Acesso Rápido

    Esquema Ponzi: saiba como fugir desta fraude financeira

    Esquema Ponzi: saiba como fugir desta fraude financeira

    Quem acha que estratégias de fraude e de pirâmide são novidade no mercado está enganado. Um dos primeiros casos registrados na há história foi o esquema Ponzi, em 1910, nos Estados Unidos.

    De lá pra cá, diversos outros sucederam o esquema Ponzi, arruinando sonhos e planejamentos financeiros, que inspirou diversos livros sobre o assunto.

    O que é Esquema Ponzi?

    Esquema Ponzi é um modelo de negócio fraudulento criado pelo ítalo-americano Charles Ponzi no início do século XX, conhecido hoje como esquema de pirâmide.

    Em vez de focar na venda de serviços ou produtos, esta empresa buscava arrebanhar novos investidores. Cada um deles pagaria um valor específico para ingressar na companhia. E este seria o “lucro” a ser dividido entre todos os participantes mais antigos.

    Planilha de Controle de Investimentos

    Faça o controle completo das suas ações, FIIs e todos os seus investimentos com a nossa planilha gratuita de Controle de Investimentos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como funciona o Esquema Ponzi?

    O negócio de Charles Ponzi nasceu com promessa de venda de selos internacionais de diversos países dentro dos Estados Unidos, em uma operação que parecia lucrativa e enchia os olhos de quem estava de fora.

    Tanto que o esquema chamou a atenção de colegas da comunidade de Ponzi, que decidiram entrar no negócio, aplicando recursos ali.

    Porém, diferente do que dizia, Ponzi não comprava selo algum. O lucro recebido pelo primeiro investidor era fruto do valor aplicado pelo segundo. E assim sucessivamente.

    Alguns anos depois, Ponzi estava rico, com mansões, festas e carros caríssimos em sua garagem em Boston. O que contribuiu para sua “credibilidade”.

    Após o governo americano desmascarar seu esquema, Ponzi foi preso. Porém, pagou fiança e se mudou para o Rio de Janeiro, onde morreu em 1949, aos 67 anos, na Santa Casa de Misericórdia.

    Quais as características do esquema Ponzi?

    Algumas das principais características do esquema de Ponzi permanecem até os dias de hoje, encontradas nos esquemas de pirâmide, comumente desmascarados pelos órgãos governamentais.

    São elas:

    • Promessa alta de retorno;
    • Ausência de vínculo com órgãos regulamentadores;
    • Necessidade de ingresso de novos investidores.

    Promessa alta de retorno

    Um dos principais pontos a serem destacados neste tipo de negócio está a garantia de retorno. Em sua época, Ponzi garantia o retorno de 100% do valor investido em três meses. Algo muito além de qualquer aplicação conhecida até então.

    Ausência de vínculo com órgãos regulamentadores

    Outra característica típica do sistema Ponzi é a falta de regulamentação. Trazendo para os dias atuais, está a ausência de vínculo com a Junta Comercial, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou mesmo com a B3, por exemplo.

    Isso porque não há como provar para estes órgão a licitude da atividade. Desta forma, a operação é, em algum grau, clandestina.

    Necessidade de ingresso de novos investidores

    Uma das principais pressões feitas pelos golpistas, ainda que de forma sutil, é o convite para o ingresso de novos investidores.

    Quando mais pessoas forem entrando no negócio, maior o lucro do criador do negócio. E por mais tempo ele se sustentará antes de ruir.

    Isso porque a queda deste tipo de empresa é inevitável, uma vez que não há uma atividade fim, apenas o golpe em si. Ponzi chegou a garantir a devolução do dinheiro de quem ficasse insatisfeito, o que atraiu ainda mais investidores.

    Como não cair em um esquema Ponzi?

    Os esquemas de pirâmide continuam acontecendo. E é importante que o investidor esteja atento para não cair em uma delas.

    Por isso, mais do que entregar seu dinheiro nas mãos de um gestor, é importante buscar conhecer os ativos e não ter pressa. Afinal, as melhores rentabilidades vêm com o longo prazo.

    Não existe milagre. Então, desconfiar do que parece “esmola demais” não é ser ingênuo ou desinformado. Pelo contrário, é saber que o risco e o retorno andam juntos.

    A Suno Research ajuda nesta tarefa, oferendo o e-book que ensina o investidor a analisar uma ação antes de investir nela.

    Foi possível saber mais sobre o esquema Ponzi? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *