P/L: Saiba como analisar o Preço/Lucro neste artigo!

O P/L, ou Preço/lucro, é o nome de um dos mais importantes indicadores financeiros do mercado. Ele calcula o preço de um ativo sobre o lucro, te dando uma proporção que ajuda a entender se ele está caro ou barato no mercado.

Sendo assim, um investidor deve avaliar o P/L de uma companhia, seja uma empresa brasileira ou uma empresa negociada em bolsas americanas, como a NYSE.

O que é o P/L, Preço/Lucro?

O índice preço/lucro (P/L) é um indicador financeiro formado pela relação entre o preço atual de uma ação dividida pelo lucro por ação desse ativo.

De fato: como se pode ver, essa é uma fórmula simples, podendo trazer benefícios e malefícios ao seguirmos estritamente as informações contidas nessa métrica fundamentalista.

Um dos indicadores mais tradicionais do mercado, o preço/lucro (P/L), é uma métrica utilizada pelos investidores que procuram avaliar o preço justo de um ativo.

De forma bastante simples, essa métrica indica quanto os investidores se encontram dispostos a pagar pelos lucros de uma empresa.

Por exemplo: se uma companhia tem um P/L de 15, essa informação indica que o preço atual da ação representa 15 vezes os lucros acumulados em 12 meses.

No entanto, não existe preço lucro ideal, pois muitas coisas podem causar diferenças nesse indicador.

MINICURSO CONTABILIDADE

Para que serve o Preço/Lucro?

De fato: é preciso compreender que essa relação indica o valor que o investidor espera receber ao alocar os seus recursos em uma empresa.

Assim, intuitivamente, muitos investidores esperam pagar razões P/L mais baixas ao invés de altas.

Por exemplo: se o P/L de uma ação se encontra em 10 vezes enquanto outra companhia lotada no mesmo setor é negociada em 20 vezes, de forma grosseira, pode-se dizer que a primeira empresa possui uma precificação mais barata e vantajosa para o investidor do que a segunda opção.

No entanto, nem sempre é simples: muitas empresas possuem indicadores de precificação baixos por tempo indeterminado, justamente pela baixa qualidade do seu modelo de negócios.

Isso acontece porque, de maneira geral, um P/L alto sugere que os investidores estão esperando um maior crescimento dos lucros futuros em comparação às empresas que possuem esse indicador com um valor mais baixo.

VALUATION PRECIFICACAO DE ATIVOS

Como calcular o Preço por Lucro?

A fórmula para calcular o preço sobre lucro é simples:

  • P/L = Preço da Ação/ Lucro por Ação

Ou seja: deve-se verificar a cotação da ação no momento em que se deseja averiguar o seu P/L e dividir pelo lucro que a empresa trouxe por ação.

Por outro lado, o lucro por ação é o total de lucro que uma companhia reporta ao seu acionista dividido pelo número de ações que ela possui.

Assim, se ela tiver R$100 milhões de lucro e 100 milhões de ações, ela terá o lucro de R$1 por ação.

Para compreender melhor o cálculo P/L, é possível citar um exemplo: supondo que uma ação tenha um valor de R$70 por ação.

Dessa forma, se a empresa tem um lucro de R$100 milhões e possui 10 milhões de ações, ela terá um lucro de R$10 de preço sobre lucro por ação.

Fazendo essa divisão, tem-se: 70/10 = 7. Assim, o P/L da companhia é de 7.

Coletando o P/L de sites de análises

Sites de análise como o Status e o próprio Analítica, da Suno, possuem dados disponíveis que já fazem o cálculo do P/L para que o investidor saiba como investir.

P/L da Vale
Dados referentes a 03/08, Analítica, Suno

Por exemplo, na foto acima temos como o P/L funciona no ativo Vale. Você ainda encontra uma comparação com o mercado e com o Setor (mercado sendo referente ao Ibovespa, e Setor ao setor de mineração, onde a Vale se localiza).

Analisando esse exemplo, percebemos que a Vale está sendo negociada abaixo do nível do mercado, mas acima do seu setor. Isso pode implicar que o mercado brasileiro é mais especulativo, enquanto a negociação de ações da Vale está sendo mais conservador.

Por outro lado, também indica que os investidores estariam mais interessados em negociar a Vale acima de seu lucro do que outras ações do setor de mineração.

Economia para Investidores Neste eBook 100% gratuito você irá aprender tudo o que você precisa sobre Economia que um investidor deve saber.
Economia para Investidores

Como analisar o Preço sobre Lucro de uma ação?

De forma simplificada, a análise do P/L de uma ação consiste numa relação direta: quanto maior o seu índice preço lucro, mais caro se está pagando pela empresa. Por outro lado, empresas com P/L mais baixo estariam mais descontadas frente ao seu preço.

De fato: é importante lembrar que precificação mais elevadas são apenas expectativas, por isso, o conceito de margem de segurança nunca deve ser descartados nesse momento.

Ou seja: ao verificar o P/L de uma ação, é sempre bom buscar oportunidades em empresas que negociam abaixo do esperado.

Outro ponto importante é analisar esse indicador em conjunto com outros fatores, como situação macroeconômica, faturamento e lucro, dividendos e outros.

Além disso, quando se observam os preços das ações em mercados mais maduros, como o norte-americano, é possível percebermos que as ações nesses países possuem métricas de P/L mais elevadas do que as vistas em países em desenvolvimento.

Isso se deve a volatilidade política e econômica verificadas nos países menos desenvolvidos. 

Ou seja: isso normalmente acarreta maior receio por parte dos investidores internacionais.

É por isso que essa pode ser uma oportunidade para investidor brasileiro, pois ainda é possível encontrarmos ótimas empresas com boas relações de dividend yield.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

A visão de Graham sobre o P/L

Benjamin Graham, frequentemente chamado de “o pai do investimento em valor”, tinha uma perspectiva única sobre o P/L, ou a relação Preço/Lucro. Em termos simples, o P/L é uma maneira de avaliar se o preço de uma ação é alto ou baixo em relação aos lucros que a empresa está gerando.

Para Graham, o P/L era uma ferramenta, mas não a única, para avaliar o valor real de uma empresa. Ele acreditava que uma empresa só tem valor se gera valor real – isto é, se seus números financeiros refletem a realidade do negócio.

A fórmula que Graham desenvolveu para calcular o valor justo de uma ação inclui o P/L, mas também leva em conta outros fatores. A constante de 22,5 na fórmula vem da multiplicação do ativo circulante da empresa pelo seu P/L. Isso sugere que Graham estava disposto a pagar um preço mais alto (um P/L mais alto) por empresas com uma relação ativo/passivo mais saudável.

Em resumo, a visão de Graham sobre o P/L é que ele é uma parte importante, mas não a única, na avaliação do valor de uma empresa. Ele acreditava que os investidores deveriam olhar além do P/L e considerar uma variedade de fatores ao avaliar o valor de uma ação.

Quais as Limitações do P/L?

Primeiramente, mesmo com a elevada importância desse indicador, uma análise fundamentalista nunca deverá ser pautada apenas com a leitura de um múltiplo de mercado.

Um erro comum da utilização do preço sobre lucro é o investidor observar que esse indicador se encontra baixo, mas não procura entender seus motivos.

Muitas vezes o P/L está distorcido favoravelmente por efeitos não recorrentes, ou por momentos positivos do ciclo de mercado que atinge as empresas mais suscetíveis.

Além disso, outra questão são os diferentes padrões contábeis que podem distorcer a métrica entre empresas lotadas em setores diferentes – afinal, existem diversos tipos de empresas no mercado de ações.

Desse modo, apesar da importância do indicador preço/ lucro, fazer o “dever de casa” do investidor ao estudar o caso é importante para os investimentos.

Exemplo prático de P/L

Para compreender essa métrica e sua importância, é possível fazer um exemplo de preço/lucro que mostre como calculá-lo corretamente.

Em primeiro lugar, a empresa A possui um lucro líquido de R$ 300 mil e 100 mil ações negociadas na bolsa de valores.

Sendo assim, o lucro por ação consiste na divisão do lucro líquido pela quantidade de ações. Nesse caso, o lucro por ação é de R$ 3,00.

Sendo assim, caso a ação esteja sendo negociada a R$ 30,00 na bolsa de valores, é possível fazer o cálculo do P/L. O resultado é a divisão de 30 por 3, ou seja, 15.

Por fim, para fazer a análise correta desse indicador, é preciso analisar outras empresas do mesmo setor na bolsa para verificar qual é a que está com o preço mais atrativo.

Como interpretar o P/L?

Para analisar o P/L e verificar se ele está alto ou baixo, o investidor deve fazer uma análise desse indicador em outras companhias do mesmo setor. É possível, inclusive, achar o P/L médio do segmento.

Ou seja: ao avaliar e comparar duas empresas de setores diferentes, a variação de P/L pode ser muito grande. Assim, o investidor não conseguirá fazer uma análise apropriada.

Sendo assim, é necessário analisar empresas do mesmo setor para fazer a comparação correta e verificar qual se trata de um melhor investimento para o longo prazo.

No entanto, vale notar que o P/L é apenas um dos indicadores da análise fundamentalista utilizados para analisar uma ação. É preciso usar essa e outras métricas em conjunto para ter uma noção maior da atuação da empresa.

Foi possível entender mais sobre o indicador preço/lucro e sua importância? Comente abaixo para podermos te ajudar.

PLANILHA DA VIDA FINANCEIRA

Perguntas frequentes sobre preço/lucro
O que é P/L?

O preço/lucro é um dos indicadores financeiros mais utilizados no mercado para calcular o preço justo de um ativo. Ela consiste na relação entre o preço atual de uma ação dividida pelo lucro por ação.

Como calcular o P/L?

Para calcular o preço/lucro, é preciso dividir o preço da ação (ou seja, a sua cotação no momento da avaliação) pelo lucro gerado pela ação.

Quanto maior o P/L, melhor?

Não necessariamente. Um P/L alto pode indicar expectativas elevadas para a empresa ou uma possível sobrevalorização da ação. É crucial analisar o P/L juntamente com outros indicadores financeiros.

Quanto menor o P/L, melhor?

Não sempre. Um P/L baixo pode sinalizar uma ação subvalorizada ou uma empresa com problemas. Assim como um P/L alto, um P/L baixo deve ser considerado no contexto de outros indicadores.

O que é um P/L adequado?

Um P/L “adequado” varia dependendo do setor e das condições de mercado. Benjamin Graham sugeriu que um P/L não deveria exceder 15 vezes os lucros dos últimos três anos.

Qual a diferença entre P/L e PL (participação nos lucros)?

P/L é uma métrica financeira que avalia a relação entre o preço de uma ação e os lucros por ação da empresa. PL, por outro lado, é um plano de remuneração que dá aos funcionários uma parte dos lucros da empresa.

ACESSO RÁPIDO
    João Daronco
    Compartilhe sua opinião
    28 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Luiz Gontijo 6 de fevereiro de 2023
      O artigo foi excelente, muito claro e preciso! Porém, gostaria de sugerir uma correção no texto: há um erro matemático no campo "Exemplo prático de Preço/Lucro". O autor colocou, em determinado momento, que a divisão de 30 por 3 é igual a 15. Apenas essa correção para o conteúdo ficar ainda mais primoroso.Responder
      • Heron 21 de maio de 2023
        Perfeito, eu também iria enviar esta correçõa, mas pelo que se nota, ninguém esta companhando os comentários.Responder
    • FERNANDO DE ALMEIDA SANTOS 24 de março de 2023
      Bom dia! Poderia tirar uma dúvida? O lucro líquido da empresa e referente a um ano?Responder
    • Daniel Francis 6 de setembro de 2023
      iNVESTIR CORRETAMENTE NÃO É PARA AMADOR E, POR MAIS QUE SIMPLIFIQUEM O TEXTO AINDA É DIFICILA ASSIMILAÇÃO POR FALTA DA CULTURA ECONÔMICA. QUERO PEDIR UMA CORREÇÃO SIMPLES MAS IMPORTANTE: CORRIGIR ERRO DA DIVISÃO ONDE O RESULTA DE 30/3=15 (embora possa ser possível, dependendo do contexto).Responder
    • Carlos Henrique 23 de novembro de 2023
      Muito bom Excelente, aprendi um pouco mais com esse artigo. gostaria de saber se tem mais sobre analise fundamentalista nesse mesmo site? Que esse sem sombra de dúvida, foi um show didática.Responder
    • Francisco Tostes Mottin 21 de maio de 2024
      Necessário corrigir... "Sendo assim, caso a ação esteja sendo negociada a R$ 30,00 na bolsa de valores, é possível fazer o cálculo do P/L. O resultado é a divisão de 30 por 3, ou seja, 15." 30/3 = 10 e não 15...Responder
    • Renivaldo Cardoso 30 de junho de 2024
      Muito bom artigo. Passou uma noção geral sobre o indicador e pontuou sobre a importância de observar outros dados antes da tomada de decisão. Contribuo apenas sinalizando um trecho do artigo que houve uma incorreção, nada que tenha prejudicado o leitor, mas que seria interessante a correção. No caso o PL seria 10. "Sendo assim, caso a ação esteja sendo negociada a R$ 30,00 na bolsa de valores, é possível fazer o cálculo do P/L. O resultado é a divisão de 30 por 3, ou seja, 15."Responder