Ibovespa engata alta, puxada por frigoríficos; JBS (JBSS3) dispara 5%

Ibovespa engata alta, puxada por frigoríficos; JBS (JBSS3) dispara 5%
JBS, Minerva, BRF e Marfrig encontram-se em alta no Ibovespa - Foto: Reprodução/Site JBS Austrália

Revertendo a tendência de queda vista na abertura de mercado, o Ibovespa reage bem aos dados recentes e indica alta de 0,71% por volta das 15h15, aos 125.287 pontos.

Com isso, o índice Ibovespa segue a tendência positiva das bolsas da Europa e dos Estados Unidos, que demonstram ganhos no pregão desta terça-feira (20).

Enquanto isso, o dólar apresenta queda de 0,67%, negociad0 a R$ 5,21 e mantendo a faixa de preço do dia anterior.

Os temas que movimentam o Ibovespa hoje:

  • JBS ganha recomendação do BofA
  • Rumo tem alta após anúncio do governador
  • Enauta volta a operar com 2 poços no Campo de Atlanta

Frigoríficos disparam com relatório do BofA

O Bank of America (BofA) divulgou relatório apontando que o risco do fenômeno meteorológico La Niña pode aumentar os custos dos insumos e afetar produtoras de proteínas – contudo, a exposição é menor por parte da JBS (JBSS3) do que pela BRF (BRFS3).

Com o documento, os analistas do banco reiteram compra para os papéis das duas  companhias, além de Marfrig (MRFG3) e Minerva (BEEF3).

“Em proteínas, a BRF é a mais exposta entre as empresas da nossa cobertura, pois quase toda a sua produção é integrada e ocorre no Brasil. Embora esperemos que os preços das safras sejam mais baixos em base anual, podemos ver os preços das aves sustentados. Por outro lado, 2022 deve registrar uma melhora no ciclo do gado e a proteção proporcionada pelos preços da carne bovina pode diminuir”, disseram Isabella Simonato e Guilherme Palhares, em relatório.

Às 15h20 os papéis de todos os frigoríficos subiam no Ibovespa, com altas JBS (JBSS3), de 5,79%, Marfrig (MRFG3), de 0,79%, BRF (BRFS3), de 0,69%, e Minerva (BEEF3), 0,11%.

Rumo engata alta após anúncio de governador

As ações da Rumo (RAIL3) somam alta de 0,55% no Ibovespa hoje, ante 2% de valorização vistos ontem, após o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, anunciar um edital público para construção de ferrovia estadual que vai ligar os municípios de Rondonópolis à Cuiabá, capital do estado.

Além disso, as cidades de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum também devem ser ligadas por meio de dois ramais no Norte do estado.

A Rumo é justamente a companhia responsável pela ferrovia que liga, atualmente, Rondonópolis ao Porto de Santos, em São Paulo.

Com isso, o potencial da companhia de vencer a licitação sobe, e a Rumo manifestou interesse no projeto – que envolve 730 quilômetros de extensão e deve custar R$ 12 bilhões.

Enauta mirando volta a plenos pulmões

A Enauta (ENAT3) volta a operar em um dos dois poços produtores do Campo de Atlanta que apresentaram falha no sistema de bombeio no início deste mês.

“O Sistema de Produção Antecipada do Campo de Atlanta conta com três poços produtores, desenhados para operar com bombas dentro dos poços ou com bombas localizadas no leito marinho”, disse a empresa, em comunicado.

O retorno da produção com todos os três poços fica com previsão para agosto de 2021, quando o reparo nos aquecedores de óleo da plataforma deve ser concluído.

Com a notícia, a companhia sobe 4,73%, porém fora do índice Ibovespa.

Maiores altas do Ibovespa

Confira as únicas altas do índice Ibovespa, por volta das 13h43:

Maiores baixas do Ibovespa

No mesmo horário, as maiores baixas do Ibovespa eram:

Bolsas mundiais

Além do índice Bovespa, confira a cotação dos principais índices mundiais nesta tarde:

Última cotação do Ibovespa

No pregão de onte, o Ibovespa fechou em queda de 0,71%, aos 125.287 pontos, menor pontuação de fechamento desde maio deste ano.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se