Acesso Rápido

    Conselho de administração: como funciona e qual sua importância?

    Conselho de administração: como funciona e qual sua importância?

    De fato, o conselho de administração é um órgão muito importante para qualquer empresa, sendo responsável por decisões estratégicas.

    Além disso, o conselho de administração é muito importante a ser considerado quando se pensa na governança corporativa de uma empresa.

    O que é o Conselho de Administração?

    O Conselho de Administração é um importante órgão de qualquer empresa, fazendo as principais deliberações e decisões estratégicas de um negócio. Além de agir conforme os interesses da instituição, o Conselho também é responsável pelo monitoramento da diretoria e realizar a ponte entre os diretores e sócios.

    Presente em empresas dos mais variados portes, o conselho de administração é um ente muito importante para a tomada de decisões estratégicas de uma companhia.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, de forma prática, pode-se dizer que o conselho de administração é um corpo de membros eleitos pela assembleia de acionistas.

    Eles que estão a cargo de supervisionar as atividades de uma empresa, sendo muito importante no que se refere à sua atuação.

    Sendo assim, importantes aspectos tais como o planejamento estratégico, alocações e estrutura de capital, além de algumas outras atividades são atribuições desse grupo.

    Dessa forma, como a função do conselho é ser o elo entre os sócios e a diretoria de uma empresa, então, pode-se dizer que esse grupo é o maior guardião da governança corporativa de um negócio.

    Como funciona o Conselho de Administração?

    Primeiramente, é preciso saber que o conselho de administração age como guardião da governança corporativa, monitorando as atividades da diretoria a fim de evitar excessos.

    Dessa forma, sua função é garantir uma boa estrutura de capital para a empresa, além de tomar decisões estratégicas, fato que altamente relevante para a companhia.

    Companhias de capital aberto sempre divulgam em seus relatórios a remuneração dos seus conselheiros, o que pode incluir salários, bônus, gratificações entre outros.

    Sendo assim, para a melhor compreensão dos acionistas, é muito importante que as empresas emitam relatórios de avaliação formal da qualidade do seu conselho. Esses relatórios teriam com base em critérios tais como frequência, assiduidade e participação.

    Por fim, o que é possível concluir é que um conselho de administração é um ente de extrema importância para os acionistas de uma empresa.

    Portanto, eleger uma equipe qualificada é muito importante para os bons resultados futuros de um negócio.

    Como é eleito o Conselho de Administração?

    De fato, a formatação desse conselho depende muito do estatuto da companhia. De modo geral, um conselho é formado por, no mínimo, cinco e, no máximo, 11 membros.

    Além disso, esse grupo de pessoas é formado por profissionais experientes na gestão de empresas, o que pode agregar muito na hora de pôr em pratica o seu papel.

    Por fim, é muito importante que nenhum conselheiro esteja envolvido em algum conflito de interesses, seja com a empresa ou com os acionistas.

    Sendo assim, a eleição de membros desse grupo se dá através de votação feita entre os sócios, justamente pelo fato do conselho ser representante dos acionistas.

    E-book: 10 livros que todo investidor deveria ler

    Conheça os 10 livros de investimentos e finanças mais importantes e amplie seus conhecimentos como investidor!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, para compor esse grupo, é necessário que os seus membros possuam valores, ética e integridades que estejam em linha com a cultura organizacional da companhia.

    Além disso, a experiência técnica na hora de saber tomar as melhores decisões é de extrema importância para um conselho que objetive a entrega de resultados com lucratividade.

    De fato, é importante ressaltar que existe a exigência legal para a formação de um conselho apenas nos casos de sociedade anônima (S.A.).

    Por fim, a remuneração desse grupo de pessoas pode variar bastante de empresa para empresa. Os principais critérios para a remuneração desse grupo são a presença, qualificação e experiência prática.

    Para que serve o Conselho de Administração?

    Primeiramente, vale notar que a principal função desse grupo de pessoas é manter a empresa em um direcionamento estratégico que vise melhores rentabilidades, maximizando os retornos dos investidores.

    Desse modo, é papel do conselho, monitorar as decisões feitas pelo corpo de diretores de uma companhia.

    Isso porque, por muitas vezes, esses últimos podem não estar totalmente alinhados com os objetivos de longo prazo de um negócio.

    Uma vez que isso acontece quando são estabelecidas remunerações para a diretoria de forma a estimular os ganhos de curto prazo, é preciso ter cuidado.

    Por exemplo: excessos de aquisições, visando um aumento fragilizado da receita que ocasionam, muitas vezes, em baixos resultados líquidos e crescimento da dívida.

    Além disso, também é papel dos conselheiros estimular a prática de tomada de decisões em grupo. Essa estratégia visa a descentralização das principais decisões em uma empresa.

    Muito embora o conselho administrativo em si não deva interferir em assuntos puramente operacionais, eles podem instituir códigos de conduta para toda a companhia.

    Ainda possui dúvidas sobre como funciona um conselho de administração? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Fernando Neto. 21 de maio de 2020

      Pelo exposto acima o conselho de administração é de vital importancia para uma empresa, e sua responsabilidade depende os bons resultados dela. Estes conselheiros são remunerados de acordo com a decisão da diretoria. A minha dúvida reside no fato de de
      eu ter sido convidado para participar do grupo de conselheiro de uma empresa, porem até que ponto eu estaria envolvido com meu
      patrimonio pessoal caso a empresa venha a não ter resultados satisfatorios. Por não fazer parte da folha de pagamento e sim de uma
      comissão sobre o lucro acordado em contrato a parte, quais os cuidado basicos que eu deveria ter. OBRIGADO.

      Responder
    • Ismael de Camargo Rosa 28 de outubro de 2020

      Represento a NASDAQ Petr4 mais que falta é Dinheiro…

      Responder