PayPal permitirá que usuários do Reino Unido operem criptomoedas

O Paypal (PYPL34) passará a permitir que usuários no Reino Unido comprem, mantenham e vendam criptomoedas em sua plataforma.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

O anúncio feito pelo PayPal marca a primeira expansão internacional do serviço de pagamento, que já está disponível nos Estados Unidos desde outubro do ano passado.

Segundo comunicado, os clientes poderão operar quatro diferentes criptoativos:

  • Bitcoin
  • Ethereum
  • Litecoin
  • Bitcoin cash

O site e o aplicativo móvel mostrarão os preços de cada um e terão conteúdo educativo sobre riscos e oportunidades desse mercado.

“Estamos empenhados em continuar a trabalhar em estreita colaboração com os reguladores no Reino Unido e em todo o mundo, para oferecer nosso apoio – e contribuir significativamente para moldar o papel que as moedas digitais desempenharão no futuro das finanças e do comércio globais”, afirmou o vice-presidente da empresa e gerente de blockchain, cripto e moedas digitais, Jose Fernandez da Ponte.

A notícia ajudou a impulsionar as cotações das criptomoedas hoje. Por volta das 8h23 (horário de Brasília), o bitcoin para agosto subia 3,19%, a US$ 50.285, acima da marca de US$ 50 mil pela primeira vez em três meses. Já o ethereum ganhava 5,58%, a US$ 3.332,99.

Na alta dos critptoativos, Ethereum vale mais do que o próprio PayPal

A Ethereum, conhecida por ser segunda maior criptomoeda do mundo aumentou seu valor seis vezes desde o início do ano e ultrapassou o valor de mercado de gigantes dos pagamentos, como Visa, Mastercard e Paypal.

Ainda em maio, quando um Ether – o token nativo da Ethereum – atingiu o preço de US$ 4.350 (cerca de R$ 25 mil), o valor de mercado da criptomoeda passou de US$ 500 bilhões. A Visa está valendo por volta de US$ 487 bilhões, enquanto a Mastercard US$ 335 bilhões e o Paypal US$ 282 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Segundo alguns analistas, a criptomoeda poderia alcançar um valor total de US$ um trilhão. Mesma capitalização do Bitcoin, a mãe de todas as criptomoedas.

Bitcoin engata alta bate os US$ 50 mil

Com rumores positivos de adesão, o Bitcoin bateu sua máxima desde maio, ultrapassando o valor de US$ 50 mil por unidade. Deste modo, a moeda vinculada ao blockchain apresenta um ciclo de alta em face das correções intensas vistas nos últimos meses.

Com alta volatilidadeo Bitcoin chegou a sua máxima histórica ainda em abril deste ano, chegando a valer US$ 64 mil. Contudo, despencou ao longo dos meses que sucederam esse topo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

A correção da moeda digital veio com novos solavancos das autoridades regulatórias – à exemplo da China, que afirmou que iria priorizar sua própria moeda digital e proibiu a mineração da moeda em seu território.

Por outro lado, nas últimas semanas algumas plataformas e empresas atestam estar em vias de (ou planejando) a utilização do bitcoin em seus meio de pagamento, assim como anunciado pelo PayPal.

Com informações do Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião