Acesso Rápido

    Radar do mercado: Eneva (ENEV3) esclarece notícia veiculada na imprensa

    Radar do mercado: Eneva (ENEV3) esclarece notícia veiculada na imprensa

    Na data de ontem (24), a Eneva S.A. apresentou ao mercado e aos seus acionistas os esclarecimentos a respeito de notícia veiculada na imprensa, conforme solicitação por ofício encaminhado pela B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão.

    No ofício, foi solicitado o esclarecimento da notícia veiculada em 23/09/2019, na mídia eletrônica Brazil Journal, sob o título “EXCLUSIVO: Eneva descobre petróleo; volumes ainda incertos”.

    Na notícia, consta a informação de que a Eneva descobriu indícios de petróleo em sua área de concessão na Bacia do Parnaíba, e, de acordo com duas pessoas a par do assunto, a empresa está conduzindo testes para aferir os volumes envolvidos e a viabilidade comercial.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Dessa forma, a B3 solicitou esclarecimento a respeito da veracidade da notícia, de modo que, em caso afirmativo, a Eneva deveria explicar os motivos pelos quais entendeu não se tratar de fato relevante, bem como comentar outras informações importantes sobre o tema.

    Por sua vez, a Eneva esclareceu que é uma companhia brasileira integrada de energia com negócios complementares em geração, exploração e produção de hidrocarbonetos.

    Informou ainda que, na atividade de exploração de hidrocarbonetos, há uma sequência de etapas a seguir, que se inicia na aquisição, processamento e interpretação de dados sísmicos.

    Passando pela identificação de prospectos, perfuração e avaliação de poços, verificação de comercialidade de campos e certificação das reservas.

    Assim, a empresa tem a obrigação de informar à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), quando da confirmação de algumas etapas e, por boa prática, somente se manifesta quando confirmada a comercialidade de suas reservas, para evitar induzir agentes externos a conclusões equivocadas.

    Adicionalmente, a Eneva comunicou que, dentro de sua campanha de exploração do ano, concluiu a perfuração do poço 4-ENV-6MA, localizado no Plano de Avaliação de Descoberta (PAD) Fazenda Tianguar, na Bacia do Parnaíba, tendo identificado indícios de óleo e gás.

    Além disso, para determinação da volumetria e eventual economicidade da acumulação, a empresa antecipa que serão necessárias campanhas para aquisição de dados sísmicos e  perfuração de poços, atividades estas planejadas para ter início no quarto trimestre de 2019, se estendendo até o quarto trimestre de 2020.

    Por último, a empresa reafirmou o seu compromisso com as melhores práticas de governança e transparência das informações divulgadas ao mercado, e confirmou que procederá com as divulgações de informações na forma estabelecida em lei e nas normas expedidas pela CVM.

    Acreditamos que essa notícia é importante para a Eneva, caso seja de fato verificada a existência de petróleo em quantidade adequada para a operação.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • juscelino Miguel 25 de setembro de 2019

      Claro se tudo isso venha ser confirmado teremos mais uma reserva e creio que vai alavancar mais a empresa neste segmento!

      Responder
    • Roberto Pivetta 26 de setembro de 2019

      Sou mais da Engie (crescimento). Desta forma, mesmo que a Eneva tenha feitos descobertas com perfurações sendo promissor lá por 2021, eu não consigo gostar de Eneva. Porém, ficarei de olho na Eneva. Boa notícia.

      Responder