Acesso Rápido

    Imposto a recolher: entenda o que é e como funciona esse imposto

    Imposto a recolher: entenda o que é e como funciona esse imposto

    Em geral, tanto quem trabalha com venda de mercadoria quanto pessoas físicas precisam realizar pagamento de tributos e possuem impostos a recolher.

    O imposto a recolher é uma responsabilidade social, por isso é fundamental entender como ele funciona e quem precisa recolher.

    O que é imposto a recolher a recolher?

    O imposto a recolher, conforme o nome sugere, é qualquer tipo de imposto que uma pessoa física ou jurídica tem que recolher em virtude de um determinado ganho.

    Por exemplo, se uma pessoa possui rendimentos tributáveis, porém não há o recolhimento do imposto na fonte, no momento da declaração do IR ela terá que recolher esse imposto.

    O mesmo acontece para uma empresa que circula produtos e serviços. Ela precisa recolher o ICMS que incidem sobre o faturamento.

    Como funcionam os impostos a recolher?

    Os impostos a recolher são obrigações que qualquer pessoa física ou jurídica possui. Dessa forma, o valor deles é dado em cima de um percentual já pré-definido.

    Por exemplo, um determinado estado do país pode determinar que para vender um produto específico é preciso pagar uma alíquota de 18% de ICMS.

    Nesse caso, se uma empresa vendeu o valor de R$ 10 mil em um mês desse produto, ela terá a obrigação de recolher 18% desse valor que será, neste exemplo, R$ 1.800.

    O mesmo acontece com o contribuinte que possui renda tributável. No momento de fazer a declaração do IR, ele precisa recolher o imposto referente a sua faixa de renda, que varia segundo a tabela da Receita Federal.

    Qual a diferença entre imposto a recolher e imposto a recuperar?

    O imposto a recolher é uma obrigação que uma pessoa física ou jurídica possui e que obrigatoriamente precisa pagar.

    Já o imposto a recuperar é um direito dessa empresa, por isso ele é classificado como um ativo. Nesse caso, os impostos recolhidos são recuperados segundo a compensação de tributos.

    No entanto, para que exista a compensação de impostos, eles precisam ser da mesma natureza, e só acontece quando o valor das compras com direito ao crédito for superior ao valor das vendas no mesmo período.

    Para exemplificar, imagine uma empresa que tenha comprado R$ 10 mil em matéria-prima, pagando por isso um valor de R$ 1.800 de ICMS (18%).

    Vamos considerar que essa mesma empresa tenha vendido somente R$ 5 mil naquele determinado mês, e tenha que pagar o valor de R$ 900 de ICMS.

    Nesse exemplo, como a empresa pagou mais imposto de entrada, dependendo do seu enquadramento tributário, ela terá o direito de recuperar R$ 900 de imposto.

    Quem tem direito a recuperar créditos de imposto?

    Tem direito a recuperar créditos de impostos, as empresas que tiveram mais impostos pagos na entrada de notas do que na saída delas.

    Também tem direito a recuperar créditos de impostos qualquer pessoa física que tenha renda tributável, mas que o imposto foi retido na fonte.

    Se nesse segundo caso, o contribuinte tiver muitos gastos dedutíveis do IR, ele terá impostos a recuperar, que serão depositados em uma conta corrente indicada.

    Foi possível entender o que é imposto a recolher? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa matéria com seus amigos nas suas redes sociais.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *