Agenda do Dia: MRV; Petrobras; Quero-Quero; Ultrapar; Latam

Os assuntos da Agenda do Dia desta quarta-feira (19) prometem agitar o mercado.

A Agenda do Dia começa com a notícia sobre a MRV, que estuda realizar o IPO de sua subsidiária “Urba”. Além disso, novas informações sobre a Trasnpetro, subsidiária da Petrobras que está sendo investigada na operação “Navegar é preciso” da Lava Jato.

Ademais, a Latam reportou sua receita líquida referente ao segundo trimestre deste ano.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

MRV

A MRV (MRVE3) comunicou na noite da última terça-feira (18) que está analisando uma possível oferta pública inicial de ações (IPO) de subsidiária Urba, que uma empresa que atua com loteamentos e bairros planejados. “O potencial IPO da Urba se insere no contexto de expansão das atividades da companhia”, informou a MRV.

Para avaliar a oferta, a MRV conta com as seguintes instituições:

  • BTG Pactual;
  • Bradesco BBI;
  • Itaú BBA;
  • Santander Brasil.

Petrobras

Em uma nova fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira (19), que investiga uma suposta fraude em licitações da Transpetro, subsidiária da Petrobras  (PETR4), a Polícia Federal cumpriu dois mandados de prisão e seis de busca e apreensão. A operação foi autorizada pela 13ª Vara Federal em Curitiba e apura crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Latam

A receita da Latam teve uma queda de 75,9% no segundo trimestre deste ano, em relação ao mesmo intervalo do ano passado, para US$ 571,9 milhões. A baixa reflete a crise enfrentada pela companhia do setor aéreo em decorrência da pandemia de coronavírus. A Latam explicou a queda pela “redução drástica das operações após o fechamento de fronteiras e as restrições de viagem devido ao impacto da covid-19. A queda foi parcialmente compensada por um aumento de 18,4% nas receitas de carga”.

Quero-Quero

A Lojas Quero-Quero (LJQQ3) informou, na noite da última terça-feira (18), através de um comunicado ao mercado, que receberá, em créditos fiscais, cerca de R$ 20 milhões. A Quero-Quero disse que o processo tramitava junto ao Superior Tribunal de Justiça, e se refere à exclusão do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da base de cálculo da contribuição ao Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS).

“Em decorrência da referida decisão, a companhia teve reconhecido o direito da repetição do indébito tributário relativo às competências de 2010 a 2017, devidamente corrigidos, no montante aproximado de R$ 20 milhões”, informou em comunicado.

Hering

A Hering (HGTX3) informou na última terça-feira (18), por meio de um fato relevante, que seu conselho de administração aprovou a abertura de um programa de aquisição de até 5 milhões de ações ordinárias de emissão própria. O montante equivale a 3,99% do total de ações ordinárias da companhia em circulação.

De acordo com a companhia, atualmente, há 2.432.881 de ações ordinárias mantidas em tesouraria pela própria empresa, “que tem por objetivo subsidiar os planos de opção de compra de ações ou outras formas de remuneração baseada em ações da Companhia, cancelamento, permanência em tesouraria ou alienação”.

Ultrapar

A Ultrapar (UGPA3) comunicou também na última terça que realizou a assinatura entre sócios de um novo acordo de acionistas, com a entrada da gestora de recursos Pátria Investimentos. A empresa informou que o acordo vincula o voto de ações representativas de 34,17% do capital social, com o Pátria sendo detentor de 20% do capital. O acordo possui validade de cinco anos, além de um prazo renovável por igual período.

A Agenda do Dia do Suno Notícias mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião