Acesso Rápido

    Corretagem: o que é essa taxa? Como é cobrado esse valor?

    Corretagem: o que é essa taxa? Como é cobrado esse valor?

    A corretagem é um custo associado a operações da bolsa de valores, portanto é fundamental que todo investidor conheça essa taxa.

    Entretanto, muitas corretoras de valores estão abaixando de forma relevante ou até mesmo zerando o valor de sua corretagem.

    O que é corretagem?

    A corretagem é o custo pago para a corretora de valores intermediar operações de compra e venda de ações e fundos imobiliários na bolsa de valores.

    Ou seja, quando um investidor realiza uma operação de compra ou venda de ativo, ele deve pagar uma corretagem, que pode variar de acordo com a instituição. Entretanto, muitas corretoras não cobram mais esse valor.

    Como funciona a corretagem?

    A corretagem nada mais é que um custo cobrado em operações financeiras de compra e venda de ativo. Desse modo, quando alguém investir na bolsa de valores, por exemplo, será comprado um custo de corretagem para realizar essa transação.

    A forma mais comum da corretora de valores receber sua remuneração é através da cobrança de um valor fixo por ordem. Funciona assim: sempre que você preencher uma ordem de compra ou venda através do seu Home Broker (internet) e essa ordem for executada, mesmo que parcialmente, será cobrado um valor fixo. Por exemplo, de R$ 5, R$ 10 ou R$ 15 .

    Ou seja, não importa o valor da ordem. Pode ser de R$ 100, R$ 10.000 ou R$ 100.000. O custo é idêntico.

    Porém, muitas corretoras já abaixaram os custos de corretagem, e algumas, inclusive, adotaram a política de corretagem zero em suas operações.

    Vale ressalta que, ainda existem taxas associadas aos investimentos, como os emolumentos, taxas que são pagas à B3.

    Quais os tipos de corretagem?

    Existem três tipos de corretagem, que são:

    • Fixa;
    • Variável;
    • Mista.

    Fixa

    Primeiramente, a forma mais comum da corretora de valores receber sua remuneração é através da cobrança de uma corretagem fixa por ordem.

    Por exemplo, quando um investidor realizar uma ordem de compra ou venda e essa ordem for executada, mesmo que parcialmente, será cobrado um valor fixo, independente do valor da transação.

    Além disso, esse valor irá depender da corretora que escolher e ainda costuma variar se a negociação for de ações ou fundos imobiliários.

    Esse valor irá depender da corretora que escolher e ainda costuma variar se a negociação for de ações ou fundos imobiliários. Para ações, por exemplo, podemos encontrar valores desde R$0,80 até mais de R$ 25 por ordem.

    Além disso, para fundos imobiliários existem corretoras que isentam o investidor dessa taxa. Outras, praticam o mesmo preço para o mercado de ações.

    Por fim, é importante lembrar que a corretagem vem caindo significativamente no Brasil, devido ao surgimento de diversas corretoras. Em um futuro próximo, talvez esse artigo nem faça mais sentido.

    Variável

    Se o investidor não quiser utilizar o Home Broker, e sim pedir para o corretor executar a ordem, então provavelmente o custo da operação seguirá a tabela Bovespa.

    Ou seja, a cobrança dependerá do volume negociado no dia e não do número de ordens. Na 1ª faixa, a cobrança é totalmente fixa, de R$ 2,70. A partir de R$ 135,08 existem o componente fixo e variável.

    Por exemplo, se alguém fizer em um mesmo dia uma ordem de R$ 150, ou 6 ordens de R$ 25, pagarei em ambos os casos 2% X R$ 150 = R$ 3,00.

    Na prática, é preciso fazer a conta se irá valer mais a pena realizar a ordem via Home Broker ou via assessor, com a corretagem variável.

    Entretanto, a tendência é de que essa tabela caia cada vez mais em desuso devido à redução nos valores fixos.

    Mista

    Por fim, vale mencionar que algumas corretoras, especialmente aquelas vinculadas aos grandes bancos, costumam cobrar uma parcela variável mesmo em operações realizadas via Home Broker.

    Sendo assim, o investidor deverá pagar tanto um custo fixo de corretagem quanto um valor proporcional, elevando assim os custos ao se investir. Essa é a corretagem mista.

    Qual o impacto da corretagem nos investimentos?

    Com o tempo, à medida que o investidor reinvista os dividendos seus aportes aumentarão e o custo de corretagem será diluído.

    Quem investe apenas R$ 50, por exemplo, pode pagar no máximo R$ 0,80 de corretagem para ações, ou seja, 1,6%. E com o tempo, a medida que o investidor reinvista os dividendos seus aportes aumentarão e essa despesa será diluída. Além disso, a medida que o próprio patrimônio valoriza, o efeito desse pedágio de entrada também será irrelevante.

    Para o investidor que investe a longo prazo e não fica negociando muito, não há por que se preocupar com esse custo.

    Além disso, à medida que o próprio patrimônio valoriza, o efeito desse pedágio de entrada também será irrelevante.

    No entanto, se o investidor não quiser pagar essa taxa, pode inclusive manter conta em mais de uma corretora para aproveitar a corretagem zero para ações e fundos imobiliários disponível em algumas instituições.

    Como pagar menos corretagem?

    Embora este seja um custo real para investir, existe muita preocupação, sobretudo dos investidores iniciantes, no impacto que essa despesa periódica terá na rentabilidade dos seus investimentos.

    Por isso, quem deseja começar a investir é interessante escolher corretoras de baixo custo de corretagem ou até corretagem zero.

    Portanto, é possível ficar isento desse custo escolhendo uma dessas inúmeras corretoras, de forma que não se gaste nada na hora de investir.

    Além disso, a redução dos custos de corretagem indicam um mercado mais competitivo, o que é benéfico para o investidor.

    Ainda possui dúvidas sobre corretagem? Comente abaixo!

    Rodrigo Wainberg
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Claudenir da Silva 29 de julho de 2020

      Obrigado pela matéria.

      Responder
    • Reinaldo Medeiros 28 de abril de 2021

      A XP investimento é uma boa corretora pra iniciar os investimentos?

      Responder