Acesso Rápido

    Franquia de seguro: quais são os tipos e quando deve ser paga?

    Franquia de seguro: quais são os tipos e quando deve ser paga?

    Quem está pensando em comprar carro ou contratar um seguro é fundamental saber como funciona a franquia de seguro de automóveis.

    Em certas situações, a franquia de seguro deve ser acionada, por isso é importante fazer um planejamento financeiro e conhecer mais a fundo sobre o tema.

    O que é a franquia de seguro?

    A franquia de seguro, de forma simplificada, é o valor que o cliente deve pagar em eventuais necessidades para acionar o seu seguro.

    Por exemplo, uma pessoa possui seguro de automóvel e se envolve em um acidente onde o carro é bastante comprometido.

    Para que o seguro seja acionado e repare os prejuízos do acidente relacionados ao carro, o cliente deve pagar a franquia do seguro de carro.

    Como funciona a franquia de seguro?

    A franquia do seguro é uma participação obrigatória do segurado para que o bem assegurado pelo contrato de seguro seja reparado ou revitalizado em eventos de sinistro que tenham cobertura na sua apólice.

    A apólice é o documento emitido por uma seguradora que formaliza a aceitação do risco. Assim, é um documento formal que o segurado tem toda a proteção em caso de sinistro (acidente ou evento que causa dano a um determinado bem segurado).

    Assim, na apólice é determinado o valor que será cobrado pela franquia e também os casos exatos em que ela será cobrada.

    Um ponto importante a ser esclarecido é que o valor pago pela franquia, normalmente, não é pago à seguradora, mas sim ao estabelecimento ou local que realizar o conserto do veículo, em casos de franquia.

    Quais são os tipos de franquia do seguro?

    Para entender ainda mais a fundo sobre o assunto, é extremamente relevante conhecer os principais tipos de franquia de seguro, sendo eles:

    • Básica (normal);
    • Ampliada;
    • Reduzida.

    Franquia básica (normal)

    A franquia básica, ou normal, como o nome já diz, é a mais comum e popular no mercado.

    Nessa modalidade, o segurado contribui financeiramente com os prejuízos que possuem a cobertura do seguro. O valor que ele deverá arcar está especificado na apólice do seguro.

    Franquia ampliada

    A franquia ampliada, comumente chamada de majorada, normalmente tem um prêmio mais baixo, já que o valor da franquia é maior que o normal.

    Assim, para quem dirige menos ou tem uma direção defensiva, esse seguro pode ser mais interessante, já que o pagamento para ser segurado é baixo, mas o valor da franquia, quando o seguro precisar ser acionado, é baixo.

    Franquia reduzida

    A franquia reduzida funciona de forma estritamente oposta à franquia ampliada.

    O valor do contrato é mais caro, porém o valor da franquia é muito mais baixo. Por isso, esse modelo é indicado para motoristas mais inexperientes ou com maior histórico com acidentes.

    Quando a franquia deve ser paga?

    A recomendação geral é que todo segurado deve prestar muita atenção no que está determinado na apólice do seguro. Afinal, esse é o documento mais importante relacionado ao contrato de seguro.

    No entanto, normalmente, a franquia de seguro de automóvel deve ser paga em 3 mais frequentes situações:

    • Perda total do veículo;
    • Perda parcial;
    • Danos de terceiros.

    As condições de pagamento, assim como o valor, podem variar de acordo com a apólice, por isso é fundamental ter em mãos o documento.

    Esse artigo te ajudou a entender melhor a franquia de seguro? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *