Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Energias do Brasil (ENBR3) divulga lucro de R$ 237 milhões e comunica nova política de dividendos e recompra de ações

    Radar do Mercado: Energias do Brasil (ENBR3) divulga lucro de R$ 237 milhões e comunica nova política de dividendos e recompra de ações

    A Energias do Brasil (ENBR3) reportou Lucro Líquido de R$ 237 milhões no 2T20, um aumento de 25,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.

    Já seu EBITDA atingiu R$ 586 milhões, um crescimento de 5,4% se comparado com o 2T19. Por outro lado, a Receita Líquida consolidada somou R$ 2,6 bilhões, uma queda de 2,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

    No segmento Distribuição, o volume de energia distribuída apresentou uma redução de 11,6%, se comparado com o ano anterior, em consequência das medidas de prevenção e de distanciamento social do país, que resultaram na contração da produção industrial e na redução da atividade comercial.

    Em contrapartida, no segmento Transmissão, apesar da paralisação temporária das obras, a companhia conseguiu retomar os trabalhos no início de junho, registrando avanços importantes na conclusão das obras.

    Nesse contexto, já em 1º de junho, todas as obras de transmissão que haviam sido paralisadas em razão da pandemia foram retomadas sem alteração significativa dos cronogramas previstos juntos à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

    E-book: Investindo para Aposentadoria

    Construa a sua aposentadoria! Aprenda como gerar renda passiva para garantir o seu futuro investindo nos melhores ativos do mercado.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Além disso, em 6 de agosto, a Aneel homologou o Reajuste Tarifário Anual da EDP Espírito Santo. O efeito médio percebido pelo consumidor foi de 8,02%, sendo 10,32% para as unidades atendidas em alta e média tensão e 7,05% para as de baixa tensão.

    A companhia comunicou, ainda, a criação de uma política indicativa de distribuição futura de dividendos e juros sobre capital próprio.

    Assim, as premissas adotadas para a futura distribuição de proventos correspondem ao maior valor entre as seguintes alternativas:

    a) 25% do lucro líquido reportado no ano contábil.

    b) 50% do lucro líquido ajustado.

    c) R$ 1 para cada ação da companhia.

    Por fim, a empresa anunciou um programa de recompra de ações, a partir do qual poderá adquirir até 24,8 milhões de ações ordinárias da companhia, com prazo para realização de até 18 meses.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *