fornece informação sobre o lucro ou custos da empresa, por isso é importante que os investidores analisem o PSR junto de outros índices financeiros.

    Assim, fazer um investimento baseado em apenas um indicativo tende a gerar resultados tendenciosos, o que nem sempre se reflete numa rentabilidade alta para o investidor.

    Portanto, é preciso fazer uma análise muito mais complexa de uma ação, que leva em conta outros fatores além do preço.

    Você conseguiu entender o conceito do PSR e sua aplicação na análise de empresas? Faça um comentário abaixo para que possamos tirar as suas dúvidas.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    12 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Jeferson 11 de dezembro de 2019

      Para uma empresa ser bem avaliada a partir do PSR, ela tende estar próximo a 1, mas não significa que a empresa acima disso não tenha uma avaliação boa né.

      A Wege é uma empresa linda, o PSR dela está a 5 e pouco. Também significa que ela tem uma avaliação positiva no mercado.

      Então o PSR nem sempre tem tanta importância né

      Responder
      • Omar 2 de junho de 2021

        Todos indicadores têm uma finalidade e, em relação a importância, vai de cada análise. Importante é conhecer o máximo que puder da empresa, aportar mensalmente, analisar a contabilidade e o financeiro e deixar os juros compostos fazerem seu trabalho.

        Responder
    • Sergio Elisio 13 de maio de 2020

      Muito boa a explicação, sou grato

      Responder
    • Adilson José da Silva 23 de maio de 2020

      excelente explicação…

      Responder
    • kokada 4 de junho de 2020

      muito bom e esclarecedor! vai me ajudar muito na seleção das ações.

      Responder
    • Cleydson Melo 25 de junho de 2020

      Como interpretar PSR negativo?
      Ex.: -1,66

      Responder
      • Victor Cordeiro Costa 28 de junho de 2020

        Receita Líquida negativa

        Responder
    • Moisés 1 de julho de 2020

      e o par negativo ?
      como funcionar?

      Responder
      • Suno Research 2 de julho de 2020

        Bom dia
        Quando o PSR está negativo, significa que a empresa está com a margem líquida negativa.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • carlos vinicius 25 de julho de 2020

      Eu considero a suno a melhor intituição educacional quando se trata de mercado financeiro!

      Responder
    • ROBERTO OLIVER CRUZ 19 de outubro de 2020

      na fórmula:

      PSR = Preço da Ação / Receita Líquida por Ação

      Como encontro a receita líquida por ação?
      Seria o LUCRO LIQUIDO DA EMPRESA dividido pela quantidade total de acoes no mercado?

      Responder
      • Suno Research 20 de outubro de 2020

        Olá, Roberto! Tudo bem?
        Na verdade, a Receita Líquida por Ação é encontrada dividindo-se a Receita Líquida pelo número de ações disponíveis no mercado. Você pode encontrar a Receita Líquida nas primeiras linhas da DRE da empresa.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder