Acesso Rápido

    Taxa de investimento: o que é e como impacta nas aplicações financeiras?

    Taxa de investimento: o que é e como impacta nas aplicações financeiras?

    Tanto quem investe em renda fixa quanto quem investe em renda variável precisa estar familiarizado com a cobrança de taxa de investimento.

    Afinal, independente do tipo de aplicação financeira, é comum haver alguma taxa de investimento embutida. Por isso, é importante quais são e como elas impactam nos investimentos.

    O que é Taxa de investimento?

    Taxa de investimento é uma tarifa cobrada em grande parte dos ativos financeiros disponíveis no mercado.

    Essas taxas normalmente variam de corretora para corretora, porém também podem variar de um determinado tipo de investimento para outro ou conforme o prazo da aplicação.

    Quais são as principais taxas de investimento?

    Existem diversas tarifas que incidem sobre os investimentos, sendo esse inclusive, um dos fatores determinantes no momento de investir. Dentre as principais taxas de investimento estão:

    • Taxa de Administração;
    • Corretagem;
    • Taxa de custódia;
    • Taxa de Performance;
    • Emolumentos;
    • Taxa de carregamento.

    Taxa de Administração

    A taxa de administração é uma tarifa de investimento cobrada pelos serviços prestados por uma corretora ou banco para gerir um determinado tipo de fundo.

    Essa é uma taxa comumente cobrada em fundos de investimento nos quais existem um gestor responsável pela administração e desempenho do fundo.

    Além disso, a taxa de administração também costuma incidir sobre fundos de renda fixa como CDB, LCI, LCA e até mesmo no tesouro direto.

    Corretagem

    A taxa de corretagem é uma taxa cobrada normalmente em investimentos feitos em ações na Bolsa de Valores. O valor cobrado pode ser fixo, ou a cada nova ordem de compra e venda.

    Essa é uma taxa que costuma variar de corretora para corretora, sendo que algumas costumam cobrar valores fixos enquanto outras cobram um percentual.

    A pesquisa antes de investir pode, inclusive, fazer uma grande diferença na rentabilidade do investidor, uma vez que as taxas de corretagem costumam variar bastante.

    Taxa de custódia

    A taxa de custódia é uma taxa cobrada pela B3 para ajudar a arcar com os custos referentes à guarda de títulos e movimentação de cada conta.

    Essa taxa incide de forma igual para bancos e corretoras, e é paga sempre nos primeiros dias úteis de janeiro e de julho.

    Algumas instituições financeiras, para atrair os investidores costumam isentá-los dela, proporcionando uma maior rentabilidade para eles.

    Taxa de performance

    A taxa de performance funciona como uma espécie de prêmio para o gestor de um fundo pelo seu desempenho. É uma espécie de pagamento quando o rendimento é acima do esperado.

    Emolumentos

    Essa também é uma taxa cobrada pela B3 que incide em cada operação de compra e venda de ativos na Bolsa de Valores.

    Os emolumentos podem variar dependendo do tipo de operação, ativo, investidor e até mesmo do valor que está sendo investido.

    Taxa de carregamento

    Por fim, a taxa de carregamento é um tipo de taxa bastante comum nas aplicações de previdência privada e nos fundos de investimentos.

    Esse é um tipo de taxa dada em percentual, e por isso, sempre que um investidor coloca uma determinada quantia em um investimento, ela é cobrada.

    Existem casos em que a taxa de carregamento pode ser cobrada quando há uma portabilidade ou então resgate do valor aplicado.

    Foi possível entender o que é taxa de investimento? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *