Acesso Rápido

    Títulos de renda fixa: entenda o que são e como funcionam

    Títulos de renda fixa: entenda o que são e como funcionam

    Há basicamente duas modalidades de investimento no mercado financeiro. Uma delas é em títulos de renda variável, e outra em títulos de renda fixa.

    Dessa forma, o investidor que deseja ter menos volatilidade sobre seus investimentos costuma procurar títulos de renda fixa para investir o seu dinheiro.

    O que são títulos de renda fixa?

    Títulos de renda fixa são papéis de investimento onde existe uma taxa fixa definida no momento da aplicação de investimento.

    Normalmente esses títulos são considerados investimentos seguros que possuem menos risco, porém também oferecem um retorno menor.

    Minicurso: Investindo no Tesouro Direto

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito e aprenda os principais conceitos sobre o Tesouro Direto para quem quer começar a investir!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Esses títulos costumam ser indicados para investidores iniciantes que estão dando os primeiros passos no mundos dos investimentos.

    Como funciona a renda fixa?

    Em linhas gerais, ao adquirir um título de renda fixa, o investidor está emprestando dinheiro para uma determinada instituição financeira ou uma companhia de capital aberto.

    Dessa forma, a instituição paga uma determinada rentabilidade ao investidor por esse empréstimo. A rentabilidade geralmente é definida no momento da compra.

    Com o valor captado, a instituição pode usar o capital para as mais variadas finalidades como investimentos no agronegócio, setor imobiliário ou até mesmo para fortalecer o caixa interno.

    Quer aprender a investir no Tesouro Direto? Então faça o nosso minicurso sobre o Tesouro Direto.

    Quais investimentos de renda fixa existem?

    Existe no mercado alguns principais títulos de renda fixa. São exemplos de títulos de renda fixa:

    • Tesouro Direto;
    • CDB;
    • LCI e LCA;
    • Letra de Câmbio;
    • CRI e CRA;
    • Debêntures.

    Dessa forma, cada um desses títulos possui as suas próprias peculiaridades. Por exemplo, os títulos pós-fixados do CDB podem ter sua rentabilidade ancorada no CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

    Já o Tesouro Direto pós-fixado pode ter a sua rentabilidade ancorada na Taxa Selic que é a taxa básica de juros da economia.

    Portanto, pode haver uma variação da rentabilidade de um título de renda fixa para outro, mas todos se enquadram na mesma modalidade.

    Título de renda fixa e inflação

    Os títulos de renda fixa por possuírem uma rentabilidade geralmente pré estabelecida podem em algum momento apresentar uma rentabilidade inferior à inflação.

    Só para ilustrar, um título CDB com rentabilidade de 100% do CDI, terá uma rentabilidade aproximada de 2% no ano de 2020.

    Porém, a inflação registrada deverá ser superior a 3%. Isso quer dizer que ao final do período, o investidor irá perder poder de compra, mesmo com a rentabilidade obtida.

    No entanto, isso pode variar de ano para ano, e depende muito das decisões macroeconômicas que são tomadas sobre a economia.

    Quem pode emitir títulos de renda fixa?

    Os títulos de renda fixa, diferente da renda variável, não são negociados na Bolsa de Valores.

    Portanto, eles podem ser emitidos por instituições financeiras, privadas ou públicas, como no caso bancos privados, financeiras, fintechs ou então bancos estatais.

    No caso dos títulos do Tesouro Direto, eles são emitidos pelo próprio governo, e podem ser adquiridos por meio de corretoras credenciadas.

    Foi possível entender o que são títulos de renda fixa? Deixe o seu comentário, sugestão e compartilhe esta matéria com seus amigos nas redes sociais.

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *