Acesso Rápido

    BlackRock: conheça a maior empresa gestora de recursos do planeta

    BlackRock: conheça a maior empresa gestora de recursos do planeta

    Muito famosa dentro do mercado financeiro, a BlackRock é uma companhia americana de gerenciamento de investimentos de nível global.

    Quando um investidor procura por ETF (exchange traded funds), provavelmente vai se deparar com a BlackRock.

    O que é blackrock?

    A BlackRock é uma gestora que trabalha com uma estratégia de longo prazo em seus fundos. Sendo que os principais produtos da gestora são os ETF (fundos de índices).

    Hoje, a maior parte dos recursos geridos pela BlackRock são oriundos de clientes institucionais, como governos, fundos de pensão, fundos soberanos, entre outros.

    Desse modo, com tantos recursos sobre gestão, essa companhia está entre os principais acionistas das maiores companhias do mundo, tais como a Apple, ExxonMobil e os grandes bancos americanos.

    Por ser a maior gestora do mundo, em praticamente todos os lugares haverá produtos da instituição norte-americana.

    Quando surgiu a blackrock?

    A BlackRock foi fundada em 1988, a princípio como uma gestora de ativos e hoje é responsável por administrar um patrimônio total de mais de US$ 8 trilhões de dólares.

    Atualmente essa empresa possui mais de 16 mil colaboradores e uma receita que supera os 16 bilhões de dólares ao ano. A BlackRock opera servindo os seus clientes com a venda de fundos mútuos, fundos de aposentadorias, entre muitos outros serviços.

    A gestora está presente através dos seus escritórios em mais de 38 países. Embora essa companhia não desfrute de um monopólio em seu setor, são pouquíssimas as empresas de grande porte que não possuem negócios com essa instituição financeira.

    Qual a atuação da BlackRock?

    Boa parte do sucesso dessa empresa nos dias de hoje se deve ao seu moderno sistema computacional de gestão de risco de investimentos.

    Além disso, outro fator de extrema relevância para o crescimento dessa companhia foi o seu bom posicionamento frente à última crise internacional, datada de 2008.

    Naquela época, como o famoso banco britânico Barclays estava em dificuldades financeiras, o mesmo teve que vender a sua gigantesca divisão de fundos de investimentos.

    Desse modo, em 2009, a BlackRock se aproveitando de sua sólida posição patrimonial, comprou por 10 bilhões de euros o negócio de gestão de recursos do banco inglês.

    Essa sem dúvidas foi uma tacada extremamente importante para a história da empresa, da qual a fez atingir uma escala sem precedentes no planeta.

    Estratégia de investimento da BlackRock

    A BlackRock é uma companhia proprietária de vários ETFs (Exchange Traded Funds), por meio de sua plataforma iShares. Estes produtos são fundos que funcionam replicando os principais índices de vários países.

    O investimento passivo apresenta uma tendência favorável de crescimento. Deste modo, a indústria de ETFs se expande, por consequência, e a BlackRock, tendo a plataforma mais utilizada, confere vantagens aos seus clientes, obtendo um efeito de rede.

    Outro ponto que tende a contribuir com a estratégia de investimento e crescimento da gestora está no investimento de ESG (ambiental social e governança).

    Existe uma tendência natural do mundo na procura por investimentos e negócios sustentáveis.

    Observando essa tendência, a BlackRock já deu início a uma estratégia visando à elaboração de produtos focando o ESG e assim, tem como objetivo atrair os investidores e ganhar ainda mais capilaridade no mercado.

    BlackRock no Brasil

    Aqui no Brasil, a BlackRock tem ETF que replicam o Ibovespa, o índice de Small Caps, além do S&P500.

    Visando o crescimento do mercado nacional, ela vem expandindo sua grade de ETF no Brasil.

    Depois de criar ETF para os maiores índices, agora a gestora já possui fundos de investimento focados para os investidores qualificados e de alta renda.

    Vale destacar que BOVA11, IVVB11 e SMAL11, são ETF precursores do mercado no Brasil.

    Carta do Larry Fink

    Larry Fink é um dos e atual CEO da BlackRock, recentemente publicou uma carta para os seus CEOs e investidores.

    Nesta carta está claro qual é a visão que a BlackRock tem com relação ao mundo e as tendências futuras do mercado e dos investimentos em geral. Nesse sentido, o mercado financeiro está de olho nas empresas que conseguem ser sustentáveis, responsáveis e possuem governança corporativa.

    Gostou do artigo sobre a BlackRock? Você ainda tem dúvidas? Faça uma pergunta logo abaixo e já vamos lhe responder.  

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    3 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Flavio 9 de janeiro de 2020

      Black Rock! Muito poder!!!

      Responder
    • Ricardo Rogério Azevedo de Souza 2 de maio de 2020

      Meu sonho é trabalhar em uma empresa dessas…teria orgulho para o resto da minha vida….tenho 46 anos …trabalhei 18 anos na Bm&F na época que o pregão fechou infelizmente não fui absorvido no mercado…mas ainda estou na luta e atualmente faço Gestão Financeira na FECAF…meu sonho é voltar ao mercado…nunca vou desistir…porque eu amo esse ramo .Abraços a todos.

      Responder
    • Lenio Real Vianna 4 de janeiro de 2022

      Porque a gestora se interessou em comprar uma fatia na cogna ,empresa de educação no Brasil?

      Responder