Acesso Rápido

    Commodities agrícolas: entenda o que são e como investir

    Commodities agrícolas: entenda o que são e como investir

    Commodities agrícolas são muito importantes no Brasil. Por isso, é preciso entender quais são os seus atributos e a razão de sua importância.

    Commodities agrícolas são ativos em que muitos investidores colocam parte de seu caixa no Brasil, principalmente porque o país é um grande produtor das mesmas.

    O que são commodities agrícolas?

    Commodities agrícolas são produtos que resultam da prática agropecuária, assim, tendo baixa correlação com o setor da indústria. Na análise econômica, essa expressão é utilizada para caracterizar produtos de origem primária.

    Portanto, são produtos que chamam a atenção de grandes investidores sendo que os preços e a demanda costumam variar.

    É interessante ressaltar que as commodities são negociadas na bolsa de valores e seus preços são definidos a nível internacional. Além das commodities agrícolas, existem mais três tipos:

    • Commodities financeiras – Dólar, euro, libra, real, títulos públicos do governo federal, etc.
    • Commodities minerais – Petróleo, ouro, prata, alumínio, níquel, gás natural, etanol, etc.
    • Commodities ambientais – Englobam diversos recursos naturais como a água, madeira, créditos de carbono, energia, etc.

    Commodities agrícolas no Brasil

    O Brasil é um país que produz e exporta diversas commodities. Destacam-se as commodities minerais, agrícolas e ambientais.

    Deste modo, as commodities agrícolas no Brasil têm crescido exponencialmente nos últimos anos, sendo um grande produtor e exportador. Esses produtos são muito importantes para a balança comercial do país.

    Nesse sentido, as principais commodities agrícolas produzidas e exportadas por nosso país são: café, suco de laranja, soja e milho.

    Elas são destaque tanto no cenário econômico interno quanto no cenário internacional, sendo uma das razões que têm feito do Brasil um dos maiores exportadores de alimentos do mundo.

    Portanto, fica clara a sua importância para a economia brasileira, apelidada muitos como o celeiro do mundo.

    Cotação das commodities agrícolas na Bovespa

    A Bovespa mostra em seu site na rede mundial diariamente as principais notícias referentes a esse mercado.

    Deste modo, destacam-se aqueles de mais influência no momento para os negócios.

    Entretanto, a cotação das commodities agrícolas na Bovespa tem como as principais mercadorias em destaque abaixo: açúcar cristal; boi gordo; café arábica; milho; soja. Mas esses são apenas alguns exemplos de commodities agrícolas.

    É possível negociar esses ativos no ambiente da bolsa de valores, de forma que o investidor ganhe uma rentabilidade em cima de sua valorização. No entanto,

    Assim, compreende-se que, as commodities agrícolas tem um grande influxo na economia nacional brasileira, podendo ser um dos principais métodos de captação de recursos para o governo e a sociedade.

    Como funciona o mercado de commodities agrícolas?

    Entretanto, se por um lado o país se beneficia com as mercadorias, por outro o torna dependente dos preços estabelecidos internacionalmente.

    Mas, quando há alta demanda internacional, o preço commodities agrícolas sobe e as empresas produtoras lucram muito.

    Diante disso, num quadro de recessão mundial, as commodities se desvalorizam, prejudicando os ganhos.

    Neste contexto, devemos destacar que, mesmo que as commodities tenham um grande impacto na economia do Brasil, o país fica à mercê da oscilação dos valores e demandas desses produtos no mercado mundial.

    Ou seja, o lucro pode ser grande quando o mercado está com preços favoráveis. Mas, por outro lado, isso pode afetar consideravelmente a economia do país.

    Esse fato explica porque em tempos menos favoráveis os preços de alguns produtos sobem bastante.

    Mesmo o país produzindo esses produtos, quando o valor e a demanda sobem no mercado mundial, a economia interna sofre afetação e quem sofre mais são os consumidores.

    Dessa forma, quando ocorre uma crise mundial, os lucros das empresas sofrem alteração, resultado esse da desvalorização das commodities no mercado internacional.

    Qual a importância das commodities agrícolas?

    Não há como negar que a importância das commodities agrícolas para economia global é fundamental, pois é graças a ela que bilhões de pessoas têm seus alimentos.

    Em primeiro lugar, uma commodity agrícola, como boi, milho e café têm uso diário na alimentação de pessoas ao redor de todo o mundo, sendo indispensáveis para a manutenção da vida das pessoas.

    Além disso, essas commodities têm uso como base na confecção de produtos industrializados do setor alimentício – além de terem uso em outras indústrias, como a de cosméticos, farmacêutica, de roupas, etc.

    Ou seja: elas são importantes tanto para atividades mais básicas da economia quanto para atividades voltadas à industrialização.

    Portanto, sem as commodities agrícolas, não haveria comércio internacional, pois não seria possível alimentar as bilhões de pessoas ao redor do planeta.

    Isso  mostra como esse setor é fundamental para que todos os outros setores econômicos existam, pois dele depende toda a vida humana.

    Como investir em commodities agrícolas?

    Para investir em commodities agrícolas, é possível adquirir contratos futuros, que nada mais são do que contratos atrelados ao preço dessas commodities.

    Assim, caso o investidor adquira contratos de boi gordo ou milho, por exemplo, estará exposto à cotação commodities no mercado internacional.

    Dessa forma, se a commodity subir de preço, ele pode ganhar uma quantia interessante de dinheiro com esse contrato.

    Além disso, é possível investir de uma forma um pouco menos arriscada nesse setor: através de companhias agrícolas na bolsa de valores.

    Por exemplo: empresas como Brasil Agro (código de negociação AGRO3), Kepler Weber (código de negociação KEPL3) e outras estão associadas às commodities – ainda que indiretamente.

    Não é um investimento direto nas commodities em si, mas é uma forma de investir que pode ser mais segura, se pensada como estratégia de longo prazo.

    Por fim, é possível investir indiretamente através de CRAs e LCAs, ativos de renda fixa atrelados ao setor agrícola.

    Quais são as vantagens de investir em commodities agrícolas?

    Algumas pessoas, vendo empresas de tecnologia, podem descartar setores mais básicos da economia como o de commodities agrícolas, mas elas podem ser boas fontes de investimentos.

    Primeiramente, esse é um setor perene, uma vez que a necessidade das pessoas de se alimentarem nunca acabará. Portanto, é um investimento que durará para sempre.

    Em segundo lugar, o preço das commodities é definido pelo mercado externo, de forma que investir nelas é investir em preços atrelados a moedas mais fortes, como dólar e ouro.

    Em terceiro lugar, esse tipo de investimento cabe no perfil de risco de qualquer investidor, que pode optar por ativos de renda fixa (LCA, CRA), renda variável (ações de empresas agrícolas) e derivativos (através dos contratos futuros) para investir nesse setor.

    Você ainda tem mais alguma dúvida a respeito das commodities agrícolas e sua importância no mercado global? Comente abaixo para que possamos te ajudar.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    3 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Ilario Neto 17 de março de 2020

      O q vc acha do caroço de algodao esse ano ???.

      Responder
      • Suno Research 17 de março de 2020

        Boa noite, Ilario! Por determinações da CVM, não somos permitidos a responder tal pergunta.

        Responder
    • Maria Izabel 30 de julho de 2020

      Olá!Você poderia esclarecer minha dúvida?
      Podemos definir as commodities como culturas produzidas por quais tipos de agricultura e agricultores?

      Responder