Acesso Rápido

    Bolsas americanas: conheça as principais bolsas de valores do mundo

    Bolsas americanas: conheça as principais bolsas de valores do mundo

    Os Estados Unidos são o grande centro do mercado financeiro internacional. Por isso, as bolsas americanas se destacam pelas diversas oportunidades de bons investimentos.

    Dessa forma, conhecer mais profundamente as bolsas americanas é recomendado para os investidores que pretendem multiplicar seus ganhos e diversificar seus investimentos.

    Quais são as principais bolsas de valores americanas?

    As bolsas de valores são mercados abertos organizados para a venda de títulos mobiliários, como as ações de empresas de capital aberto. Não é de se surpreender que nos Estados Unidos, maior economia do mundo, estejam as principais bolsas de valores, as bolsas americanas.

    Assim, é imprescindível que os investidores conheçam mais a fundo as bolsas de valores americanas, onde estão listadas as ações de algumas das principais empresas do mundo.

    NYSE

    Fundada em 1792, a NYSE (New York Stock Exchange) é a Bolsa de Valores mais antiga dos EUA – além de ser a maior bolsa de valores do mundo em valor de mercado. Fica localiza em Wall Street, no coração da ilha de Manhattan, que é o principal centro financeiro global.

    Hoje em dia, a NYSE possui um market share que gira em torno de U$20 trilhões, o que mostra a importância econômica desta bolsa financeira americana. Além disso, a bolsa de valores de Nova Iorque é a mais antiga do Estados Unidos.

    Atualmente, são mais de 2.700 empresas listadas na NYSE, gerando um volume médio de negociação de aproximadamente U$170 bilhões.

    Entre as principais empresas que o investidor pode investir através da NYSE, estão:

    • Disney;
    • Coca Cola;
    • Mcdonald’s;
    • Boeing;
    • Walmart.

    NASDAQ

    Apesar de ser a segunda maior bolsa de valores dos Estados Unidos e do mundo em valor de mercado, ficando apenas atrás da NYSE, a NASDAQ recebe grande destaque por ser a a bolsa com maior volume financeiro médio diário.

    Além disso, a bolsa é reconhecida mundialmente por conter ações das principais empresas americanas do setor tecnológico.

    Alguns exemplos das empresas que têm suas ações listadas na NASDAQ, são:

    • Apple;
    • Adobe;
    • Amazon;
    • Facebook;
    • Microsoft.

    Vale a pena investir nas bolsas americanas?

    Como pôde ser visto, empresas extremamente lucrativas e que tiveram crescimentos consideráveis nos últimos anos estão localizadas nas bolsas americanas.

    O comportamento de crescer consistentemente não é particular de empresas que estão listadas na NYSE e NASDAQ.

    Isso pode ser comprovado analisando os principais índices do mercado financeiro americano, como o Dow Jones, S&P 500 ou o índice Nasdaq.

    Afinal, é muito improvável que empresas consolidadas, como a Microsoft ou a Disney, por exemplo, passem por grandes instabilidades que prejudique os retornos de longo prazo dos seus investidores.

    Logo, para investidores que buscam diversificar seus investimentos, sobretudo trazendo maior segurança relacionada a retornos positivos, vale a pena observar as oportunidades de investimentos nas bolsas americanas.

    Como investir nas bolsas americanas?

    Ao contrário do que se pensa, hojee m dia, investir nos Estados Unidos é uma tarefa relativamente fácil. Existem opções diretas e indiretas de investimento nas bolsas americanas.

    Formas diretas de investimento nos EUA

    Assim como no Brasil, é possível abrir conta em uma corretora de investimentos americana, que intermediará a compra de ativos financeiros do EUA.

    Após conseguir acesso a uma corretora de investimentos do país, é possível investir diretamente em:

    • Ações de empresas listadas na NYSE e NASDAQ;
    • Títulos de renda fixa do tesouro americano ou crédito privado;
    • Investir no setor imobiliário americano (real state).

    Formas indiretas de investimento nos EUA

    Contudo, mesmo sem uma corretora que seja de origem americana, é possível que o investidor aplique seus recursos no mercado financeiro americano.

    O investidor pode, através da própria bolsa de valores brasileira, investir em ETFs que replicam o resultado de índices do mercado americano.

    Outra opção é investir em BDRs (Brazilian Depositary Receipts), que funcionam como recibos de ações atreladas a papéis originais sob custódia no país de origem, mas que podem ser negociadas no mercado brasileiro.

    Assim, com essas diversas opções, é possível que o investidor brasileiro aproveite as oportunidades do mercado de capitais americano.

    Esse artigo o ajudou a entender melhor as bolsas americanas? Deixe suas dúvidas e comentários sobre o assunto no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Victor+Ferreira 17 de novembro de 2020

      Oi, boa tarde.
      E a CBOE?

      Responder
      • Suno Research 18 de novembro de 2020

        Olá, Victor! Tudo bem?
        A CBOE é uma das maiores bolsas americanas, mas tem um volume de negociação bem menor que a NASDAQ e NYSE. Obrigado pela sugestão, faremos um artigo a respeito.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder