Acesso Rápido

    Cupom cambial: descubra o que é e qual sua importância (com exemplos)

    Cupom cambial: descubra o que é e qual sua importância (com exemplos)

    O cupom cambial é essencial para determinar a entrada de dólares na economia brasileira.

    Mas afinal, você sabe qual o significado do cupom cambial e qual a sua importância para a economia nacional?

    O cupom cambial pode ser definido como a remuneração, em dólares, dos reais investidos no Brasil. Ele é dado através da variação da taxa de juros local, ou seja, através do CDI, menos a variação do câmbio no período.

    Ao longo deste artigo serão dados exemplos de como calcular este cupom, bem como descrita a sua importância.

    Exemplos do cálculo do cupom cambial

    Cálculo do cupom cambial

    O cálculo simplificado do cupom cambial é feito subtraindo a variação da taxa de câmbio da variação da taxa DI.

    Por exemplo, suponha que um investidor estrangeiro investiu em títulos DI que renderam 10% ao mês. Ao mesmo tempo que a desvalorização do real frente ao dólar foi de 5%.

    Sendo assim, a rentabilidade em dólares deste investidor estrangeiro foi de aproximadamente 5%. Pois, enquanto o seu rendimento foi de 10%, a moeda brasileira se desvalorizou 5%.

    Como destacado anteriormente, esta conta através da subtração é apenas uma simplificação do cálculo real.

    O cálculo formal utiliza a divisão dos fatores e será apresentado a seguir. No entanto, a apresentação do cálculo com a subtração se faz importante para o entendimento do conceito deste fator para a economia.

    Cálculo formal do cupom cambial

    Uma vez entendido o conceito e o que ele representa para o câmbio, você pode ser apresentado ao cálculo formal.

    Ele é feito através da seguinte fórmula:

    Cupom = [(1 + taxa de juros local / 1 + expectativa de variação cambial) – 1] * 100

    Suponha, por exemplo, que a taxa Selic seja de 10% ao ano. Ao mesmo tempo em que o investidor espere que, no ano, real se deprecie 5% frente ao dólar.

    Dessa forma, qual seria a rentabilidade de um investidor estrangeiro que aplicasse no Brasil?

    É simples, basta aplicar a fórmula de cálculo:

    Cupom = [(1,10 / 1,05) – 1] * 100 = 4,76%

    Como você pode perceber o resultado é bastante próximo a 5%. Que é o resultado que seria obtido se fosse utilizado o cálculo simplificado.

    Dessa forma, pode-se concluir que o investidor estrangeiro que investir $ 100 dólares no Brasil vai obter como retorno $ 4,76 dólares por ano.

    A importância do cupom

    Na prática, o que este cálculo faz é simplificar quanto o investidor estrangeiro ganharia ao:

    • Vender dólares e comprar reais
    • Aplicar esses reais em títulos brasileiros
    • Vender os reais e comprar dólares para repatriar os seus recursos

    Esta rentabilidade é muito importante, pois define a atratividade para o investidor estrangeiro no Brasil.

    Se o cupom for muito baixo, o investidor irá optar por não aplicar seus recursos no Brasil.

    Ele compara, diretamente, o rendimento que pode obter ao aplicar no Brasil com o que poderia obter aplicando em seu próprio país ou em outros países desenvolvidos.

    Suponha que o investidor americano pode aplicar em títulos do seu governo que pagam uma taxa de 4% ao ano. Como se sabe, este investimento é tido como mais seguro do que o investimento em títulos do governo brasileiro. Afinal, o governo americano possui uma condição econômica muito superior para honrar com suas dívidas.

    Dessa forma, o Brasil só irá conseguir atrair recursos se o cupom cambial for superior a 4%. Saber a medida do cupom cambial é muito importante pois isso afeta diretamente o câmbio, ou seja, a cotação do dólar.

    Um cupom cambial alto significa que dólares tendem a ser atraídos para o país e, assim, o real tende a se apreciar. Enquanto que se o cupom estiver baixo pode significar que os dólares saiam do país, e o real tende a se depreciar.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    4 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Mauro Ulian 24 de agosto de 2019

      Bom dia!
      Tenho estudado bastante sobre o cupom cambial ! sou de uma corretora e tenho vários clientes que fazem hedge de dólar .
      Gostaria se possivel falar com vc, pra entender melhor.

      Responder
    • Vmax 19 de setembro de 2019

      Quais fontes você indica para aprofundar no assunto? A explicação foi muito boa.

      Responder
    • Guilherme Kiffer Marinho 30 de julho de 2020

      Ótima explicação. Simples, objetiva e eficiente!

      Responder
    • Paulo 18 de agosto de 2020

      Qual a diferença entre Cupom Cambial de DI1 e Cupom Cambial de OC1?

      Responder