Acesso Rápido

    VPLa: entenda mais sobre essa métrica de análise de investimentos

    VPLa: entenda mais sobre essa métrica de análise de investimentos

    Muitos investidores passam por momentos de indecisão e insegurança no que se refere à análises de investimentos. Por isso, o VPLa, ou Valor Presente Líquido Anualizado, pode ser uma ferramenta para auxiliar no processo de tomada de decisão, dando mais informações sobre determinado retorno de um investimento.

    Além disso, o uso do VPLa consegue ser ainda mais preciso do que a utilização do VPL convencional. Isso porque o primeiro nos permite a comparação entre investimentos com fluxos de caixa diferentes. Dessa forma, é importante conhecer melhor essa métrica e saber como o seu cálculo é feito.

    O que é o VPLa?

    O VPLa é uma métrica de análise de viabilidade que informa o retorno de um investimento com base anual. Dessa forma, ele é como se fosse o VPL convencional, que traz a valor presente os fluxos futuros, com a diferença de transformar o fluxo de caixa do empreendimento em uma série temporal de valores uniformes.

    Por isso, a utilização do Valor Presente Líquido Anualizado é indicada para comparar investimentos com diferentes durações e para analisar projetos de longo prazo – visto que, com esse método, é possível fazer análises de ganho por período de tempo.

    Com isso, o investidor poderá avaliar melhor qual é a magnitude do retorno por ano que terá com empreendimentos com essas características.

    Fórmula do VPLa

    Para fazer o cálculo do VPLA, teremos de encontrar, inicialmente, o Valor Presente Líquido de cada um deles. Esta métrica pode ser calculada facilmente por meio do Excel e precisa dos seguintes pressupostos:

    • Taxa de desconto;
    • Fluxo de caixa futuro.

    Tendo em mãos o VPL de um determinado projeto, podemos colocar esse valor na fórmula do VPLa, podendo, assim, encontrar o seu resultado. A fórmula para o cálculo é:

    vpla

    Sendo que :

    • i = Taxa de juros
    • n = Número de períodos anuais

    Como pode ser visto na fórmula do VPLa, multiplicaremos o resultado do VPL pela razão entre os seguintes valores:

    • A taxa de juros mais 1, elevado ao número de períodos, e este resultado multiplicado pela própria taxa de juros
    • A taxa de juros mais 1, elevado ao número de períodos, este resultado menos 1.

    Inicialmente, a fórmula e o cálculo do Valor Presente Líquido Anualizado podem parecer difíceis, mas o entendimento ficará mais fácil com o exemplo de VPLa que traremos a seguir.

    Além disso, ressalta-se que o cálculo demanda de alguns conhecimentos contábeis, como o fluxo de caixa. Esses conhecimentos são de suma importância para os investidores conhecerem melhor os empreendimentos e as empresas que estão pretendendo investir.

    Por isso, preparamos um minicurso de contabilidade para investidores, no qual abordamos os principais conceitos contábeis que é preciso saber para realizar uma análise segura e completa de um investimento.

    Exemplo de VPLa

    Para realizar o exemplo de VPLa, levaremos em consideração os seguintes fluxos de caixa, tendo como taxa de juros 10% ao ano. Ao final, será possível calcular o VPLa de cada um dos projetos, bem como indicar a melhor opção de investimento.

    O empreendimento A possui duração de 4 anos, com aporte inicial de R$1.000,00, e o empreendimento B possui duração de 3 anos e tem o mesmo aporte inicial.  Então, a seguir, a expectativa do fluxo de caixa futuro esperado para cada um dos empreendimentos:

    vpla

    Cálculo do VPL

    Para calcular o Valor Presente Líquido desses dois projetos, é preciso utilizar a fórmula do Excel =VPL(taxa;valor1;[valor2];…) da forma que pode ser visualizada a seguir:

    vpla

    Cálculo do VPLa

    Por fim, calculamos o VPLa substituindo os valores de VPL encontrados na fórmula do Excel, o que trará os seguintes resultados:

    • VPLa do Empreendimento A = R$169,28
    • VPLa do Empreendimento B = R$213,21

    A conclusão é de que o primeiro empreendimento gera anualmente o retorno de R$169,28, enquanto o segundo gera R$123,21 por ano.

    Nesse sentido, esses são os Valores Presentes Líquidos Anualizados dos projetos, sendo que o B é o mais vantajoso entre os dois.

    Além disso, podemos observar também que o VPL deles era bastante próximo, enquanto o VPLa de ambos é consideravelmente diferente.

    Por outro lado, seria possível também, por exemplo, que projetos com VPL diferentes cheguem a VPLa próximos.

    Por isso, para ter certeza e segurança das informações encontradas, é extremamente importante utilizar essa métrica na análise de investimentos, como forma de poder avaliá-los criteriosamente.

    Usar VPL ou VPLa?

    A utilização de cada uma das métricas dependerá do tipo de análise de investimento. Nesse sentido, o Valor Presente Líquido convencional pode ser mais adequado quando o investidor está preocupado em analisar apenas um projeto específico.

    Por outro lado, caso existam diferentes opções de investimentos, é aconselhável o uso do Valor Presente Líquido Anualizado, para que seja possível uma comparação justa e real entre o retorno de capital investido dessas opções.

    Além disso, a utilização do VPLa também é recomendada na análise de um empreendimento com longa duração. Isso porque o resultado uniforme fornecido por essa métrica ajuda no entendimento de quais serão os ganhos anuais do investimento.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Mari 7 de novembro de 2020

      Olá. acredito que os valores do cálculo acima estão incorretos. Calculando o VPL no Excel ou na HP12c os resultados são, Projeto A 705,85 e Projeto B 234,53. E, respectivamente os VPLA’s são 186,20 e 234,53.

      Responder