Equity: o que é? Entenda como investir em equity na prática

Parte integrante de todo o balanço patrimonial de uma empresa, o equity é um conceito fundamental, e deve ser compreendido por todo investidor ou empresário.

O conceito de equity vem da contabilidade básica e sua compreensão pode ser de grande utilidade para o desempenho de uma carteira de aplicações financeiras.

Por esse motivo, o objetivo deste artigo é explicar o conceito por trás do termo econômico equity.

Além da sua utilidade prática no momento de avaliar uma empresa ou investimento de maneira geral. Assim, é essencial entender como funcionam os fundos de investimento que investem nessa modalidade.

O que é equity?

O equity é sinônimo de patrimônio líquido, e ele representa a participação acionária mantida nos livros pelos investidores e acionistas da companhia. Toda empresa é obrigada a listar esse número em seus balanços patrimoniais, portanto, o investidor não precisa fazer nenhum cálculo para descobrir a parte do patrimônio da empresa que cabe aos acionistas.

O patrimônio líquido é utilizado por uma empresa quando a mesma pretende comprar mais ativos. Geralmente ele possui duas fontes principais: o dinheiro investido em alguma aplicação financeira, ou quando é oriunda de lucros acumulados.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

Dessa forma, podemos dizer que o equity, ou patrimônio líquido, é o resultado da subtração do valor dos ativos menos o montante de todos os passivos de uma empresa.

Apesar do conceito de patrimônio líquido ser bastante utilizado na análise do balanço das empresas, essa ideia pode ser aplicada também nas finanças pessoais de um investidor.

Por esse motivo iremos neste artigo entender o conceito por trás desse termo econômico e a sua utilidade prática no momento de avaliarmos uma empresa ou investimento de maneira geral.

Quais investimentos são considerados Equity?

Equity são nada mais do que projetos em estágios iniciais no qual o investidor tem a possibilidade de alocar capital em troca da participação no lucro das empresas. Nesse sentido, existe uma variedade grande de investimentos que pode ser considerado equity:

Por exemplo: quando um fundo de private equity ou venture capital investe em um negócio novo; quando ocorre um financiamento coletivo com um projeto que visa lucro, entre outros.

De forma geral, empresas para esse fim constituem-se como SPE (Sociedades de Propósito Específico), o que dá mais segurança aos investidores quanto ao que se pode ou não fazer, dando mais segurança para quem quer investir em equity.

CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS

Projetos assim podem ser tanto de curto quanto de longo prazo. Por exemplo: pode haver um projeto que envolva apenas 6 meses, e outros que prossigam por décadas.

No último caso, é bem comum assimilar o tipo de projeto com o investimento em ações: o investidor adquire uma porção da empresa e espera se beneficiar com o lucro da companhia através da valorização das cotações e distribuição de dividendos.

Qual a diferença entre private equity e venture capital?

É comum entre os investidores aparecerem dúvidas sobre qual a diferença entre private equity e venture capital.

Em suma, a principal diferença entre esses dois tipos de veículos de investimento é o estágio em que a empresa investida se encontra, o qual pode ser um estágio avançado ou estágio inicial, como é o caso das empresas startups.

Private Equity

Em geral, o private equity possui relação com o investimento em empresas mais robustas, apesar de as mesmas ainda não terem aberto o seu capital em mercados organizados, como a bolsa.

Contudo, mesmo empresas nessa fase de evolução muitas vezes precisam de novos aportes financeiros para executarem planos de expansão dos negócios ou ainda realizar algum tipo de reestruturação nos negócios da companhia.

Venture Capital

Já os fundos nomeados como venture capital geralmente investem em empresas que estejam em sua fase inicial de negócios. Dessa forma, esse tipo de investimento possui como foco pequenas empresas, projetos iniciais e afins.

Dessa forma, por norma esse tipo de investimento costuma incorrer em mais riscos quando comparado ao private equity, porém também pode trazer lucros exponencialmente maiores.

MINICURSO CONTABILIDADE

Qual a importância do equity nas empresas?

O equity é importante tanto para as empresas quanto para os investimentos, justamente porque consegue conectar empresas que precisam de aporte e investidores em busca de rentabilidade. Nesse sentido, o return on equity (ROE) é uma métrica de interesse para o investidor.

Como esse tipo de investimento possui foco em empresas de capital fechado, muitas vezes é mais difícil encontrar capital disponível. Esse ponto difere das empresas que realizam ofertas públicas na bolsa.

As empresas de capital fechado muitas vezes encontraram dificuldades para executar planos de expansão, ou mesmo se estruturar para realizarem abertura de capital. Outras podem querer manter o controle restrito a um pequeno grupo, sem expor seu capital à opinião por vezes irracional da bolsa.

Nesse sentido, a busca por investidores se faz necessária. Sem dúvidas, para atrair esse tipo de investimento, um plano de investimentos bem elaborado que justifique o aporte traz mais segurança.

O que é equity crowdfunding?

O equity crowdfunding consiste em um financiamento coletivo. Ou seja: ele é uma forma de investimento em que um grupo de indivíduos se tornam sócios da empresa em um projeto de pequeno ou médio porte.

Há, de fato, uma similaridade com o mercado de ações, em que os investidores entram no IPO para dar dinheiro à empresa em troca de uma participação nos negócios.

No crowdfunding, é preciso que haja autorização da CVM para que ocorra o procedimento de financiamento.

Além disso, ele é bem abrangente, contendo projetos dos setores imobiliário, energético, agropecuário, da saúde, varejista, entre outros.

Por exemplo: é possível receber a participação de lucro em um projeto que visa lucrar com aluguel de imóveis, com a operação de uma unidade de saúde, entre outros.

Ou seja: é uma forma de entrar em um projeto e adquirir participação societária no negócio que não exige uma grande quantidade de capital.

EBOOK INVESTINDO EM FIIS

Outros tipos de equity

Há, de fato, outros tipos de equity que são muito importantes para o desenvolvimento econômico. Os principais são:

  • Home Equity;
  • Brand Equity.

Home Equity

Em primeiro

lugar, é preciso dizer que o home equity é uma espécie de empréstimo. Nessa operação, a garantia é um imóvel. Esse mecanismo acontece muito nos Estados Unidos e na Europa.

Sendo assim, a propriedade do imóvel vai para o banco como garantia do empréstimo. Em troca, a pessoa que pegou o valor poderá pagar juros mais baixos até que o valor seja quitado. No fim do financiamento, a casa volta para o nome do dono.

Brand Equity

Além disso, há o brand equity, que consiste em algo mais intangível, envolvendo a percepção de valor dos clientes e a sua influência. Esse tipo de equity envolve a história da marca e a sua publicidade.

Com isso, marcas como Apple (ticker de negociação AAPL34) e Coca-Cola (ticker de negociação COCA34) conseguem se destacar dos concorrentes e exercer grande influência em seus respectivos mercados.

PLANILHA CONTROLE GASTOS

O equity no dia a dia

Como dissemos anteriormente, a ideia de patrimônio líquido pode ser bastante ampla sobre muitos aspectos. Por exemplo, digamos que um você seja dono de uma casa sem dívida pendente, portanto nesse caso, o seu patrimônio líquido será o mesmo que o valor inteiro de sua propriedade.

A seguir temos uma série de exemplos onde aplica-se o conceito de equity:

  • Numa ação ou qualquer outro título que represente uma participação societária. Nesses casos, o patrimônio líquido é de caráter privado;
  • No balanço patrimonial de uma empresa;
  • No setor imobiliário, onde fica expresso na diferença entre o valor de mercado da propriedade e o valor que o mutuário ainda deve com relação a hipoteca;
  • Pode ser expressa com a denominação de “capital de risco” ou “capital responsável” nos casos em que uma empresa vai à falência e precisa pagar os seus credores de modo que ainda sobre uma quantidade de ativos líquidos.

Equity e seus riscos

De fato, há riscos no equity que possuem relação com o setor de atuação da empresa e também na entrega de rentabilidade que a empresa prometeu. Vale a pena detalhar um pouco cada um dos tipos.

Em primeiro lugar, a empresa pode estar adentrando um setor muito competitivo e com baixas margens, o que pode diminuir o retorno dos acionistas. Dessa forma, eles terão uma rentabilidade menor frente ao esperado.

Além disso, os gestores do projeto podem não conseguir seguir de forma apropriada o que haviam planejado por não conseguirem lidar com a gestão das atividades da empresa.

Sendo assim, é um investimento com riscos como qualquer outro, como o de ações ou fundos imobiliários, por exemplo.

Entretanto, as captações de crowdfunding costumam passar por uma seleção mais rigorosa antes que seja possível captar recursos. Mas mesmo assim, vale a pena estudar o projeto.

Por exemplo: é preciso entender sobre a viabilidade do que se pretende fazer, a saúde financeira da companhia, o histórico dos gestores, a previsão de rentabilidade e quais garantias existem no projeto.

Como investir em equity?

A forma mais comum e mais simples de realizar investimento em equity tanto no Brasil como no mundo é por intermédio de fundos de private equity.

Esses fundos estão se tornando cada vez mais populares no Brasil, e um investimento que antes era extremamente restrito está se tornando mais acessível para muitos investidores.

É essencial analisar as empresas que o fundo investe ou pretende investir, de forma que o investidor não esteja fazendo um aporte financeiro inconsciente. Nesses casos, é importante ressaltar que a análise fundamentalista também se faz necessária.

Além disso, outro veículo comum para esses investimentos é o equity crowdfunding que é similar aos fundos de venture capital. Nesses casos, o foco do investimento é em startups e empresas em estágio inicial de investimentos e possuem potencial para crescimento.

Os riscos desses investimentos tendem a ser maiores, mas também com maior espaço para crescer.

Portanto, o que podemos concluir é que o equity é um conceito presente tanto na vida das pessoas físicas quanto nas empresas de maneira geral. A sua compreensão é fundamental na formação de um empresário ou investidor consciente dos parâmetros da contabilidade moderna.

PLANILHA CONTROLE GASTOS

Modalidades equity

Há diversas modalidades de equity, que envolvem cada um as suas particularidades. Portanto, o investidor deve saber diferenciá-las.

Primeiramente, há o venture capital, que consiste no investimento em empresas em estágios iniciais de desenvolvimento. Nesses casos, o investimento possui muitos riscos, mas pode dar grandes lucros.

Além disso, há o private equity, que investe em empresas um pouco maiores e robustas, mas que ainda não se solidificaram em seus respectivos mercados e ainda não abriram capital.

Há também o crowdfunding equity, que consiste em projetos de financiamento coletivo com o objetivo de alcançar algum lucro.

A decisão de investir em um ou dois tipos desse investimento depende de cada um, sendo possível também diversificar em muitas modalidades.

Vantagens de investir em equity

Há muitas vantagens do equity, e não é à toa que essa modalidade vem crescendo em interesse por parte dos investidores – além de  já ser muito buscada nos mercados internacionais.

Em primeiro lugar, a possibilidade de conseguir um alto lucro é um dos principais atrativos nesse tipo de negócio. Ao investir na empresa certa, é possível ganhar mais do que com ações de capital aberto, por exemplo.

De fato, é possível citar que esse é um investimento em que não há limite de rentabilidade, ao contrário dos ativos de renda fixa, por exemplo, que entregam uma renda combinada previamente.

Além disso, o investidor que compra uma porção relevante do negócio passa a ter um poder de voto sobre as operações da empresa. Isso é muito interessante para gestores experientes que querem levar sua visão de negócios a companhias mais jovens.

Isso faz com que essa seja uma possibilidade de investimentos para aqueles com mais apetite ao risco – ou seja, investidores com perfil de investimento mais arrojado.

Você ainda tem dúvidas sobre o funcionamento do equity no mundo dos negócios? Comente abaixo para que possamos te ajudar!

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

Perguntas frequentes sobre equity
Qual o significado de equity?

O equity é sinônimo de patrimônio líquido, e ele representa a participação acionária que os investidores e acionistas possuem da companhia. Há também quem traduza equity como ação, mas em geral, o termo está ligado a empresas de capital fechado.

Como funciona o home equity?

O home equity na prática é um empréstimo com garantia de imóvel que muitas pessoas usam para reduzir os custos com juros e encargos. Assim, Essa redução de custos acontece porque com a garantia do imóvel, o risco para o credor cai de forma expressiva e dessa forma, as taxas de juros ficam menores.

O que é o equity de uma empresa?

Equity de uma empresa é em suma a participação societária da mesma. Dessa forma, investimentos em equity costumam estar relacionados à aquisição de cotas de uma empresa de capital fechado.

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    6 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Alessandro 28 de setembro de 2020

      Quero saber mais sobre o assunto..

      Responder
    • Gonçalo Rafael 14 de novembro de 2020

      Muito boa esplicaçao , gostei !!!

      Responder
      • Suno Research 16 de novembro de 2020

        Olá, Gonçalo! Tudo bem?
        Muito obrigado!
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Gabriel 20 de março de 2021

      Não consegui entender o significado de equity, texto longo e nada explicativo, fazer um resumo no final achei que iria melhorar o significado de equity, porém vocês não explicam, só falam que é importante pra um investidor. Bem ruim o conteúdo.

      Responder
      • Suno Research 22 de março de 2021

        Olá, Gabriel! Tudo certo?
        Obrigado pelo feedback.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Everaldo da Silva 5 de janeiro de 2023

      Bom dia, venho buscar a entender mais sobre esse tipo de investimento, como chegar a essas pessoas que tem este acesso direto? Existe valor mínimo para esse tipo de investimento?:como ter acesso a esses projetos para avaliar essas empresas? Obrigado.

      Responder