Acesso Rápido

    Onde conferir meus dividendos? Veja como saber datas e valores

    Onde conferir meus dividendos? Veja como saber datas e valores

    Uma parte relevante dos investidores da bolsa de valores iniciam seus investimentos na renda variável com o objetivo de adquirir renda passiva. Com isso, é de se esperar que o investidor se pergunte “onde conferir meus dividendos”.

    Isso acontece porque, de forma geral, nem todos os investidores ficam sabendo exatamente quando e o quanto seus investimentos renderão distribuições de proventos. Por isso, vale conferir os pontos abaixo para entender melhor sobre a melhor forma de onde conferir os meus dividendos.

    Onde conferir os meus dividendos?

    São inúmeros os estudos e backtests que comprovam a importância dos dividendos na rentabilidade dos investimentos ao longo do tempo, sendo fundamental o seu reinvestimento para potencializar o retorno de longo prazo. Mas onde conferir os meus dividendos?

    Essa informação é fundamental, já que grande parte dos investidores acabam se perdendo entre as datas e o montante distribuído por cada investimento. Afinal, nem sempre existe um padrão de regularidade de pagamento entre as empresas.

    Nesse sentido, por mais que alguns investimentos ou companhias específicas da bolsa possuam uma regularidade pré-definida — por exemplo, de distribuir os dividendos mensalmente ou trimestralmente —, outras simplesmente não possuem regras sobre isto.

    Dessa forma, os proventos desses investimentos podem vir uma vez ao ano, ao semestre ou até mesmo duas vezes em um único mês. Isto é, sem qualquer previsibilidade para o investidor.

    Assim, surge a necessidade de saber como conferir os proventos dos investimentos, sendo que eles podem ser creditados em forma de:

    Informações importantes sobre dividendos

    onde conferir os dividendos

    Antes de demonstrar as melhores formas de conferir os dividendos e outros tipos de proventos dos investimentos, é preciso saber quais são as informações que devem ser, de fato, conferidas. Afinal, os créditos recebidos pelos investidores possuem outras informações importantes a serem conhecidas.

    Portanto, abaixo algumas importantes informações sobre dividendos que vale a pena conferir ao acompanhar os proventos:

    Fonte pagadora

    A primeira informação que deve ser observada na hora de conferir os dividendos a serem recebidos é a fonte pagadora. Basicamente, é saber qual empresa ou investimento realizará a distribuição.

    Em um primeiro momento, essa informação pode parecer desnecessária. Contudo, em uma carteira de investimentos diversificada, com diversos ativos, esse conhecimento passa a ser mais relevante.

    Além disso, essa informação também será fundamental na hora de declarar os dividendos no imposto de renda. Isso porque a Receita Federal apresenta um campo de discriminação da fonte pagadora do provento na DIRPF – Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física.

    Forma de distribuição

    Além de conhecer a fonte pagadora, outra informação que deve ser observada ao conferir os proventos é saber qual foi ou qual será a forma de distribuição. Afinal, dependendo do tipo de crédito é possível haver, ou não, a retenção de IR (Imposto de renda) na fonte.

    Ainda, é preciso ressaltar que — assim como a fonte pagadora — a forma de distribuição também afetará a declaração anual de imposto de renda, que possui campos distintos para a declaração de cada forma de crédito recebido.

    Por fim, como foi colocado, a distribuição do provento pode ser realizada em forma de:

    • Dividendo: forma de distribuição de lucro por ação da bolsa, sem retenção de IR;
    • Juros sobre capital próprio (JCP): forma de distribuição de lucro por ação da bolsa, com retenção de 15% de IR;
    • Rendimento: forma de distribuição de proventos por cota de fundos imobiliários (FIIs), sem retenção de IR.

    Valor da distribuição

    Em sequência, não há como negar que outra informação fundamental de conferir os dividendos é saber qual o valor da distribuição. Isto é, quanto o investidor irá, de fato, receber em forma de proventos, seja qual for a forma de crédito.

    Basicamente, os investidores podem encontrar essa informação de três formas:

    • Total da distribuição: montante total que a fonte pagadora irá distribuir aos seus investidores;
    • Provento por ação/cota: montante que será recebido para cada unidade de ação ou cota do investimento;
    • Total do investidor: montante total que o investidor receberá, de acordo com o número de ações ou cotas detidas.

    Data-com e data-ex

    Outra informação fundamental a ser conhecida por aqueles que desejam acompanhar os proventos e conferir os dividendos é saber qual a data-ex e a data-com da distribuição. Isso porque são esses marcos temporais que vão determinar se o investidor tem direito ao provento, ou não.

    Nesse sentido, terão direito ao recebimento dos proventos todos os investidores que possuírem ações ou cotas de seus investimentos até a data-com, determinada pela fonte pagadora. Assim, o dividendo será recebido com base na posição de custódia encerrada ao final da data-com.

    Depois disso, a data-ex se inicia. Sendo que ela representa a data em que determinado investimento não dá mais o direito ao recebimento do provento. Em outras palavras, investir no ativo a partir da data-ex não confere direito ao crédito.

    Data de pagamento

    Por fim, mas não menos importante, está a informação dos proventos de quando será a data de pagamento. Ou seja, quando o investidor irá, de fato, receber os proventos anunciados pela fonte pagadora em sua conta da corretora.

    Meus dividendos: como conferir datas e valores?

    onde conferir os dividendos

    Depois de conhecer as informações mais importantes de uma distribuição de proventos, obviamente os investidores precisam saber como, de fato, acompanhar esses dados.

    As melhores opções para conferir os dividendos são as seguintes:

    • CEI (Canal Eletrônico do Investidor);
    • Corretora de valores;
    • Sites e aplicativos de investimentos.

    1. CEI (Canal Eletrônico do Investidor)

    Sem dúvida a melhor forma de onde conferir os dividendos é pelo CEI (Canal Eletrônico do Investidor). Basicamente, esta é uma plataforma disponibilizada pela bolsa brasileira, a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) que apresenta algumas informações de cada investidor, entre elas:

    • Carteira de ativos de renda variável;
    • Derivativos do investidor;
    • Títulos do Tesouro Direto;
    • Proventos provisionados e pagos;
    • Extratos dos investimentos por instituição.

    Entre as informações disponíveis no CEI, uma das mais importantes é aquela que se refere aos proventos provisionados e pagos. Ou seja, quais são os proventos que o investidor possui direito e que receberá no futuro e quais que já foram creditados.

    Para conferir os dividendos pelo CEI e todas as informações das distribuições, basta o investidor acessar o site do Canal Eletrônico do Investidor, preenchendo seu CPF e senha. Após isto, basta acessar a aba proventos, conforme abaixo:

    onde conferir os dividendos

    2. Corretora de valores

    Outra opção de acompanhar os proventos e saber quando o dividendo será pago é por meio da corretora de valores. Isto porque algumas dessas instituições podem utilizar das informações de custódia de ativos do investidor para compilar as datas e os valores de pagamento.

    No entanto, caso o investidor tenha investimentos em mais de uma instituição financeira, essa forma de acompanhamento pode se tornar falha. Afinal, muitos podem desejar conferir os proventos de forma consolidada. Isto é, acompanhar as distribuições totais, levando em conta todos os ativos da carteira.

    3. Sites e aplicativos de investimentos

    Por fim, outra forma interessante de conferir os proventos é por meio de sites e aplicativos de investimentos. Inclusive, esta pode ser uma forma até mais adequada do que acompanhar pelo Canal Eletrônico do Investidor ou pela corretora.

    Isso porque esses sites basicamente importam a informação dos proventos por meio do acesso ao CEI do investidor. Sendo que para isto é necessário, obviamente, informar o CPF de login e a senha de acesso para importação.

    Com essa informação, os aplicativos são capazes de coletar as informações disponibilizadas no CEI de maneira consolidada. Ou seja, levando em conta todas as instituições onde o investidor possui ativos.

    Assim, conseguem também apresentar essas informações de forma mais interativa e “user friendly” para o usuário. Em outras palavras, as interfaces podem oferecer mais funcionalidades que o CEI, apresentando gráficos de acompanhamento de proventos recebidos e calendários mais completos.

    E então, conseguimos responder a sua dúvida de onde conferir os meus dividendos e demais proventos? Deixe abaixo sua opinião e comentários.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *