Aegea, da Itaúsa (ITSA4), deve comprar fatia relevante da Sabesp (SBSP3) em privatização, diz CEO

A Aegea, que está sob o guarda-chuva da Itaúsa (ITSA4), está montando um consórcio em parceria com fundos de investimentos para se tornar acionista de referência da Sabesp (SBSP3) – que deve ter sua oferta de privatização realizada em breve.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

O CEO da Aegea, Radamés Casseb, disse em evento do Bradesco BBI nesta quarta (3) que o objetivo da companhia é arrematar os 15% de ações, dos 30% de papéis que o estado de São Paulo deve colocar à venda.

“Quando a gente olha para Sabesp, que tem um market cap [valor de mercado] gigantesco, que demanda para os 15% [de papéis] potenciais um volume de capital numa grandeza, ainda sem bid [oferta], sem ágio, em torno de R$ 10 bilhões, é necessário pensar numa estrutura de capital com novos parceiros, para que você possa fazer frente à competição”, afirmou Casseb

“Nós estamos, neste momento, conversando com alguns parceiros estratégicos, do ponto de vista financeiro, de modo a compor um grupo nessa estrutura de capital”, completou.

Atualmente o Governo do Estado de São Paulo detém uma fatia societária de 50,3% da Sabesp. Recentemente o CEO da ainda estatal afirmou que a oferta pode ir de R$ 15 bilhões a R$ 20 bilhões e deve ocorrer até o fim de maio.

Segundo o executivo, as gestoras parceiras devem ser Perfin e Kinea.

Além disso, os principais acionistas da Aegea – Itaúsa e o fundo soberano de Cingapura – também estarão colaborando.

A Aegea também negocia com outros parceiros que ainda não tiveram os nomes revelados.

Aegea, V.tal, Cimed: Veja lista de empresas que podem fazer IPO em 2024

Para 2024 há uma grande expectativa para novas entradas de empresas na Bolsa de Valores brasileira, conforme a visão de analistas e publicado pelo jornal Estadão. Esse movimento poderia acontecer após mais de 2 anos de um verdadeiro “deserto” de novas empresas abrindo capital na B3, algo que não era visto desde 1998, destacou o jornal.

Conforme projeções do Bank of America, considerando as ofertas públicas iniciais de ações (IPOs), negociações realizadas em bloco e follow-ons, a expectativa é de que as empresas listadas em Bolsa possam captar até R$ 120 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

“Estamos estimando um mercado de mais de R$ 100 bilhões e que pode chegar até a R$ 120 bilhões em captações, se vier a tempestade perfeita, com o corte de juros do Fed (Federal Reserve, o banco central americano)”, afirmou Hans Lin, corresponsável da área de banco de investimentos do Bank of America no Brasil.

Caso as captações de IPOs e follow-ons chegassem de fato a marca de R$ 120 bilhões, se teria um número mais próximo do recorde histórico registrado em 2010, que foi de R$ 149 bilhões, conforme aponta um estudo publicado pela SulAmérica Vida, Previdência e Investimentos, a partir de informações da B3.

Além disso, o total de captações de follow-ons e IPOs só chegou a superar os R$ 100 bilhões em 3 ocasiões, mais especificamente nos anos de 2010, 2020 e 2021.

O Nubank (ROXO34) está entre os últimos IPOs realizados no Brasil. Nesse caso, a listagem aconteceu de forma conjunta na B3 e na Bolsa de Nova York em dezembro de 2021. Antes disso, em agosto daquele ano, também ocorreram os IPOs de Raízen e Oncoclínicas.

Segundo o presidente da B3, Gilson Finkelsztain, mais de 50 empresas estavam planejando e se organizando para abrir capital na Bolsa de Valores nos últimos 2 anos, embora algumas delas já tenham revisto isso e até mudado de ideia.

Apesar disso, diversas empresas ainda estão entre as candidatas para estar na Bolsa de Valores brasileira daqui a alguns meses. Veja a seguir algumas das empresas que podem abrir capital em 2024 e o setor que elas pertencem:

  • Pacaembu – Imobiliário
  • Tegra – Imobiliário
  • Kallas – Imobiliário
  • Diagonal – Imobiliário
  • Aegea – Saneamento
  • Iguá – Saneamento
  • CTG Brasil – Energia
  • Rio Energy – Energia
  • Rio Alto – Energia
  • 2W Energia – Energia
  • Cimed – Farmacêutico
  • Eurofarma – Farmacêutico
  • União Química – Farmacêutico
  • Flora – Bens de consumo
  • Oba Hortifruti – Varejo
  • Kalunga – Varejo
  • Nadir Figueiredo – Produtos de vidro
  • V.tal – Infraestrutura digital
  • Automob – Concessionária de automóveis

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião