Acesso Rápido

    Cash and Carry: o que você precisa saber sobre essa forma de investimento

    Cash and Carry: o que você precisa saber sobre essa forma de investimento

    O cash and carry é uma estratégia de negociação que é muito conhecida no mercado financeiro. Nesse método, o investidor assume dois papéis: o de comprador e o de vendedor. Para isso são utilizados os mercados à vista e o futuro.

    Em outras palavras, a operação de cash and carry consiste na compra de um ativo no mercado à vista.  O objetivo é simultaneamente colocá-lo a venda no mercado futuro. O lucro ocorre quando o preço negociado no contrato futuro for maior que o valor pago à vista, descontando todos os custos.

    Cash and Carry na prática

    Esse tipo de operação utiliza produtos que são negociados no mercado futuro. É o caso, por exemplo, das commodities, que são o milho, o café e o boi gordo. Além disso, também é possível negociar com os valores do dólar.

    Há ainda a possibilidade de utilizar o cash and carry com os índices, como o S&P 500, que reúne empresa de todo o mundo e o Ibovespa, com ações brasileiras.

    A estratégia é utilizada quando o investidor acredita que as mercadorias não estão precificas corretamente no momento atual e que podem subir no futuro. Com dados hipotéticos, vamos exemplificar como ocorre uma operação dessas.

    Supondo que hoje o investidor percebeu que, no mercado à vista, a arroba do boi gordo é negociada a R$ 100. No mercado futuro, com vencimento em 90 dias, o boi vale R$ 110. Ele efetivaria as duas operações como forma de obter lucro.

    Vamos considerar que todos os gastos operacionais envolvidos sejam de R$ 4. Nesse caso, no momento do vencimento do contrato, o investidor retiraria a diferença, R$ 6, como lucro.

    Cash and Carry e a renda fixa

    Cash and carry

    Como é possível observar, a operação é adequada quando o preço de venda no mercado futuro supera o preço no mercado à vista mais os custos operacionais.

    O valor de venda do ativo é fixado em contrato. Dessa forma, ao imobilizar o preço de venda no mercado futuro, a operação funciona quase como um investimento de renda fixa. O risco de perda de capital é diminuído, pois já se sabe o preço de negociação da mercadoria no futuro.

    Arbitragem e cash and carry

    Cash and carry faz parte de uma estratégia do mercado financeiro conhecida como arbitragem. Ocorre quando o investidor obtém lucro com a diferença do preço dos ativos em mercados diferentes.

    Além do mercado futuro e do mercado à vista, há duas outras possibilidades. Uma delas é a cambial, quando moedas são trocadas em mercados diferentes. E também existe a variação de bolsa, quando um mesmo ativo é negociado em bolsas diferentes.

    Apesar de ser uma forma de garantir ganhos, o cash and carry, assim como as demais formas de arbitragem nem sempre estão disponíveis. Com a total informatização das negociações, os preços do mercado futuro são corrigidos de forma cada vez mais rápida.

    Graças a algoritmos programados para tal função, as oportunidades para o cash and carry são captadas em questão de segundos e a chance de realizar o processo com grandes lucros é menor.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Weliton 22 de dezembro de 2019

      No cash carry existe ponta compradora e vendedora, como diferencio ela, ou seja, se to comprado no basket e vendido no índice sou comprador ou vendedor?? Ou vice versa ???

      Responder
    • João Paulo 12 de agosto de 2020

      Parabéns Tiago, estou no mercado financeiro a pouco tempo e cada duvida que surge, uma palavra nova, um termo novo, você coloca no google e acaba parando no site da Suno. “Todos os caminhos levam a Suno”.

      Responder