Acesso Rápido

    XFIX11: conheça o ETF do mercado de fundos imobiliários

    XFIX11: conheça o ETF do mercado de fundos imobiliários

    Os ETFs vem ganhando cada vez mais espaço no mercado financeiro brasileiro. Assim como o BOVA11, que replica o principal índice de ações B3, surgiu recentemente um ETF para o mercado de fundos imobiliários: o XFIX11.

    Por isso, para quem se interessa por esse tipo de ativo, é muito válido conhecer o XFIX11, entender como funciona e quais as vantagens de investir neste ETF da XP Investimentos.

    O que é o XFIX11?

    Lançado no fim de 2020, o XFIX11 é o primeiro ETF de FIIs do Brasil, com o principal objetivo de replicar o rendimento do IFIX (Índice Fundos de Investimento Imobiliário ), um dos principais índices de fundos imobiliários do mercado brasileiro.

    Portanto, ao seguir o IFIX, o XFIX11 retorna para o seu investidor o retorno médio ponderado do mercado de fundos imobiliários segundo o IFIX.

    Assim como o XFIX11, existem vários outros ETFs no Brasil, como o BOVA11 e o SMAL11, no entanto, esses fundos perseguem índices distintos.

    Como funciona o XFIX11?

    Assim como os demais fundos, o ETF de fundos imobiliários da XP requer um valor mínimo para investimento de apenas uma cota do fundo.

    Após adquirir a cota do fundo, o investidor pode obter retornos com ele apenas com a valorização do ETF, ressaltando que o XFIX11 não paga dividendos mensais como os fundos imobiliários tradicionais.

    Além disso, para a administrar o fundo, é cobrada uma taxa de administração de 0,30% ao ano

    Qual a composição do XFIX11?

    Como o XFIX11 busca replicar o rendimento do IFIX, é natural que a composição do ETF replique a formação da carteira teórica do índice de fundos imobiliários.

    A composição é realizada de forma quantitativa. Portanto, fundos com maior liquidez, valor de mercado e volume de transação tendem, naturalmente, a possuir um maior impacto sobre as variações no valor do índice e, consequentemente, do ETF.

    Atualmente, o XFIX11 possui cerca de 80 ativos em sua carteira. Os ativos que compõem o XFIX11 são:

    • KNIP11 (Kinea Índice de Preços);
    • KNRI11 (Kinea Renda Imobiliária);
    • KNCR11 (Kinea Rendimentos Imobiliários);
    • HGLG11 (CSHG Logística)
    • XPLG11 (XP Log)
    • IRDM11 (Iridium Recebíveis Imobiliários)
    • MXRF11 (Maxi Renda)
    • BCFF11 (BTG Pactual Fundo de Fundos)
    • HGRU11 (CSHG Renda Urbana)
    • BRCR11 (BTG Pactual Corporate Office)
    • HFOF11 (Hedge Top FOFII 3)
    • HGBS11 (Hedge Brasil Shopping)
    • XPML11 (XP Malls FII)
    • JSRE11 (JS Real Estate Multigestão)
    • BBPO11 (BB Progressivo II)
    • CPTS11 (Capitania Securities II)
    • VILG11 (Vinci Logística)
    • HGRE11 (CSHG Real Estate)
    • BRCO11 (Bresco Logística)
    • VISC11 (Vinci Shopping Centers)
    • BTLG11 (BTG Pactual Logística)
    • RECR11 (REC Recebíveis Imobiliários)
    • HSML11 (HSI Mall)
    • LVBI11 (VBI Logístico)
    • HGCR11 (CSHG Recebíveis Imobiliários)
    • HCTR11 (Hectare CE FII)
    • GTWR11 (Green Towers)
    • KNHY11 (Kinea High Yield CRI)
    • RBVA11 (Rio Bravo Renda Varejo)
    • RBRF11 (RBR Alpha Multiestratégia Real Estate)
    • VRTA11 (Fator Verita)
    • RBRP11 (RBR Properties)
    • GGRC11 (GGR Covepi Renda)
    • ABCP11 (Grand Plaza Shopping)
    • TGAR11 (TG Ativo Real)
    • PVBI11 (VBI Prime Properties)
    • MCCI11 (Mauá Capital Recebíveis Imobiliários)
    • RECT11 (UBS (BR) Office)
    • VINO11 (Vinci Offices)
    • MGFF11 (Mogno Fundo de Fundos)
    • RBRR11 (RBR Rendimento High Grade)
    • XPIN11 (XP Industrial)
    • MALL11 (Malls Brasil Plural)
    • HABT11 (Habitat II FII)
    • XPCI11 (XP Crédito Imobiliário)
    • SDIL11 (SDI Logística Rio)
    • VCJR11 (Vectis Juros Real)
    • MFII11 (Mérito Desenvolvimento Imobiliário)
    • TRXF11 (TRX Real Estate)
    • CVBI11 (VBI CRI)
    • RCRB11 (Rio Bravo Renda Corporativa)
    • ALZR11 (Alianza Trust Renda Imobiliária)
    • SARE11 (Santander Renda de Alugueis)
    • XPPR11 (XP Proprieties)
    • BCRI11 (Banestes Recebíveis Imobiliários)
    • BARI11 (Barigui Rendimento Imobiliários I)
    • PATL11 (Pátria Logística)
    • BTCR11 (BTG Pactual Crédito Imobiliário)
    • VGIR11 (Valora RE III)
    • KFOF11 (Kinea FII)
    • XPSF11 (XP Selection Fundo de Fundos)
    • VGIP11 (Valora CRI Índice de Preço)
    • BCIA11 (Bradesco Carteira Imobiliária Ativa)
    • HGPO11 (CSHG Prime Offices)
    • FIIB11 (Industrial do Brasil)
    • OUJP11 (OURINVEST JPP)
    • BPFF11 (Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos)
    • TEPP11 (Tellus Properties)
    • CPFF11 (Capitania Reit FoF)
    • RBED11 (Rio Bravo Renda Educacional)
    • BBFI11B (BB Progressivo)
    • TORD11 (Tordesilhas EI FII)
    • QAGR11 (Quasar Agro)
    • HGFF11 (CSHG Imobiliário FOF)
    • SADI11 (Santander Papeis Imobiliários CDI)
    • RBFF11 (Rio Bravo IFIX)
    • PATC11 (Pátria Edifícios Corporativos)
    • VTLT11 (Votorantim Logística)
    • PLCR11 (Plural Recebíveis)
    • FLMA11 (Continental Square Faria Lima)
    • OULG11 (Ourinvest Logistica)
    • RNGO11 (Rio Negro)
    • FIGS11 (General Shopping Ativo e Renda)
    • SPTW11 (SP Downtown)
    • RVBI11 (VBI REITS FOF)
    • HTMX11 (Hotel Maxinvest)

    Vantagens do XFIX11

    Para quem está conhecendo o XFIX11, ou até mesmo a opção de investir em ETFs, é válido estudar as vantagens relacionadas ao investimento no ativo em questão.

    Entre as principais vantagens do XFIX11, é possível listar:

    • Diversificação;
    • Introdução ao mercado de FIIs.

    Diversificação

    Um dos pontos em comum entre as vantagens dos ETFs em geral é a diversificação intrínseca ao ativo.

    No caso do XFIX11, existe uma vasta diversificação entre os ativos que compõem o mercado de fundos imobiliários nacional.

    Essa característica é muito interessante para o investidor que está começando e não quer se expor totalmente ao risco.

    Introdução ao mercado de FIIs

    Para quem quer começar a investir em FIIs, mas ainda não tem o conhecimento suficiente para escolher ativamente fundos para compor sua carteira, o ETF pode ser uma opção.

    Vale a pena investir no XFIX11?

    A diversificação, simplicidade e praticidade são características muito favoráveis para o investimento no ETF XFIX11.

    Contudo, a ausência da análise fundamentalista dos ativos que compõem a carteira do investidor compromete o potencial retorno no mercado de FIIs.

    Além disso, muitos especialistas argumentam que o IFIX é um índice um pouco desatualizado em relação a modernização da indústria de FIIS.

    Por isso, o ideal é que, ao longo da jornada do investidor, vão sendo desenvolvidos os conhecimentos necessários para escolher ativamente fundos e ações para a carteira de investimento.

    Assim, é possível obter retornos acima da média do mercado e sem o custo relacionado a taxa de administração de fundos.

    Esse artigo te ajudou a entender o XFIX11? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *