Acesso Rápido

    Ajuste dólar: saiba como funciona o ajuste dos contratos de dólar na bolsa

    Ajuste dólar: saiba como funciona o ajuste dos contratos de dólar na bolsa
    ajuste-dolar

    Quem opera no mercado de contratos futuros na Bolsa de Valores se depara frequentemente com o termo “ajuste dólar”. Esse termo se refere a um mecanismo que atua diariamente no pregão.

    O Mercado Futuro tem um sistema automático que equaliza posições após o fim de cada pregão: é o ajuste diário. Logo, desse ajuste diário, temos o ajuste dólar, que serve para alinhar financeiramente as contratos envolvendo a moeda americana no final do dia.

    O que é ajuste dólar?

    O ajuste dólar é um acerto financeiro feito diariamente para os contratos futuros de dólar comercial, na modalidade crédito ou débito. O ajuste é feito diretamente na conta do investidor na corretora.

    O ajuste diário do dólar comercial tem como referência o preço de ajuste do pregão do dia. Tal preço de ajuste é diariamente divulgado pela Bolsa.

    Logo, ao fim do pregão, a Bolsa define os investidores que obtiveram lucros ou prejuízos, conforme suas posições.

    Como é feito o ajuste dólar?

    Após o final do pregão, o sistema da bolsa realiza o ajuste e apura qual é o saldo final diário de cada investidor que realizou operações no dia. Dessa forma, os recursos são transferidos de forma automática, da seguinte maneira:

    1. Débito na conta dos investidores que tiveram prejuízo;
    2. Crédito na conta dos investidores que tiveram lucro.

    Portanto, investidores que tiveram lucros recebem o dinheiro em sua própria conta, o qual fica disponível no próximo dia útil e pode ser utilizado para qualquer finalidade.

    Por outro lado, os investidores que tiveram prejuízo terão os valores perdidos debitados no saldo de sua conta.

    O que acontece se uma conta ficar com saldo insuficiente depois do ajuste?

    Após o ajuste, caso o saldo de uma conta seja insuficiente, o investidor deve mandar o capital para cobrir o ajuste negativo diretamente para sua conta na corretora.

    Assim, se o investidor não pagar o ajuste diário, é registrado como inadimplente pela B3 e suas garantias são executadas, ficando impedido de negociar até quitar suas dívidas.

    Entretanto, vale lembrar que, a fim de resguardar investidores e corretoras, a Bolsa de Valores tem uma lista de inadimplência na qual constam os nomes dos investidores negativados. Esta lista é enviada a todas as corretoras.

    Demais ajustes diários da B3

    ajuste dólar

    Além do ajuste dólar, diversos outros valores e moedas que possuem contratos negociados na bolsa são ajustadas diariamente. Alguns deles são:

    • AFS – Mercado Futuro;
    • AUD – Fólar Comercial australiano;
    • AUS – Futuro;
    • BGI – Boi gordo;
    • CAD – Dólar comercial canadense;
    • CCM – Milho;
    • CNY – Iuan;
    • DOL – Dólar comercial;
    • EUR – Euro;
    • GBR – Futuro;
    • HSI – Contrato Futuro de Índice Hang Seng;
    • NZD – Dólar da Nova Zelândia;
    • OZ1 – Ouro 250g;
    • SFI – Soja financeira;
    • WDO – Dólar;
    • WSP – S&P 500.

    Por que o ajuste dólar é feito?

    ajuste de dólar é feito para equalizar das posições no mercado financeiro ao final de cada dia de negociação.

    Dessa forma, o ajuste diário possibilita um maior nível de alavancagem, podendo o investidor movimentar quantias mais elevadas no Mercado Futuro.

    O ajuste dólar é feito em operações que envolva a moeda americana. Entretanto, existem outras maneiras menos arriscadas de se investir em ativos no exterior. Para saber mais, baixe gratuitamente nosso Ebook Investindo no Exterior e descubra como encontrar as melhores oportunidades no mercado internacional.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *