Acesso Rápido

    Know how: o que é? Qual a sua importância para as empresas?

    Know how:  o que é? Qual a sua importância para as empresas?

    Quem quer saber como começar a investir  precisa ter algo em mente: nem só de conhecimentos teóricos e de capital é feito um empreendimento de sucesso. Nesse caso, existe também o chamado know how.

    Muitas vezes, o know how é ainda mais importante para um empreendimento ter sucesso do que ter formação acadêmica ou capital para investir, por exemplo.

    O que é o know how?

    Know how é uma expressão em inglês que significa “saber como”. Entretanto, sua abrangência é bem maior, pois implica em um conhecimento obtido através da experiência, com erros e acertos que geraram uma sabedoria a mais.

    Como a maioria das pessoas sabe, a teoria nem sempre segue a prática. Ao mesmo tempo, o contrário também é verdadeiro. Entretanto, isso não quer dizer que a educação formal não seja importante. Isto é, sozinha, não é suficiente para alcançar o sucesso.

    Portanto, é fundamental compreender o conceito da expressão know how e sua aplicação no empreendedorismo e das companhias.

    Qual a importância do know how?

    De fato, o conceito de know how pode ser conhecido por muitos, ainda que as pessoas não tenham ouvido falar desse nome.

    Primeiramente, o know how é um importante fator de diferenciação em qualquer tipo de atividade, seja empresarial, artístico ou outros.

    No entanto, o know how no significado empresarial é fundamental para que as empresas se destaquem da concorrência, uma vez que substituir alguém com experiência de mercado é algo bastante difícil.

    Assim, uma pessoa com know how empresarial é aquela que possui a experiência e as competências relacionadas ao setor da empresa.

    Portanto, uma empresa com o capital intelectual bem trabalhado possui diversos trabalhadores com bastante experiência em seus respectivos setores.

    É, por exemplo, assim que as empresas FAANG se destacaram, uma vez que diversos profissionais de tecnologia com bastante experiência compõe os seus quadros.

    Quais as vantagens do Know how em um negócio e investimento?

    É fácil encontrar em jornais, salas de aula e eventos corporativos exemplos de pessoas que conseguiram desenvolver negócios de sucesso.

    Assim, estas histórias costumam vir acompanhadas de relatos acerca de projetos anteriores que não deram certo. Afinal, o fracasso é parte fundamental no aprendizado.

    De fato: é errando que se aprende o que não deve ser feito, onde e quando se pode expandir atividades ou investir em novos projetos, sendo esse um importante fator no potencial de crescimento de uma empresa.

    O mesmo ocorre com quem cresce dentro de um determinado cenário. O filho de um advogado que acompanhou de perto as ações do pai, indo ao tribunal e lendo os processos tem grandes chances de ser bem sucedido.

    Isso será verdade desde que ele tenha igual ou maior talento para atuar neste segmento. Isso porque ele terá, além das próprias experiências, a memória dos processos atendidos pelo seu pai. O mesmo vale para um agricultor, um engenheiro mecânico ou mesmo um empresário.

    Conhecer como o mercado funciona, qual fornecedor é interessante e o que é bem recebido pelos investidores é uma vantagem.

    Mas também pode ser visto como uma das vantagens competitivas que podem tornar aquele negócio atrativo.

    Qual a importância do know-how?

    Do ponto de vista de um investidor, pode ser muito mais interessante aplicar seu dinheiro em uma organização cujos diretores (ou CEO) tenham know how empresarial.

    De fato: isso porque o risco de que este empreendimento faça movimentos que o coloquem em xeque é bem menor — já que os envolvidos têm informações e estratégias que os outros negócios desconhecem.

    Assim, isso quer dizer que, ainda que o preço da ação de um empreendimento assim seja menor do que outras do mesmo segmento, o seu valor pode ser maior.

    Basta pegar a Apple como exemplo: quem comprou ações da empresa antes de ela se tornar o fenômeno conhecido hoje, apostou as suas fichas na expertise de Steve Jobs. Ou seja: o conhecimento do fundador da empresa proporcionou ao negócio um grande valor de mercado.

    O mesmo ocorreu anos antes, com a Microsoft de Bill Gates. Ambas são empresas de tecnologia, que mostram o quanto o know how dos seus integrantes foi importante para o seu crescimento e credibilidade.

    No entanto, é importante lembrar que o conceito de know how não se aplica apenas a pessoas específicas, mas também à empresa, enquanto instituição.

    É o caso da Amazon, empresa cujo valor cresce mais a cada dia, graças ao seu viés inovador, que vai muito além do Kindle.

    Dessa forma, esta é uma dica para quem está começando a investir: verifique se a empresa realmente entende do meio no qual se propõe a atuar.

    Afinal, deter o know how de uma atividade pode ser o diferencial entre o sucesso e o prejuízo.

    Você ainda possui dúvidas sobre a importância do know how para as empresas? Comente abaixo para que possamos te ajudar.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *