Acesso Rápido

    Fundo soberano: conheça alguns dos maiores do mundo e como começaram

    Fundo soberano: conheça alguns dos maiores do mundo e como começaram

    O fundo soberano, ou como também pode ser chamado de fundo de riqueza soberana.

    É um tipo de fundo de investimentos administrado pelo governo federal com um objetivo pré-determinado pelo mesmo.

    O que é Fundo Soberano?

    Um fundo soberano é um instrumento financeiro que alguns países utilizam como parte de duas reservas internacionais, geralmente administrando os recursos oriundos de lucros realizados com a extração de recursos minerais, além dos royalties provenientes dessas atividades.

    Entre os principais detentores de fundos soberanos no mundo temos a Noruega, Singapura, China e Dubai.

    Na Noruega, por exemplo, a grande maioria dos recursos do seu fundo foram oriundos de royalties da produção de petróleo daquele país.

    Em muitos casos, a alocação desses recursos são feitas em ações de grandes companhias estrangeiras, título públicos e imóveis em várias localidades do planeta.

    O fundo soberano brasileiro

    O fundo soberano brasileiro

    O fundo soberano do Brasil (FSB) foi criado em 24 de dezembro de 2008 e está vinculado ao Ministério da Fazenda.

    As suas funções oficiais são de fazer investimentos no Brasil e no exterior, além de existir com o objetivo fazer frente a eventuais crises macroeconômicas globais, tal como aconteceu no ano de sua criação.

    O FSB começou com cerca de R$ 14,25 bilhões e, alguns anos após a sua criação, investimentos ruinosos e mal planejados foram corroendo o capital do fundo de modo que apenas uma fração desse capital ainda existe no fundo.

    Muito do péssimo desempenho do FSB ao longo dos anos se deve pela política do antigo Ministro da Fazenda, Guido Mantega, em fazer investimentos em negócios sem o objetivo prioritário de obter rentabilidade real, ou seja, acima da inflação do país.

    Além disso, operações com câmbio eram frequentes, e o fundo era tido como mais uma ferramenta de política monetária, papel que antes era exercido exclusivamente pelo Banco Central.

    Como consequência do péssimo resultado, o governo atual anunciou que pretende extinguir, ainda esse ano, o FSB com objetivo de amealhar recursos para suprir o atual déficit fiscal do governo.

     Fundo soberano da Noruega

    Fundo soberano da Noruega

    O fundo soberano norueguês é disparado o maior fundo de investimentos do planeta.

    Esse fundo Possui mais de 1 trilhão de dólares aplicados em uma série de investimentos, especialmente em renda variável.

    Em 1996, esse fundo recebeu o seu primeiro aporte de recursos oriundos da indústria do petróleo, no montante de 300 milhões de dólares.

    Atualmente ele é administrado pelo Banco Central da Noruega, e tem o objetivo claro de garantir as aposentadorias das gerações futuras de noruegueses além de suprir as despesas governamentais quando as reservas de petróleo do país se esgotarem.

    Ao todo o fundo tem participação em cerca de 9 mil empresas, entre elas a Microsoft, Apple e Nestlé. Além disso, ele é proprietário de inúmeras propriedades bastante valorizadas, localizadas nas cidades de Nova York e Paris.

    Desde a sua fundação, o fundo tem gerado retornos reais bastante razoáveis de cerca de 4% a.a. o que destoa bastante em relação ao desempenho observado no FSB.

    Possivelmente o grande sucesso norueguês na gestão do seu fundo soberano se deve ao seu foco em investimentos de renda variável e ativos de elevada qualidade, além de possuírem uma postura muito menos intervencionista do que foi observado no exemplo brasileiro.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *