Acesso Rápido

    Mercado à vista: o que é e como funciona as operações?

    Mercado à vista: o que é e como funciona as operações?

    Na grande maioria das vezes, o mercado à vista é o mais indicado para aqueles que querem saber como começar a investir, principalmente quando se trata da renda variável.

    Afinal, o mercado à vista é o mais popular entre os investidores da bolsa, funcionando de forma relativamente mais simplificada que os demais mercados.

    O que é o mercado à vista?

    O mercado à vista representa as operações de compra e venda de ações aos preços determinados através da oferta e demanda do momento.

    Assim como no mercado de bens e serviços, no universo financeiro é possível adquirir ativos sem pagar e/ou receber a prazo através do mercado à vista.

    No mercado à vista o que determina o preço de uma ação é justamente a quantidade de ativos ofertados e a demanda existente dos investidores.

    Através dessa dinâmica de mercado, o preço de equilíbrio do mercado à vista na bolsa de valores é determinado.

    Como funciona o mercado à vista?

    Ao ir às compras, normalmente, o consumidor se depara com dois tipos de possibilidade de pagamento para os bens que deseja comprar: à vista ou à prazo.

    Caso o consumidor decida dividir a compra no seu cartão de crédito, por exemplo, o pagamento à prazo será realizado.

    No entanto, existe a opção de quitar o valor do bem no seu momento da compra, através do pagamento à vista.

    O mercado à vista na B3 (Bolsa de Valores do Brasil) funciona de forma muito similar.

    Contudo, um pouco diferente do mercado de alguns bens, onde o consumidor ao pagar já toma posse do bem, no mercado á vista é necessário aguardar a liquidação e custódia da ação, para que enfim o investidor a tenha em sua carteira de investimento.

    Normalmente esse processo tem uma duração D+2. Ou seja, após 2 dias do envio da ordem de compra ou venda do ativo a operação é completamente realizada.

    Mesmo com esse pequeno prazo, é possível considerar essa operação à vista, já que o pago é o preço corrente do mercado.

    Sem dúvidas, para quem quer começar na bolsa, o mercado à vista é o mais indicado. Quer começar os seus investimentos de uma forma eficiente? Então baixe o Ebook Comece a Investir na Bolsa, elaborado pela Suno Research.

    Qual a diferença entre mercado a termo, futuro e opções?

    Assim como no mercado de bens, além da opção de compra à vista, existem opções de pagamento à prazo.

    As operações à prazo no mercado financeiro podem ser subdivididas em três principais categorias:

    • Mercado a termo;
    • Mercado futuro;
    • Opções.

    Mercado a termo

    O mercado a termo é onde ocorrem operações de compra e venda de derivativos, com um prazo de vencimento determinado em uma data futura.

    Neste caso, o vendedor e comprador assumem o compromisso de efetuar a transação na data de vencimento especificada no contrato.

    Mercado Futuro

    O mercado futuro é onde são negociados contratos de compra e venda de produtos, que só serão efetuados no futuro.

    Esses ativos são diversos, podendo ser commodities, dólar, índice Bovespa ou até índices de mercados estrangeiros.

    Opções

    O mercado de opções é onde se negociam contratos firmadores de direito, por um determinado período, de compra ou venda de ações a um preço fixado.

    No fim do contrato, o proprietário da opção pode escolher se concretizara a operação ou se irá desistir do que foi inicialmente negociado.

    Portanto, é possível perceber que esses mercados, a termo, futuro e de opções, funcionam de forma mais complexa, tanto no sentido prático quanto técnico.

    Por isso, o mais indicado para quem está começando a investir é o mercado à vista.

    Esse artigo te ajudou a entender mais sobre o mercado à vista? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *