Acesso Rápido

    Ciclo de vida de um produto: saiba como funciona essa metodologia

    Ciclo de vida de um produto: saiba como funciona essa metodologia

    O ciclo de vida de um produto é um modelo de negócio usado para análise e criação de um produto ou marca. Além disso, costuma ser usado para estudar os custos de produção de algo.

    Também é conhecido como CVP, o ciclo de vida de um produto é uma técnica importante para qualquer indústria que queria entender e melhorar seus processos e sua estrutura como negócio.

    O que é o ciclo de vida de um produto?

    A análise de ciclo de vida de um produto é um modelo, dividido em fases, que contempla o histórico de vida completo de um produto, indo desde o seu lançamento até a retirada deste item do mercado.

    Com isso, através de um planejamento bem feito do CVP, é possível construir as melhores estratégias de marketing e impulsionar as vendas do mesmo

    O CVP é dividido em quatro fases principais. As fases do ciclo de vida de um produto são as seguintes:

    • Introdução do produto;
    • Crescimento do produto;
    • Maturidade do produto;
    • Declínio do produto.

    O modelo do CVP é um conceito que apresenta as diferentes fases que um item passa. Semelhante com as fases biológicas.

    O conceito é utilizado para se estudar o processos. Além disso, permite uma determina empresa saber quando deve substituir um determinado produto, investir mais em publicidade, diminuir os preços, diversificar ou até mesmo retirar ou substituir um item do mercado.

    Vantagens do CVP

    O modelo de ciclo de vida de um produto permite que um negócio identifique os padrões que um produto segue. Além disso, por ser uma metodologia padrão e usada em toda indústria, há vantagens como:

    1. Garante melhores resultados;
    2. Permite estudar os custos de produção;
    3. Ajuda a aumentar as margens de lucro;
    4. Permite estudos de como aplicar inovações em produtos.

    Análise do ciclo de vida do produto

    O CVP é baseado nas fases biológicas, e assim como qualquer ser vivo, um produto morre em algum momento. No ciclo de vida de um produto essa fase é conhecida como declínio. Outra característica é que as fases do CVP não tem uma tempo específico cada. Isso é, cada item tem um comportamento diferente.

    Isso acontece porque o tempo de duração de cada uma das fases varia de acordo com o mercado. Ou seja, determinados produtos podem demorar para entrar na fase de declínio, enquanto alguns entram nesta etapa poucos meses após o lançamento.

    Um dos fatores que pode influenciar na duração dessas fases é o quão inovador este produto ou serviço é. Por exemplo, uma marca que lance um produto com grandes diferenciais que os concorrentes não possuam tende a demorar mais para entrar na fase de declínio.

    Além disso, determinados produtos precisam de ações específicas em determinadas etapas. Um outro exemplo, é de uma empresa nova que ofereça um serviço pouco conhecido ou de uma área pouco explorada.

    Assim, esse produto ou serviço tende a necessitar de mais ações e estratégias de marketing na fase de introdução.

    Ciclo de vida de um produto e a matriz BCG

    A matriz BCG é uma metodologia semelhante usada para análises de portfólios de investimentos. Criada em 1970, o modelo se consagrou pela facilidade de ajudar investidores a melhorarem suas carteiras. Isso porque o modelo prioriza aquilo com maior lucratividade.

    Em resumo, o ciclo de vida de um produto é uma técnica de análise dos quatro ciclos de um produto. O conceito ajuda a estudar os processos de lançamento até a retirada de um item ou serviço do mercado.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *