Acesso Rápido

    Fechamento de câmbio: entenda como funciona essa operação cambial

    Fechamento de câmbio: entenda como funciona essa operação cambial

    Normalmente, um exportador brasileiro vende seus produtos e serviços em moeda estrangeira, que geralmente é o dólar. Logo, para conseguir receber a sua venda, ele precisa passar por um processo chamado fechamento de câmbio.

    O fechamento de câmbio é uma parte essencial para os processos do comércio exterior. As transações de importação e exportação dependem de um valor contratado por ambas partes para negociação do pagamento em moeda estrangeira.

    O que é o fechamento de câmbio?

    O fechamento de câmbio é o processo de conversão de divisas estrangeiras (ou seja, moedas de outros países) em moeda nacional (no caso do Brasil, o Real). Esse processo é intermediado sempre pelo Banco Central do Brasil (Bacen) afim de fiscalizar e regulamentar o mercado.

    As fiscalizações acontecem nos processos de importação e exportação. Por isso todas as operações que envolvam câmbio devem ser registradas no sistema: Sisbancen – Sistema de Informações do Banco Central.

    Por que é necessário realizar o fechamento de câmbio?

    No Brasil não é permitido pelo Banco Central a circulação de moedas estrangeiras. Todo dinheiro ganhando com o câmbio no comércio exterior, deve ser convertido para real, ou seja, a moeda nacional.

    Assim quando se exportar mercadoria para fora do Brasil, as empresas devem vender em real e comprar moeda do país para onde a mercadoria foi importada. Portanto ele pagará o fornecedor em moeda estrangeira, mas venderá pela moeda brasileira.

    Como fazer o fechamento de câmbio?

    fechamento de câmbioO primeiro passo é entrar em contato com uma agência de câmbio autorizada pelo Banco Central. A partir desse contato, serão solicitadas documentações para intermediar o processo de importação  ou exportação e gerar um contrato para intermediar a comercialização.

    Para as operações de câmbio serão necessários os seguintes documentos:

    • Comprovante de endereço;
    • Balanço de negócios da empresa;
    • Contrato social;
    • Estatuto da empresa;
    • E demais documentos de acordo com a agência.

    Quando gerado um contrato de câmbio com todas informações prestadas. O fechamento de câmbio deverá acontecer de acordo com a necessidade dos clientes, taxa de juros em vigor e variações na taxa de cambio. Também de acordo com a liquidação do contrato.

    Uma observação importante é que esse tipo de operação terá até 180 dias antes ou depois do embarque dos produtos para ser realizada. Assim durante o processo de importação ou exportação, ficará a critério do operador saber da relação de: variação do câmbio, taxa cambial e termos do contrato.

    O que é taxa cambial?

    Taxa cambial é a cotação ou preço em unidades da moeda nacional em comparação com outra moeda estrangeira. Um exemplo hipotético é do dólar americano para reais, onde: 1 dólar americano poderá custar R$ 3,95 (Exemplo para taxa cambial do par USD/BRL)

    Quando inserida no contrato de fechamento câmbio o valor da taxa não será fixa, ou seja, as agências devem seguir sempre a referência da cotação da moeda que seu cliente escolheu.

    A vantagem de negociar um contrato sempre dará possibilidade de o cliente optar por uma taxa que lhe agrade. Ou seja, pesquisar e comparar o agente é importante para o resultado final das transações internacionais. Principalmente com o impacto dos custos no processo de comércio.

    Como concluir uma transação de câmbio?

    Para concluir uma transação, ou seja, liquidar o contrato. A instituição responsável para transferência e conversão das moedas entre exportadores e importadores, emitirá o código Swift e transferirá o valor contratado. Sempre no melhor momento da taxa de câmbio, para que beneficie o exportador brasileiro, por exemplo.

    Agora que você já entendeu o fechamento de câmbio e como ele é importante para pagamentos e recebimentos internacionais, baixe gratuitamente nosso ebook Investindo no Exterior e entenda como analisar e escolher os melhores investimentos nos mercados internacionais.

     

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Caio 29 de agosto de 2020

      O texto está confuso, contendo frases sem sentido. Seria bom revisar

      Responder