Itaú Unibanco (ITUB4) convoca acionistas para assembleias no dia 27 de abril

Itaú Unibanco (ITUB4) convoca acionistas para assembleias no dia  27 de abril
Itaú Unibanco (ITUB4)

O Itaú Unibanco (ITUB4) vai realizar Assembleia Geral Ordinária (AGO) e Assembleia Geral Extraordinária (AGE) no dia 27 de abril, respectivamente às 11h e às 11h10, por meio digital.

Na AGO, a pauta abrange avaliação dos relatórios sobre as demonstrações financeiras de 2020 e destinação do lucro líquido do período. Também haverá eleição dos integrantes dos conselhos de administração e fiscal para o próximo mandato anual. Por fim, a pauta inclui deliberação sobre a remuneração da diretoria e conselhos.

Na sequência, a AGE tem como pauta alteração do estatuto social para prever a nova forma de composição da diretoria.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Em meados de março o conselho de administração do Itaú aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 0,05064 por ação.

Com a retenção de 15% de imposto de renda na fonte, o valor líquido dos JCP do Itaú será de R$ 0,043044 por ação.

O proventos terão como base de cálculo a posição acionária final registrada no dia 25 de março.

O pagamentos será realizado até 31 de dezembro de 2021.

Lucro do Itaú (ITUB4) cai 26,1% no 4º trimestre

No mês passado o conglomerado financeiro, apresentou um lucro gerencial de R$ 5,388 bilhões referente ao quarto trimestre de 2020, uma queda de 26,1% em comparação com o mesmo período em 2019.

O Itaú ainda informou que o lucro líquido por ação do banco ficou em R$ 0,78, ante R$ 0,77% no quarto trimestre de 2019.

O Retorno Recorrente Gerencial sobre o Patrimônio Líquido Médio Anualizado (ROAE) no quarto trimestre ficou em 16,1%, contra 23,7% no último trimestre de 2019, uma queda de 7,6 pontos percentuais.

A carteira de crédito no quarto trimestre de 2020 ficou de R$ 869,5 bilhões, um crescimento de 20,3% ante 2019. A originação de crédito para pessoas físicas no Brasil cresceu 15% quando comparada ao trimestre anterior.

A despesa de provisão para créditos de liquidação duvidosa (PDD) sofreu redução de 11,0% em relação ao terceiro trimestre, somando R$ 5,6 bilhões, em razão da melhora de rating de clientes do Banco de Atacado e menor necessidade de provisionamento por perda esperada no Banco de Varejo, ambos no Brasil.

O índice de inadimplência do Itaú ficou em 2,3% ao final do ano passado, apresentando uma queda de 0,7 ponto percentual ponto percentual  em comparação com o mesmo período de 2019.

Com informações do Estadão Conteúdo

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO