Acesso Rápido

    Lançador: saiba como esse investidor atua no mercado de opções

    Lançador: saiba como esse investidor atua no mercado de opções
    lancador

    O mercado de opções é onde se negocia o direito de comprar ou vender um bem. Nesse tipo de negociação, um dos agentes envolvidos é o lançador de opções.

    O lançador de uma opção é aquele que disponibiliza ao mercado os direitos sobre um ativo. Dessa forma, a opção é negociada mediante preço fixado para uma data futura. O objeto, negociado em pregão, pode ser um ativo financeiro ou uma mercadoria.

    O que é o lançador de opções?

    O lançador de opções comercializa um contrato de opção no mercado. Este pode ser um lançador de venda ou de compra de opções.

    Dessa forma, no mercado de opções, o lançador de venda de um contrato de opção é aquele que recebe do comprador (titular) um valor monetário à vista. Esse valor é chamado de prêmio.

    Logo, ao mesmo tempo, o lançador de uma opção de compra é obrigado a vender o ativo-objeto para o comprador pelo preço de exercício (strike) até uma data pré-estabelecida.

    Seja para compra ou para venda de opções, o lançador só possui as obrigações descritas anteriormente se o titular optar por exercer seu direito registrado em contrato.

    Lançador de uma opção de venda

    Lançador

    O lançador de opção de venda (vendedor) pode lucrar de duas formas:

    1. Ao receber o valor do prêmio na hora da venda da opção de venda. Esta não exercida até a data do vencimento;
    2. Ao recomprar a opção de venda por um prêmio de valor inferior ao valor que recebeu quando a vendeu.

    Sendo assim, o investidor realiza a venda de uma opção de venda de um ativo-objeto no momento em que percebe potencial de valorização de tal ativo no mercado.

    Entretanto, o lançador vendedor também pode sofrer prejuízo. Isso acontece se ele recomprar a opção de venda por um prêmio de valor maior que o valor recebido quando a vendeu. Da mesma forma, o lançador também pode ficar em desvantagem se comprar o ativo-objeto de um titular que exerça seu direito de venda.

    Lançador de uma opção de compra

    Já o lucro do lançador de opção de compra pode se alcançado das seguintes formas:

    1. Ao recomprar a opção de compra por um prêmio de valor menor do que o valor que recebeu quando a vendeu;
    2. Ao receber o valor do prêmio na hora da venda da opção de compra, não exercida até a data de vencimento.

    Logo, o investidor tende a vender uma opção de compra de um ativo-objeto no momento em que percebe potencial de desvalorização do mesmo no mercado.

    Entretanto, o lançador de uma opção de compra terá prejuízo se recomprar a opção de compra por um prêmio de menor valor do que o valor que recebeu quando a vendeu; ou se vender o ativo-objeto para o titular que exerça seu direito de compra.

    Entretanto, caso o lançador não tenha os ativos do objeto ao exercer a opção de compra, será obrigado a adquirir os mesmos no mercado devido à sua posição lançadora. Isso significa um custo a mais para ele. Esta venda a descoberto de uma opção de compra geralmente advém de especulações de que o mercado não teria se valorizado até o prazo para o exercício do contrato de opção.

    O lançador é uma parte essencial do mercado de opções — que, por sua vez movimenta bilhões de reais todos os anos nas bolsas de valores. Entretanto, se você ainda não está familiarizado com esse ambiente, não se preocupe. A Suno preparou um material para ajudar você: baixe gratuitamente nosso e-book “Comece a investir na Bolsa” e aprenda, de uma vez, tudo sobre o mercado de bolsa de valores brasileiro.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    10 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • gustavo 22 de setembro de 2019

      excelente artigo

      Responder
    • Clodoaldo Maia 24 de outubro de 2019

      Tiago Reis,
      tenho uma dúvida. Se eu compro 100 opções de CALL e depois vendo essas 100 opções de CALL para lucrar na valorização do preço dessas opções, o fato de ter vendido essas 100 opções de CALL me obriga a comprar as ações caso o comprador queira exercer seu direito ? Isto é, ao comprar opções de CALL e após vendê-las para apenas lucrar na valorização, eu me torno um LANÇADOR de opções de CALL, tendo portanto a obrigação de comprar as ações caso queiram exercer o direito ? Ou apenas eu estou repassando o direito ao vender as opções de CALL ?
      Se puder me ajudar fico feliz, pois tem horas que dá um nó na cabeça !

      Responder
      • Suno Research 24 de outubro de 2019

        Nesse caso você estará apenas repassando o direito para um terceiro, o lançador continua sendo o mesmo.

        Responder
        • Icaro 10 de março de 2020

          O mesmo ocorre no caso de ser uma PUT?

          Responder
    • Sergio Gelli 5 de junho de 2020

      O lançador pode comprar ações ou só vender?

      Responder
      • Suno Research 5 de junho de 2020

        O lançador atua com a comercialização de opções, não ações.

        Responder
    • Rogerio 10 de outubro de 2020

      Se eu lanço uma opção de venda eu fico com a obrigcao de comprar, se exercido, correto? Estar coberto = ter o $.
      Se lanço uma opção de compra, fico com a obrigacao de vender, se for exercido, correto? Estar coberto = ter qs ações.
      Em ambos, quem me paga o prêmio é o comprador, correto? Isso quer dizer que não basta lançar, mas que alguém precisa comprar a opção, ainda que nao exerça, correto?
      Se sim, é comum haver lançamentos sem que ninguém compre? Se isso ocorrer, há algum custo ao lançador?

      Responder
      • Suno Research 13 de outubro de 2020

        Olá, Rogério! Tudo bem?
        As duas primeiras afirmativas estão corretas. Quem paga o prêmio sempre é o comprador, afinal ele tem o direito em cima das operações.
        Dependendo do strike e da liquidez das ações, é bem comum que haja lançamentos sem nenhuma compra. Com relação aos custos, ainda existe a corretagem e os emolumentos.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Anderson 26 de março de 2021

      Olá, estou com a dúvida quando fizer um call ou put ao chegar o vencimento e caso eu tenha em uma delas eu perco o valor investido?
      EX: CALL de um lote X, em 21/03/21, vencimento 19/04/21.
      O que acontece?

      Responder
      • Suno Research 26 de março de 2021

        Olá, Anderson! Tudo bem?
        Ao comprar uma call ou put, você paga o prêmio no momento da montagem da operação. Na data de vencimento, é possível escolher se você quer exercê-la ao não.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder